Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dos Óscares

Fevereiro 29, 2016

Filipa

 

Este fim-de-semana vi um filme.

Tendo em conta que sou pessoa de séries, este seria, por si só, um motivo para lá de válido para vir para aqui armada em parva com considerações fantásticas sobre o que me levou a tomar tão insubordinada decisão.

E o que me fez parar naquele filme em particular que me fez querer vê-lo? Pá, não sei. Ao passar pela lista de filmes, alguma coisa me fez clicar naquele, isto ele há coisas do camandro.

E cliquei no Room.

 

room.jpg

 

Interessadíssima que sou nisto dos Óscares óbvio que não fazia a mais pequena ideia de que este estava na corrida, limitei-me a ver a classificação que deram ao filme, verifiquei o género, o ano, e siga.

E comecei logo bem, logo com uma chapada no focinho que isto, tudo o que meta miúdos mexe comigo de uma forma que muitos poucos psicólogos conseguiriam explicar. 

Chorei, ó meu deus como chorei, o meu gajo só abanava a cabeça e perguntava se queria mudar, ver outra coisa e eu cala-te, deixa-me ver isto sossegada, deixa-me choraaaaaar sossegada, ou não fosse eu a dona e senhora do drama aqui da freguesia e chorava e chorava e chorava, toda uma tragédia, não há memória.

Não vou contar o filme, claro que não. Mas é um filme duro, um filme que nos agarra pelo estômago, aperta-nos o coração quase até ao ponto de querer partir isto tudo e nos acorda várias vezes para a vida.

Hoje ao ver as opiniões das bloggers influentes e o seu fantástico gosto pelos outfits das actrizes, dei com isto

 

oscar.jpg

 

Sim, o vestido é giro, mas esta é a actriz que faz de mãe de Jack, a criança, quanto a mim, o verdadeiro protagonista do filme.

Acho mal.

Quem devia ter ganho o Óscar era o miúdo, Jacob Tremblay, de seu nome. Nove aninhos de puro talento, que deu uma abada a esta fulana de vestidinho de folhos que até deve ter visto estrelas. 
Não há, ouçam bem isto que nunca vos enganei, NÃO HÁ, expressão nenhuma que o puto faça que não fale por si só. Aliás, ele fala pouquíssimo e no entanto, diz tanto. A mãe, limita-se a ser a sombra dele, e ainda assim ganhou um Óscar.

E é por merdas destas que nunca acompanho esta palhaçada.

 

 

concurso Literário - A Grande Obra da Me

Fevereiro 29, 2016

Filipa

Agora sim, a Me -Me, és tu, não és?- decidiu dar-nos um bocadinho de sim em forma de poema, coisa mais linda, até trema.

 

Ora apreciem:

 

"Oh Inverno, oh Inverno
Vai-te embora meu inferno
Só trazes tristeza, chuva e frio
E o calor faz tão melhor ao meu cio

Primavera, Primavera fazes tão bem à minha floreira
Oh Primavera que tanto incentivas o uso da passadeira
Na Primavera surgem os passaritos
E é uma alegria vê-los aos saltos, a eles...aos pitos

Verão...Verão...oh Verão, tu dás-me tesão
És tu e o meu amor, com o seu mangalhão
Com o Verão chega o azul do céu 
e eu contente fico, pois posso meter as mamas ao léu 

Outono, só faltas tu
Eu gosto mesmo é de mostrar o cu 
Contigo caem as folhas e as árvores ficam carecas
És quase tão bonito comós blogues cheios de patarecas

Gosto tanto das 4 estações 
(Quase) Tão variadas como as minhas profissões"


Só permito a cópia deste texto, da minha autoria, pela dona deste blog :p

 

 

Beijo (te) Me

(é Me, não é?)

 

 

 

Concurso Literário - A Grande Obra da Nina

Fevereiro 26, 2016

Filipa

Nina quis participar no concurso, cá está a quadra, publicada no decurso (pensavam que eram só vocês que sabiam rimar, não?)

 

 

"Eu sou as quatro estações. 
Sou a primavera, ai quem me dera.
Sou o verão e apanho um escaldão.
Sou o outono e moro no nono.
Sou o inverno e tenho um chapéu todo moderno."

 

 

 

Começo a sentir-me verdadeiramente culta.

 

 

 

 

 

 

Relembro que os autores dAs Grandes Obras não permitem qualquer tipo de partilha, cópia, print screen, referência, link, bem como a autora do Concurso Literário e a autora deste blog.

 

Concurso Literário - A Grande Obra da Sexinho

Fevereiro 26, 2016

Filipa

Sexy Lady respondeu à chamada em grande estilo, ainda vou com-pila-r estas Obras todas e publicar um livro.

 

Olhem só a qualidade desta quadra que açambarca, em apenas quatro linhas, todas as estações do ano:

 

 

 

"Pinta-me ozólhos...
pediu ela com carinho;
eu ... peguei no pincel e...
pintelhos!"

 

 

 

 

Isto é arte, senhores, arte!!

 

 

 

Relembro que os autores dAs Grandes Obras não permitem qualquer tipo de partilha, cópia, print screen, referência, link, bem como a autora do Concurso Literário e a autora deste blog.

Concurso Literário - A Grande Obra da Be

Fevereiro 26, 2016

Filipa

Be, que nunca, mas nunca mesmo, me deixa pendurada, deixou a sua Obra.

 

Abram um vinho, acendam uma lareira e um charuto e apreciem. 

 

 

 

 

Não gosto da primavera que vem antes do verão,

com ela as andorinhas que me cagam as janelas,

vou arranjar um pressão de ar para as matar a elas.
No verão está calor porque é antes do outono,

também não gosto do verão por causa que me dá sono.

Do outono só tenho a dizer que é antes do inverno,

caem as folhas das árvores e os velhos mais maus de saúde vão para o inferno.
E por fim o inverno que se toca com a primavera,

não tem andorinhas, nem calor, as folhas das árvores não caem, fica tudo na atmosfera.

 

 

 

É óptimo constatar que a bloga está pejadinha de artistas cheios de potencial e vice versa.

 

 

 

 

 

Relembro que os autores dAs Grandes Obras não permitem qualquer tipo de partilha, cópia, print screen, referência, link, bem como a autora do Concurso Literário e a autora deste blog.

 

Ambrósio, apetecia-te algo?

Fevereiro 25, 2016

Filipa

E que tal um concurso literário, para mostrar ao mundo que este blog e respectivos comentadores são muito mais do que uns gozões marados que só estão bem é na má língua e no escárnio?

E se eu disser que o vencedor tem direito a um presente, mas um presente à séria, escolhido por mim que como sabem, sou uma pessoa de extremo e refinado bom gosto?

Regras? Não há, não se esqueçam onde estão, é escrever, superem-se, sejam superiores.

Tema: as estações do ano, claro, que parece que é o que está a dar, quem gosta de escrever tem sempre uma obra prima sobre pelo menos uma estação do ano. Pelo menos.

Prazo para a recepção das obras: dia 10 de Março.

Como fazer: Ou mandam os vossos textos ou poemas ou trechos, o que for, para o meu email filipinhabras@gmail.com ou publicam no vosso blog e de seguida colocam link numa caixa de comentários daqui do tasco que eu depois trato do resto. 

Quem pode: Toda a gente, mesmo quem não tem blog, mesmo em modo anónimo.

E depois de dia 10/03, o que acontece?

Depois as Grandes Obras ficam a votação até dia 17/03 para que o público decida e o vencedor leva então o presente que eu própria vou escolher e enviar.

 

"epá, mas ó Filipa, até me interessou essa cena do presente mas estou um bocadinho confuso com o que pretendes com isso de escrever um texto ou poema ou assim..."

 

Calma que eu existo para vos esclarecer.

 

Apresento a primeira participante, a Isabel. Barbosa, claro.

 

 

 

"Verão... Verão ... ai, Verão ...

saudade de Ti,  eu e  cuecão.. 

Calor é bom, tontinha gosta, 

Pode mostrar  rabo, celulite, e  costas

Verão  é suor, limpa  toxinas,  

Aqui no hospital toda a gente se anima..

Derrete raivas, derrete frustrações, 

Ohhhh ... Verão-ajuda, que alivia  depressões... 

 

Verão é sal, 

É energia,

É um ver se t'avias pra trocar porcaria


.... E que bom que é, no Verão, ter um guarda sol e manda-lo pró cagalhão ...

Ter um sumo e não o beber, 

Querer escrever Esposende e não o saber,

Rolar na areia em vez de ir ao médico, 

Publicar merdas em modo métrico...


Verão é liberdade, de movimentos e expressão, 

É olhar-mos o mar sem haver razão

É criarmos amigos, daqueles dos bons

[dos que não existem, que é do que a malta gosta, 

pois  que pergunta-mos-lhes coisas, sabendo a resposta,  

...eles respondem e a gente ...Pum! Posta] 

É ser-mos nós, em vários tons.


I heart Verão, Verão is good, Verão é jóia, faz bem à saúde


Ohh Verão... porque és Tu 

Assim tão aziado pra alguns,

Se lhes ficava tão bem, 

A meio dos puns

Dizerem bota com perdigota?

(E ó que aquilo até se nota..)"

 

GIFF1.gif

 

 

Vá, toca a libertar o artista louco que todos temos em nós, quem sabe se desta pequena grande competição não nasce para o mundo um escritor de renome e...um livro?

 

 

Pág. 1/5

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D