Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Blogobalanços

por Filipa, em 30.12.16

Antes do pessoal, aqui fica o do blog, sei que querem imenso saber destas merdas, cá vai disto:

 

O post mais lido do ano foi o dos nossos grandes amigos, os ciclistas, aqueles que nunca desiludem, verdadeiros bálsamos para as nossas almas sobretudo quando estamos com alguma pressa e calha a encontrá-los nas estradas mais apertadinhas, seres sempre simpáticos e facilitadores de trânsito, um gosto. Adoro-os, nunca me esqueço deles. 30 795 foram as vezes que este singelo post foi lido. É obra.

Tentei com muito afinco escolher um post para o encaixar aqui na categoria do post que mais gostei de escrever, mas não fui capaz. Com a entrada da Carla, a empregada doméstica, foram tantos e tão divertidos que teria de os escolher a todos para ser justa. Tenho, no entanto, um carinho especial pelo primeiro post do ano. Coisas!

Orgulho-me, efectivamente, de ter escrito esta carta, em forma de post, dirigida aos conas e às conas da blogoesfera. Cada vez mais me cago para os leitores que aqui caem de paraquedas e aos que acham que podem alguma coisa. Isto é meu e para mim. Se tiver mil comentários, boa, se tiver um, porreiro, pá.

Prometi a mim mesma deixar de escrever coisas tristes. Ainda assim este foi o post onde escorreguei. O post do meu aniversário que é sempre o dia do verdadeiro balanço e de grandes resoluções. Foi onde resvalei e por isso o que mais me custou escrever.

O post que queria repetir, seria nada mais nada menos este em que esfrego no focinho de alguém que a qualquer altura do mês -posso estar a fazê-lo neste exacto momento, quem sabe?-, tenho disponibilidade financeira para comprar cremes de mil euros. E quem diz cremes, diz outra coisa qualquer, deixem a imaginação voar. 

O post que mais favoritos teve foi o que falei do novo header que a querida Gaffe me ofereceu, a maldade das pessoas não deixa de me surpreender.

E, por fim, o mais comentado de todos, foi sobre os desequilíbrios hormonais das gordas.

 

Foi um blogoano giro, este.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

cenas :


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Isa a 30.12.2016 às 10:32

Queria dizer-te umas coisas, mas não me sai nada de jeito. Espero que saibas o que te quero dizer. 
De qualquer forma, muito  obrigada pela fatia muito importante de genuíno gargalhar que este blog me proporcionou, ao longo de 2016. (Fiquei a conhecer a sensação de se rolar de um sofá, a rir, e dar com a peidola no chão, por exemplo). Também fiquei a conhecer outras coisas, aqui através e por causa do Dúvidas Cor de Rosa, ou antes, reiterei outras coisas, tais como a perfeita merda de que tantos dos meus concidadãos são feitos. Por outro lado, soube de gente fantástica, em talento e carácter, e se  os primeiros estão em maioria, os segundos  pesam muito mais, por aquilo mesmo, e  pelo brilho que emanam. A esses, permite-me deixar-lhes aqui o meu sincero "axé", que partilharão contigo. 
E que a Força nos acompanhe. 
Imagem de perfil

De Filipa a 30.12.2016 às 15:15

Miga, lamento mas tenho de ir aprender a pôr uma mesa com classe.
Beijos!
Imagem de perfil

De Gaffe a 30.12.2016 às 10:34

Reli todos os "linkados" e acho, cada vez mais, que tens sempre razão.
:)))
Imagem de perfil

De Filipa a 30.12.2016 às 15:15

Tu és sempre um docinho.
Image
Imagem de perfil

De Maria das Palavras a 30.12.2016 às 10:52

Ora porra, este balanço veio bem mais das entranhas que o meu...
Nota mental: escrever sobre ciclistas para ter mais visitas.
Imagem de perfil

De Filipa a 30.12.2016 às 15:16

Sim, faz isso.
São extremamente dóceis e bem educados, esqueci-me de referir.
Imagem de perfil

De Quarentona a 30.12.2016 às 16:53

Resumindo, um blog para quem tem poder de encaixe, vulgo, tomates :)))))
Eu cá gosto imenso dessas chicotadas de língua doa a quem doer, correndo sempre o risco de levar com alguma, o que torna a experiência de ler-te e comentar-te ainda mais radical :))))
Que 2017 seja um ano repleto de surpresas boas para ti e para os teus :))))

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe