Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




cenas

por Filipa, em 12.07.17

Hoje, numa rua de dois sentidos mas cheia de carros estacionados em ambos os lados, tive um quid pro quo com um senhor. Sucede que hoje vinha cheia de paciência e até acabou por esta interacção ser profícua, conforme se aperceberão no decorrer desta ocorrência.

Portanto, eu ia a descer a rua e ele a subir, o carro imediatamente à frente dele parou num lugar de estacionamento livre para que eu (e o resto dos carros atrás de mim) pudesse passar e este senhor começou aos gritos (de vidro fechado, claro). Pedi que abrisse, uma vez que estava bastante curiosa com o monólogo e já agora também queria saber porque raio o senhor estava tão furioso consigo mesmo. Ele abriu e ´ssassim:

"- esta malta nova não percebe nada de código da estrada, ó caralho".

Devo dizer que logo aqui conquistou o meu carinho; não são todos os dias que me chamam de jovem. Depois, tremendamente chocada com a afirmação, indaguei logo:

"AH!!! Mas que disparate, onde é que já se viu?!!! Então e o que é que esta malta nova não sabe do código?" (ele, que já espumava):

"-Tão não sabes que quem desce tem de dar passagem a quem sobe? Vai mas é prá escola, caralho!"

Percebi que tinha enviado sinais inequívocos de que era uma pessoa de confiança, de que comigo estaria seguro e que a nossa relação tinha subido de nível optando, por isso, por uma forma de se dirigir a mim mais informal. Sorri de novo e com toda a calma que me caracteriza e dá a conhecer, disse qualquer coisa como:

"-O senhor tem de se acalmar, olhe essa sua veia aí quase, quase a rebentar. Vamos lá por partes, então o senhor não tem a sua faixa com obstáculo? Eu não tenho também? E que tal sermos calmos e bem-educados e, civilizadamente, irmos dando passagem uns aos outros? Assim chegamos todos a horas para o jantar. Bom, não é? Pronto, agora vá lá e acalme-se que assim não chega a velho." E arranquei. Chegada a casa e apesar de ter poucas dúvidas, a primeira coisa que fiz foi ir consultar o código da estrada e percebi que ele é que deveria ter cedido a passagem. Larguei logo um "eu sabia!!" e fiquei com o asneiredo todo, que devia ter saído por mor das maneiras daquela ameba, presas no gorgomilo.

Ser civilizada, calma e ponderada faz-me mal ao coração.

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Mrs. G a 12.07.2017 às 11:19

Bom dia, cara Filipa, 
Sempre achei que era o contrário: quem desce cede a passagem e confirmei-o nesta página http://www.bomcondutor.pt/biblioteca/resumo-cedência-passagem, que diz o seguinte sobre a situação em apreço:


Quando não existe sinalização (sinais B5 (http://www.bomcondutor.pt/biblioteca/sinais-cedencia-passagem#B5) e B6 (http://www.bomcondutor.pt/biblioteca/sinais-cedencia-passagem#B6)) a regular o cruzamento de veículos, se existir um obstáculo ou a via for estreita por natureza deve ceder passagem:

  • Quem tem o obstáculo
  • Se ambos tiverem obstáculo, quem chegar em último lugar
  • Se for uma via com forte inclinação, quem estiver a descer


E, por favor, não pode sugerir um bom champô para quem tem raiz oleosa e pontas MUITO secas? Obrigada.

Imagem de perfil

De Filipa a 12.07.2017 às 22:24

Olá, olá.


Pois que o artº 33 dita o seguinte:


Artº 33
A impossibilidade de cruzamento.


1) se não for possível o cruzamento entre dois veículos que transitem em sentidos opostos, deve observar-se o seguinte:


a) quando a faixa de rosagem se encontrar parcialmente obstruída, deve ceder a passagem o condutor que tiver de utilizar a parte esquerda da faixa de rodagem para contornar o obstáculo (tinhamos os dois)
b) quando a faixa de rodagem for demasiadamente estreita ou se encontrar obstruída de ambos os lados, deve ceder a passagem o condutor do veículo que chegar depois ao troço ou, se se tratar de via de forte inclinação, o condutor do veículo que desce (cheguei em primeiro lugar ao sítio do não cruzamento. Não sendo a inclinação demasiado acentuada, quer-me parecer que estes palhaços não entendem que é mais fácil um carro descer de marcha-atrás do que subir)
2 Se for necessário efectuar uma manobra de marcha atrás, deve recuar o condutor do veículo que estiver mais próximo do local em que o cruzamento seja possível ou, se as distâncias forem idênticas, os condutores:
a) de veículos ligeiros, perante os pesados;
b) de automóveis pesados de mercadorias, perante automóveis pesados de passageiros;
c) de qualquer veículo, perante um conjunto de veículos;
d) perante dois veículos da mesma categoria, aquele que for a subir, se for manifestamente mais fácil a manobra para o condutos do veículo que desce (cá está; além de palhaços, contradizem-se. Aqui já acham mais fácil descer de marcha-atrás do que subir. Cá perceber este putedo todo)


Sem imagem de perfil

De Fã n. 3 a 13.07.2017 às 13:19

Muroto volume Shu Uemura.


Abençoada Filipa que andou a espalhar Shu Uemura pelo blog dela. 
Imagem de perfil

De Filipa a 13.07.2017 às 14:47

Obrigada, babe.
Até me esqueci da dica ;)
Sem imagem de perfil

De Mrs. G a 13.07.2017 às 14:51

Obrigada, Fã n.º 3. Proponho já que passe a n.º 1 :)
Sem imagem de perfil

De Fã n. 3 a 13.07.2017 às 20:25


De nada.
Shu uemura muda tudo. Mas também fiquei muito curiosa em experimentar Aesop, foi uma comentadora sua que aqui referiu isso, sei que os cremes são maravilhosos porque já experimentei. 


Tenho muito gosto em ser a fã n.3.
Sem imagem de perfil

De Cusca a 12.07.2017 às 14:56

Faz sentido até porque quem desce é complicado fazer marcha atrás ou algo do género, não ? mas pronto..imagino que deva ter ficado piurço por não teres ido na via da asneirola :D
Imagem de perfil

De Filipa a 12.07.2017 às 22:25

Exactamente o que acho.
E eu fiquei pior, por não o ter mandado para vários sítios, acredita.
Sem imagem de perfil

De elsa paulo alexandrino a 12.07.2017 às 14:58

ser civilizada,calma e ponderarada , faz-me mal ao coração, com esta frase, o episódio relatado, ganhou toda uma nova dinâmica e dimensão...e dei por mim a falar de mim para ti, eh pá e não é que tens razão??? Se eu mandar uns foda-se pela boca fora e uma caralhada, com todas as letras, entro em modo relax e não passa nada....se os caralhos ficam entalados na goela, tenho o dia completamente esfodaçado. Obrigada por e fazeres sentir normal e acreditar em mim
Imagem de perfil

De Filipa a 12.07.2017 às 22:25

Tal e qual.
Ninguém nos compreende...
Sem imagem de perfil

De Troll a 14.07.2017 às 18:18

No caso de inclinação, eu aprendi que quem tem prioridade é o que está a descer, porque se for necessário fazer marcha-atrás fica mais fácil para quem está a subir (por vezes é só deixar descair o carro). E continuo a fazer assim... 
Sem imagem de perfil

De Troll fofinho a 28.07.2017 às 16:20

Querida Filipa,


Para além de lhe querer dizer que tenho muitas saudadinhas suas, cá beijinho, abuso da sua boa vontade e paciência e deixo aqui um recado porque não posso dá-lo directamente à dona do respectivo blogue, atendendo à ausência de perfil autorizado para lá comentar. Cá vai. 


ISA: 


1-o raio da música é orelhuda e estou a cantar o má má rei cá tá má má rei cá tá mááá á á rei cá tá há demasiado tempo. Já me estão a olhar de lado aqui no office. 
2-o videoclip é viciante. ADORO ELE,   
3-aposto que o *suspiro* *nem consigo dizer o nome* *ai que falta de ar* ficaria muito honrado com a homenagem portanto ide e espalhai a boa nova. 


(obrigada pelas gargalhadas e desculpem o abuso, mas ficava com este osso de costeleta aqui entalado e isso é que não podia ser :))
Sem imagem de perfil

De Isa a 30.07.2017 às 10:15

:))
Quem produziu aquilo conseguiu capatar a essência do *suspiro ..ai ...* em toda a sua complexidade, não é? Até na  escolha da atriz principal acertaram em cheio... sorriso envolvente, bracinhos que nem asas de cisne, passinhos elegantes a mal tocarem o chão, 'pois lá vem a entourage, óculos escuros à "bad ass", (ui ca meda),  a sincronia das meninas com as bolas de praia, simbolizando os posts, ao som do Kola Beldy - que devia ser a cena budista do momento, "rehamá-remanhá  (repetir até que pesem as pálpebras) dá-dá (e agora pra acordar) hey-hey!"
Entre isto tudo e mais aquela entrada épica de lamborghinis, estou aqui muito agradavelmente surpreendida.:D





(O "osso de costeleta" está muito bom! Cá abraço)


Sem imagem de perfil

De Troll fofinho a 30.07.2017 às 17:59

Até digo mais: a estética dava um quadro. Uma tela, vá. 

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe