Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Gomo 2, o meu Deus Gregóarromano

Julho 26, 2016

Filipa

Olá, bêéfeéfes.

 

Ai, tenho tanto para vos contar depois daquilo dos tomates que nem sei para onde me eide virar, se em frente se por detrás!!!! 

Se calhar pontuava tudo para facilitar a leitura:

Ponto um: finalmente acabei de arranjar aquela tomatada toda e já fiz o doce todo. Gastei quinze bilhas de gáz e três meses inteiros a mexer taxos cheios de tomate e açucar amarelado mas já estou despaxada. Tenho aqui prendas para toda a gente, inclusiver para a minha ex futura ex sogra, mãe do Puko Nino que voltou à recarga. Não me aperguntem, é complicado por ademais.

Ponto dois: desde a semana passada muita coisa aconteceu enquanto estava com a barriga encostada ao fogão e fasia o doce: passámos a consoada juntos, sinal claro de compromiço sólido e com feturo. Ele fertou-me uma jóia de empunhar ao peito em forma de oito: fazia 8horas que nos conheçíamos. O meu deus arromanógrego é mesmo atensioço.

ponto trêz: na terça-feira, dia de natal, como estava bom tempo -o S. José anda feito brincalhão com nosco ihihihihiih- fomos até à fronte da telha e como estavão 42ºC passá-mos o dia a caminho da toalha e da água e viçe e versa. Ainda hoje estamos a ssoro com as quimaduras que sufremos. 

Ponto quatro: na quarta, dia de páscoa, matámos meio borrego e da parte da tarde fomos até aos assores ver dois assores namorarem. Tão romântico, não é?. Voltámos mesmo a tempo do carnaval em que nos mascarámos de amebas de merda. Não foi preciso muito: apenas arrespirar para dentro e para fora, não nesseçáriamente por esta ordem.

Ponto cinco: sinto uma sensação boa de banho tomado, mas sem entrar no polivã, chigar ao trabalho e fazer posts destes em que falo da minha história de amor que já se passou mas que vou contando como se estivesse a passar ou estivesse para passar o que já se passou porque as coisas do amor são assim, intemporais que é quando há um vendaval mas ao contrário.

Não gostão tanto?

Ponto seis: o meu deus tem sete filhos lindos, todos mais velhos do que eu. Damos-nos todos bem e à noite vou-lhes dar o beijinho de boa-noite e acolchoar as roupas da cama. O meu deus adora que eu me dê assim tão bem com os meus en telhados. Quase que paressemos o princepe, a branca de neve e os sete anães. a minha hestória de amor faverita.

Ponto sete: querião já tudo, não? Para a semana vamos passar o 25 de Abril a Mérdola, a terra natal do meu deus. Esperem por niws.

 

Kis, kis

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D