Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




foi tarefa mais difícil do que a escolha do menu e muito mais do que a compra dos presentes.

Fiquem vocês sabendo que em hora e meia do dia vinte e quatro, despachei todas os presentes e somos (sim, que eu também sou filha de Deus) para cima de vinte. Infelizmente não tive oportunidade de dormir a manhã toda conforme tinha planeado porque o meu marido, esse apressadinho, queria porque queria ir logo cedo, não fosse o cabrão do mundo acabar e não ter tempo para comprar tudo.

 

Homens!

 

Se havia necessidade de me arrancar da cama às onze da manhã se os shoppings só fechavam às cinco (até acho que fechavam mais tarde, mas pronto).

 

Bom. 

A escolha do filme não foi fácil. Gostamos sempre de passar a noite de natal no sofá, de roda dos últimos doces e de chá quentinho, de lareira acesa, com os putos ali quietinhos e limpinhos e bem comportados como filhos de uma blogger que são. Como estava a dizer, não foi pêra doce. Parecendo que não tínhamos em cima da mesa uma série de pontos que tinham que convergir para um único e exclusivo ponto: o de concordância e eu sou difícil de convencer, ó se sou.

i) Não podia ser um filme de terror, infelizmente para mim que acho que um filme de terror cai sempre bem, independentemente da altura do ano. Os miúdos iam ver e o homem achou que não era porreiro assistirem.

ii) Tinha que ter música ou então só se iria conseguir ver os cinco primeiros minutos. Não entendo onde estes putos foram buscar este gosto pela música, mas é a única maneira de os meter em sentido.

iii) Tinha que resvalar para a comédia. Esta é uma altura do ano um bocadinho sensível para mim por motivos que me fazem andar de nervos em franja. Portanto rir seria mesmo a melhor solução.

iv) Cá nada de desenhos animados nem de filmes para putos. Já me chegam os 364 dias em que tenho que levar com eles, ao menos um dia por ano que se veja alguma coisa em família que agrade a todos. E verdade seja dita, os putos não percebem merda nenhuma. Ouvem a música, ai e tal que cores tão giras, não tive foi tempo para descobrir um filme de terror com poucos gritos. A seu tempo.

v)"sozinhos em casa", "musica no coração", "o senhor dos anéis", "frozen", "feiticeiro de oz", epá, poupem-me, bem basta o castigo de ver as rabanadas a alaparem nas nalgas de uma pessoa, não contem comigo para merdas destas, todos os anos esta falta de originalidade e se não tivesse sido a entrevista do Jorge Jesus ontem à noite, a tv nestes dias natalícios tinha sido uma morte lenta de tédio sem piada absolutamente nenhuma.

 

Calhou ver o trailler de um filme no videoclube da meo e achei que tinha que ser aquele e foi aquele.

O filme é de comédia, tem música, não é filme para crianças, é uma sequela, não faço ideia do que aconteceu no primeiro e nem sequer o encontro, mas porra, o que chorei com o filme, não tendes noção, peguem lá a parte final, a pior, e digam-me que o meu gajo não tem razão para me andar a gozar desde então.

 

 

 

 

Snif.

(chorei mais um bocadinho quando encontrei o vídeo)

(e mais outro bocadinho quando revi o post)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


20 comentários

Sem imagem de perfil

De Mirone a 28.12.2015 às 15:22

Conheço um endocrinologista muito competente que se calhar era bom consultares... As tuas hormonais não devem andar nada bem.
Cantam afinadinhas, batem as palminhas muito certas, mas eu, profissional da choradeira nos talent shows, nem sequer engoli em seco...
Imagem de perfil

De Filipa a 28.12.2015 às 15:32

Cala-te que não viste o filme, nem sequer sabes que a gorda viu o seu fato justo rasgado e logo nesse dia, nesse exacto dia, não tinha levado cuecas...
É demasiado trágico para mim.
Sem imagem de perfil

De Mirone a 28.12.2015 às 15:44

Olha, Fi, a minha avó sempre me ensinou a deixar a casa como gostava de a encontrar (arrumada e com a despensa composta) porque nunca se sabe como vamos entrar nela (e se tem de lá ir alguém, como é, hein?) e a andar com roupa interior em condições, não fosse o caso de irmos parar ao hospital e os médicos nos verem com lingerie velha (para a minha avó só era concebível que fosse um médico a ver-me a roupa interior). Claramente a gorducha não teve uma avó como a minha. Alguma vez eu sairia de casa sem cuecas (a não ser que estivesse a tomar banho ou a meio de uma outra actividade que exigisse a ausência das mesmas, e houvesse um cataclismo que me obrigasse a sair naquele segundo.
Imagem de perfil

De Filipa a 28.12.2015 às 15:50

Não percebes que a badocha não podia levar cuecas com o fato que levava para o exercício dos lençóis suspensos ou lá o que é aquela merda. Aliás, no meio de tanto espinafre, ninguém entende porque é que a mais gorda é que deve andar ali pendurada.

Isto dá mesmo vontade de chorar.
Sem imagem de perfil

De Mirone a 28.12.2015 às 15:58

Sim, ver uma gorducha sem cuecas a fazer um número de lençóis pendurados (sei o que é mas não sei o nome técnico) deve ser de ir às lágrimas.
Imagem de perfil

De Filipa a 28.12.2015 às 16:05

Estás a ser insensível.

Além de preconceituosa, claro.
Sem imagem de perfil

De Mirone a 28.12.2015 às 16:10

Insensível? Pois se te disse que é de ir às lágrimas...
Preconceituosa, sim, confesso que não gosto de chamar badocha a quem não conheço.
Imagem de perfil

De Filipa a 28.12.2015 às 16:38

Era o nome dela: badocha qualquer coisa. Infelizmente não decorei tudo que a idade já não me permite certas acrobacias.
Sem imagem de perfil

De Entre Dias a 28.12.2015 às 17:02

Isso passa. É de ser Natal e uma altura mágica e tal. Anda tudo muito sensível e de choro fácil. É com anúncios, é com vídeos para ganhar casamentos, é com filmes de cantorias...
Sem imagem de perfil

De Ana a 28.12.2015 às 17:58

O desblogue d'elite morreu? ninguem escreve nele... Visito o blog todos os dias com esperanças de um novo post e nada :(
Imagem de perfil

De Filipa a 28.12.2015 às 18:05

Olá, Ana.

Não morreu, hibernou que está frio a valer, à espera que regresse o tempo mais ameno ;)

beijinhos.
Sem imagem de perfil

De Be a 28.12.2015 às 18:43

Chorar a rir, certo?!
Até tenho medo de perguntar...
Imagem de perfil

De Filipa a 28.12.2015 às 18:45

NÃO!!!!
Sem imagem de perfil

De Troll a 28.12.2015 às 19:03

Pega um filme muito bom http://www.imdb.com/title/tt2170593/?ref_=nm_flmg_act_6
Imagem de perfil

De Filipa a 28.12.2015 às 19:19

Não consigo ver filmes neste pc...
Imagem de perfil

De Home Sweet Home a 29.12.2015 às 08:53

é taooo giro! :) o primeiro nao tem nem metade da piada! nao perdeste nada! e a ultima musica espetacular!
Imagem de perfil

De Home Sweet Home a 29.12.2015 às 08:55

welllll -.-' vou aprender a ler os comentários antes de dar aquela opiniaozinha mais coisa sobre este filme... delete! delete!
Imagem de perfil

De Filipa a 29.12.2015 às 09:48

Mas eu gostei do filme!!!!

Ninguém me entende, desisto.
Imagem de perfil

De Home Sweet Home a 29.12.2015 às 10:00

ahahah tu és assim para o complicadito... mas lá está... mais vale assim do que ter a profundidade emocial de uma folha de papel... por usar claro está...
Acho que o filme para quem quer estar ali a olhar para o pc sem pensar nas tragédias da vida, e para quem nao tenha trauma com exposição de genitais a um publico imenso, é engraçado... e dá para rir um bocado! :)
Imagem de perfil

De Filipa a 29.12.2015 às 10:03

É giro, sim.
A badocha, os comentadores, as piadas parvas, o "combate" musical, gostei de tudo :)

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe