Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Do plágio

Outubro 04, 2016

Filipa

Escrevi isto no dia 26/10/1974: 

"Ainda sobre os paneleiros de licra"

 
Pensei em pedir ali ao Centro de Saúde da minha área de residência, uma equipe de psicologia/psiquiatria para apoio aos lesados pelo meu post sobre os atrasos que sofro amiúde, causados sobretudo pela dificuldade no pedalanço que estas Amélias sentem derivado das  assaduras que os calçanitos paneleiros lhes causam às virilhas e áreas circundantes, à semelhança de quando acontecem aqueles acidentes em que resultam mortos ou feridos graves e que uma pessoa se sente na obrigação de fazer o bem sem olhar a quem.
 
No Campo Pequeno ou assim. De forma a que caibam lá todos os egos e todos os pénis."
 
 
 
e reparo que no dia 18/12/2015 neste blog foi escrito isto:
 
 
 
"Ainda sobre os cliclistas
 
Pensei em pedir ali ao Centro de Saúde da minha área, uma equipe de psicologia/psiquiatria para apoio aos lesados pelo tal post, à semelhança de quando acontecem aqueles acidentes terríveis.
 
No MEO arena ou assim. De forma a que caibam lá todos os egos e todos os pénis."
 
 
Reparem como o que escrevi há 41 anos continua tão em voga e a ser motivo de cobiça.
Infelizmente não vos posso dar o link do meu post uma vez que o mesmo se encontra privado, mas não é por ele não estar à mão de qualquer um que ele não existe, han? Portanto, como eu digo que publiquei o meu no dia 26/10/1974 é porque efectivamente o fiz. Quero ver quem tem provas que contrariem esta minha teoria, fantástica aliás, como todas as que fabrico nesta mona fértil e pródiga em arranjar justificações para os verdadeiros problemas da humanidade.
O facto de o ter escrito um dia antes de nascer não quer dizer absolutamente nada, deixem-se de inventar e vamos focar-nos no verdadeiro cerne da questão:
 
Peço à blogger que retire o seu post, exijo um pedido de desculpas público e assim talvez, não prometo, não terá problemas.
Dou-lhe até ao final do dia de hoje, uma vez que amanhã já tenho outras cabeças para foder.
 
 
 

Assim tudo de uma vez, a ver se não me esqueço de nada

Outubro 03, 2016

Filipa

 

Há que tempos que andava para escrever este post! Sucede que me sentava, pc aberto e só de pensar na quantidade de coisas que tinha para vos falar, lá se ia a vontade, sou uma preguiçosa nestas coisas e com muito pouco tempo para me dedicar a coisas demasiado sérias. Entretanto dou com uma forma de fazer a coisa assim, de enxurrada, maneiras que cá vai alho:

 

 

 

O que um header faz às pessoas.

Outubro 03, 2016

Filipa

 

O meu blog está diferente graças à mestria de Gaffe, moça que adivinho ser de um coração sem tamanho.

Numa brincadeira, falei-lhe de um fundo como o da MJ e ela fez-me isto tudo. Várias reacções já se fizeram notar e não viram vocês os pulinhos que dei, até estava mal dos nervos quando o email chegou!

Não sei o que gosto mais: se "as parvas de merda" se as "doidas"- assunto tão em voga-, se os logos das marcas ali todas juntinhas, se aquele pobre senhor perto do alvo, se as minhas curvas sem pinga de celulite. Há tanto pormenor certeiro, tanta coisa deliciosa, que me deslumbro de cada vez que cá entro.

Continuo a adorar o antigo, mas este está mesmo no ponto, raça da ruiva que tira mesmo bem a pinta à malta. Decidi guardar o antigo, caso me dê para a nostalgia.

Gaffe, minha amiga, fica aqui o meu agradecimento e grande admiração devidamente emoldurados por uma pitadinha de inveja (da branca): não só escreves como só tu sabes escrever, como és de uma educação e verticalidade já difíceis de encontrar. Para além disto tudo, como se fosse pouco, ainda tornas os blogues de quem tem a sorte de ser escolhido, em páginas que passam a brilhar mesmo que nem uma palavra seja escrita.

Obrigada também por me teres deixado homenagear os licrinhas deste meu país, ao colocares uma bina no final de cada post. 

Melhor, só se tivesses colocado a imagem de duas notas de 500 num boião de creme.

 

Tu rulas, miúda. 

 

 

Pág. 3/3

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D