Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ao meu amor

por Filipa, em 06.12.16
"Vou vadear

Vou Vadear
Até que minhas coxas sejam embebidas em flores ardentes
Vou tomar o sol na minha boca
E saltar para o ar maduro
Vivo
Com os olhos fechados
Correr contra a escuridão
Nas curvas de sono do meu corpo
Entrará em dedos de mestria suave
Com castidade de mar-meninas
Vou completar o mistério
Da minha carne
eu vou ascender
Depois de mil anos
Lipping
flores
E colocar meus dentes na prata da lua"



Tradussão do poema de E.E. Cummings, "I Like My Body When
It Is With Your
", que grassas aos meus estudos consegui traduzir
uma vez que o meu amor não perssebe línguas.

Parabéns amor pelo noço casamento imaginário.
amo-te-nos-vos-eles.

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Isa a 06.12.2016 às 11:08

AHAHAHAHAHAHAHA!
Ai pobre Cummings, se ele soubesse... AHAHAHAHAHAHAHAHA!



(Pronto,ok, parei). 
Viva as traduções à letra, viva! Assim fica muito mai giro, Carla. Na volta fica  aí o teu homem imaginário a tentar perceber as coisas, dar-lhes um sentido e tal, e calhando hoje até nem sai de casa.


Ó melher, quantas licenciaturas são precisas pra uma pessoa poder fazer Arte assim como a tu, hã? 
Imagem de perfil

De Filipa a 06.12.2016 às 11:42

Pelo menos duas.
A Carla tem 17.
Sem imagem de perfil

De Isa a 06.12.2016 às 12:01

UAU!


Isso que então dizer que a Carla já pode dar explicações aos pequeninos, e depois vir prá net gozar com o que eles não sabem?? 
Sem imagem de perfil

De Troll a 06.12.2016 às 11:40

Também dizes que o teu amor corre meia-maratona e mostras uma medalha de 10 kilómetros de caminhada?
Imagem de perfil

De Filipa a 06.12.2016 às 11:41

O meu amor não faz meias, só inteiras.
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2016 às 07:46

Há aqui alguém à porta a dizer qualquer coisa que não consigo perceber muito bem o que é.
Vamos deixá-la a falar sozinha ;)
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2016 às 09:10

E continua, e continua, pobrezinha, alguém lhe devia dar tempo de antena, chega a dar dó, tanta falta de atenção...
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.12.2016 às 09:52

Vê lá se faz muuuuuu ou se faz oink, qué pra se atirar com um cadinho de comida, pá, também não se deixam os bichinhos assim ao frio e à fome!
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2016 às 09:53

Vai variando.
Já lhe madei um balde de merda que não quero que lhe falte nada.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.12.2016 às 09:59

Um balde, só? Práquele tamanhão todo??

Não sei se isso lhe chega até à hora do almoço...
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2016 às 10:03

Aproveita e emagrece a anca.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.12.2016 às 10:10

* coitado do animal, ainda perde o único suporte que o mantém mais ou menos de pé..*
Sem imagem de perfil

De Corvus intragavus a 07.12.2016 às 15:13

Eu também vou vadear
paro na tasca para um palhete tragar
pelo caminho se uma desobrigada encontrar
Acaba-se o vadear e vou mas é pinocar.

Isto é só para tirar as peneiras a essa gaja Carla que tem a mania que é boa a poetar.
Imagem de perfil

De Filipa a 08.12.2016 às 22:21

Uma cagona, não queira saber.

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe