Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #3

Julho 24, 2015

Filipa

 

"(...) a água micelar (...) É diferente de tónicos e leites de limpeza na medida em que não têm na sua composição substâncias que agridem a pele, como álcool"

 

Portanto, a água micelar substitui todo um leque de produtos de limpeza eficazes até ao surgimento deste pequeno milagre de Lanciano do mundo cosmético. 

Quanto a vós não sei, mas eu aguardo, relativamente expectante, pelo dia em que água micelar substitua o sérum, o creme de olhos, o creme do pescoço, o exfoliante, a máscara de limpeza, a de firmeza também, e já agora, se não for pedir muito, os hidratos de carbono.

 

 

Quereides séries boas? Eu dou-vos séries boas.

Julho 15, 2015

Filipa

 

Orphan Black é uma série boa, cujas três primeiras temporadas foram vistas em modo intensivo, num fim-de-semana dos meus: sofá+comida+sestas+séries tão boas que até custa a crer. 

 

 

Não dá para vos adiantar muito sem que isso comprometa o mistério de que a série é feita, há sempre um dado novo, alguém que aparece na hora mais improvável, a forma como as personagens e as suas histórias se entrelaçam, a complexidade do que está em causa e do que na realidade está por detrás de todo este novelo, prendeu-me de tal forma que só me apetece ver tudo de novo, a ver se não deixei escapar algum pormenor importante.

Desconhecia a protagonista que, ou muito me engano, ou teve aqui o papel da sua vida premiado várias vezes. De repente e sem querer entrar em grande detalhe, lembro-me dela em cerca de oito papéis diferentes. Nesta mesma série. É obra.

Resumidamente, uma mulher atira-se para a frente de um comboio. Uma outra, bastante parecida com ela, assiste ao suicídio e leva-lhe a mala. Primeiramente para lhe roubar algum dinheiro, depois para assumir a sua identidade e, finalmente, para descobrir algo que lhe irá mudar a vida para sempre. Parece banal? Mais um cheirinho, que hoje estou para amar.

 

 

Ahhhh, a Helena, como gosto dela. Tão trágica e tão cómica, a minha personagem favorita.

Agora ide ver e depois digam se tenho ou não bom gosto para séries.

Cá zumbies paneleiros e fugas de merda desenhadas em corpos musculados. Pff.

 

 

 

Sim, eu sei

Julho 04, 2015

Filipa

que sou a única a querer que toda esta confusão nas lojas, cheias de gente que desesperam nas filas, cheias de saldos de merda com roupa foleira de há um século atrás e preços da treta, acabem e que volte a época em que ir às compras é coisinha para não matar ninguém dos nervos. eu sei, mas não consigo evitá-lo.

Coisas de mulheres, não liguem #2

Julho 03, 2015

Filipa

O primeiro

O segundo

 

Estou triste convosco.

Uma pessoa dá tudo de si, espreme-se até ao tutano, despe a alma, apresenta-se nua perante a mais exigente das plateias, numa cadência praticamente diária e vocês o que fazem?, cagam em tudo, querem é posts de peles, de produtos mais caros do que o sei lá, pá, o meu ego está ali, no cantinho mais escuro e húmido do escritório, em posição fetal e a chorar baixinho. Estamos os dois arrasados com esta vossa ingratidão, não sei como se vão redimir desta merda.

Enquanto me recupero, aqui fica mais um post daqueles mesmo à vossa medida, ou seja, cheia de paneleirices.

 

Como sabem, todos os produtos que aqui falo, são usados por mim e sempre até à exaustão. Falo com propriedade de cada um e após muuuuuuito tempo de utilização. Funcionam todos comigo e se os recomendo é porque os amo mas assim em larga escala. Todos compradinhos por mim ou pelo meu boy que às vezes gosto de lhe partir a cabecinha toda e mandá-lo às compras. Não me ensaio nada em dar o dinheiro que for preciso por algo que funciona comigo. Umas gostam de sapatos, outras de aparecer com os joelhos encardidos, eu adoro cosmética e tudo o que lhe está apenso. 

 

 

 

Publipost

Julho 02, 2015

Filipa

 
As bloggers que se deixam apanhar nas teias da publicidade pensam que detêm o monopólio nesta mania que as pessoas têm, que é a de pensar.
Acham que qualquer peido que lhes é dado a publicitar, lá porque não sai de pantufas mas sim de sola vermelha e de tacão omnipresente, é aceite sem questionar coisas tão flagrantes quanto o facto de, por exemplo, publicitarem determinado item toooooodas ao mesmo tempo. Acho curioso o timing de quem acha que a sua palavra é lei nisto de convencer o próximo. O apaneleirado e inconsequente leitor vê-se assim apanhado no meio de um patético brainstorming e é levado a crer, ingénuo, que as opiniões são genuínas e que tudo não passou de uma feliz coincidência fruto da qualidade do produto. Todas as bloggers influentes gostam do mesmo produto e calha a gostar dele todas ao mesmo tempo, é muito amor. E quando gostam todas do mesmo produto que só num determinado sítio -que todas conhecem e amam de paixão- é que é bom?, aí, meus amigos, temos um yin e um yang em perfeita comunhão, tão encaixadinhos que deixam de ser dois, numa união existente somente nos céus, em forma de asas de anjos, um perfect match que não se deve ignorar. 

Claro que a publicidade não funciona se não existir quem vá em todas as cantigas: temos do lado errado da vida, as leitoras que não podem ver um penico, aquele que a blogger enquadrou enquanto eternizava fotograficamente mais um look de merda, que entram em delírio e não descansam enquanto ela, orgulhosa porque o seu penico é o melhor de todos, lhes confessa que já é antigo, mas que conhece um sítio que...bom, o resto está ao alcance de quem lhe quiser chegar. 
No final das contas, existem leitoras/compradoras que fazem tudo isto ser uma win-win situation em vez de uma stupid situation: leitoras que precisam da internet e da influência de um desconhecido para perceber que tipo de produtos precisam, merecem este tipo de publicidade tão desleal.
Tudo está bem quando tudo acaba bem, não percebo mesmo a celeuma que este assunto ateia, de cada vez que vem à baila.
 
 
 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D