Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dúvidas Cor de Rosa

12
Jun17

Vá, larguem lá tudo o que estão a fazer e vinde mas é cá dizer que sou mesmo a maior e que nunca viram ninguém assim tão magnífico como eu quando me dá para falar sobre cosmética


Filipa

Lembram-se que vos disse que estava in love com dois produtos da Esthederm, marca que nunca tinha sequer ouvido falar mas que muito me estava a surpreender? Pois bem, optei por dois produtos e hoje é um deles que me traz aqui. Este:

 

edermagua.jpg

 

 

Deixem-me primeiro falar-vos do conceito da marca que eu não tenho uma Filipa Brás que me oriente nem vendedoras de jeito que me guiem. Se quero conhecer alguma coisa mais a fundo, tenho de pesquisar, fuçar, fazer-me à vida.

A Esthederm é uma marca relativamente recente no canal farmácia. Até há dois anos atrás era exclusiva de gabinetes de estética e em boa hora decidiu desbravar novos matos que esta marca, vão por mim que nunca vos enganei, ainda vai dar cartas.

A marca inspira-se na biologia da pele e reproduz e imita os seus mecanismos originais. Ou seja, utiliza a ciência -mimetismo biológico- para formular produtos que actuam em simbiose com a pele e sempre que possível, são usados ingredientes naturalmente existentes nela ou que a mimetizam.

No caso deste produto em particular, decidiu inspirar-se na água naturalmente presente na pele e daí a lançar esta jóia da coroa foi um tirinho. Reparem que não falamos de água termal -coisinha mais batida que a bengala de um cego- nem em água mineral ou desmineralizada. Falamos de água celular, vector perfeito de eficácia para os diferentes componentes activos e na qual a célula vive tal como no seu ambiente original.

Temos, portanto um super-produto, com diferentes utilizações, qual delas a melhor. Energiza, revitaliza, optimiza o metabolismo celular, permite a receptividade dos outros produtos de tratamento, hidrata, desperta, refresca, acalma, fixa a maquilhagem, mega boost de energia ao longo do dia e bendita a hora que me lembrei de enfiar a minha no frigorifico, há lá coisa melhor do que borrifar o rosto com uma água deste gabarito e ainda por cima fresquinha? O preço é outra agradável surpresa, acessível até para quem é um mero auxiliar de roupa e lar.

Sou ou não sou mesmo boa a falar de cosmética/dermocosmética/pele/cuidados de rosto/e mais qualquer coisa que de certeza que me está a escapar? Dou ou não dou cartas nesta merda? Falo ou não falo nisto com a mesma destreza de quem faz balões de pastilha elástica? Pareço ou não pareço uma profissional na área?   Dá a ideia ou não dá a ideia de que vendo tudo e às paletes?

Agora ide lá pensar e depois cheguem-se com respostas. Não sobre a eficácia do produto, que essa está mais que vista, mas sobre a minha influência nas vossas vontades, a minha sapiência, inteligência, jeito e etc, etc.

Vá, estou à espera.

05
Jun17

Estava eu aqui sem bicas para tirar nem pastéis de nata para servir


Filipa

quando a querida picante me nomeou para um movimento criado pelo querido pipoco *suspiro* que visava estreitar e/ou fortalecer relações entre a blogovizinhança e em verdade vos digo, nunca na vida vi coisa tão porreira, isto é que foi diversão a valer!

Prática como sou e em êxtase com tamanha diversão, decidi juntar a ideia de merda da querida picante mais a ideia de merda do querido pipoco *suspiro* e, pese embora o facto das evidências me mostrarem continuamente que a soma de tanta ideia de merda destes dois dá zero, decidi não só aderir em força lá àquilo da irmandade blogoesférica como me senti profusa e profundamente inspirada. Daí à criação de um novo movimento, o do "blogue sem tomates" para quem o demonstra com o maior dos orgulhos, foi um tirinho.

Ora, se há criatura que goste de estreitar cenas, sou eu e há lá melhor maneira de estreitar a relação entre mim e a querida picante senão a de a renomear?

querida picante, não deixe nunca esse seu registo tão denotativo do seu carácter bem como do seu berço. Adoro muito quando acorda fina e com educação, quase que apanha a malta na curva. É um colírio do caralho quando se desmancha em palavras polidinhas. Tanto que os que a lêem, os que estão no patamar mais abaixo, está a ver?, juram a pés juntos que a querida é incapaz de dizer uma palavrinha fora do eixo. Toda a gente sabe que dizer palavrões é too much Buraca e a querida picante além de pertencer à parte nobre da vida, teve educação. As mesas que põe são a prova disso (se pensasteis que era para vos esfregar na tromba o guito que gastou nelas, sois maus, carai)

Admiro-lhe imenso a imaginação com que alimenta o seu blog. Criativo, escrita escorreita e elegante, não é de admirar que tenha tantas seguidoras que, na ânsia de serem as primeiras a comentarem-lhe o blog, até se esquecem de se logarem, vai de anónimo mesmo, vale tudo para chegar em primeiro lugar à querida picante. Majestosa a forma como trata os seus anónimos, sempre com uma palavra amiga, dócil, paciente. Quando for grande também quero falar assim sozinha. A bondade que mostra quando apaga posts apenas porque os visados decidiram implicar com ela e ficaram para ali todos magoados e tristes apenas porque alguém decidiu escrever umas verdades bem boas. Uns conas, a castrar a artista!

As capas que veste, as caras que mostra ter, resumindo, admiro-a por conseguir ser tão politicamente correcta e tão naturalmente incorrecta. A trabalheira que esta merda deve dar!

Faz falta, querida picante, não nos deixe nunca. Para si, o meu melhor selinho, com amor:

 

Selo Filipa Brás.N.png

 

 

Agora o meu movimento. As regras são simples: nomeiam-se todos blogues que se achem necessários, aqueles cujos autores se esqueceram, por algum motivo, dos tomates algures ou até mesmo aqueles que já nasceram sem eles. Os que por não os usarem ou não saberem usar, trocaram-nos por bens perecíveis, podem também nomear os que ainda acalentam o sonho de os ver florescer ou até mesmo os que juram que sim, os tomates estão lá, são grandes e bonitos, mas só eles é que os vêem, lá no mundinho deles que é pequenino e decorado a preceito.

Depois é preciso deixar uma mensagem bonita ao destomatado em questão, para que o sortudo saiba que embarcou nesta maravilhosa aventura que é a de mostrar ao mundo que não tem tomates, que não passa de um eunuco da verticalidade. O mundo precisa de saber onde é que esta gente enfia os tomates ou o que raio faz quando precisam de mostrar que os têm.

Escolhi esta:

Foste a(o) feliz contemplada(o) com um carimbo do "blog sem tomates, mas com muito orgulho!" A blogoesfera conta contigo para lhe mostrares quantos mais pares de tomates andam por aí aos pontapés, perdidos e órfãos. A sociedade precisa de saber sobre este flagelo, ´bora participar? Não vais querer ser o tomate podre a quebrar a corrente, pois não?, chega de maltratar os tomates, tadinhos...

 

Os meus nomeados, são:

 

http://palmierencoberto.blogspot.pt

http://calmacomoandor.blogspot.pt

http://mirone.blogspot.pt

http://nananinananão.blogspot.pt

http://aiéstãolinda.blogspo.pt

 

 

e já se sabe que esta lista estará em constante actualização que esta merda de ter tomates é coisa para estar em vias de extinção.

 

Links

Para consulta em caso de necessidade

Cenas da Carla

Anita

No sapo também os há

Coisas do existencial

Dos blogues

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D