Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Captura de ecrã 2017-01-11, às 13.53.48.png

 

A personagem mape achou que ao escrever este comentário eu ia acobardar-me, colocar-me em posição fetal, fechar os olhos e esperar que a tempestade passasse, ao mesmo tempo que disfarçava aqui uma beca a linha editorial ao blogue naquela de me fazer de morta, estão a ver?

Querida personagem mape, nada mais longe da verdade. Sabe que o boneco que ilustra este blogue com tiradas tremendamente engraçadas e assertivas, não anda muito longe da pessoa que o criou. Quero com isto dizer que quando dou um passo em frente, não me retraio perante as respostas que daí resultem nem com as reacções que os mesmos provoquem. Em suma, sou aqui o que sou nas caixas de comentários alheias, em emails trocados com a pessoa mais inesperada, com a/o blogger mais parvo de merda que possa existir. Não tenho de compor bonecos nem disfarçar uma coisa que não sou. Coisas cá minhas, mas uma coisa lhe digo, divirto-me a valer e durmo ainda melhor.

Como viu, o seu comentário viu a luz do dia, benza-o Deus, coisa tão aprumadinha, certeira e redondinha. Pena que tenha caído ao lado. Anda a ver se os nabos lhe escorregam da púcara? Às vezes também me dá para isso, mas conto sempre de antemão que só cairão se alguém do outro lado estiver para aí virado. E acontece que hoje estou, tenho aqui dois minutinhos no meu saco da condescendência, olhe bem a sua sorte.

Primeiramente, eu tinha razão -como quase sempre aliás- "aviso-te já que não vai ser fácil arranjares uma tipa que mereça mais do que dois minutos da minha atenção" isto a propósito do factor "Inveja" que a par do "mal fodida" são dos melhores argumentos para deixar logo fora de jogo alguém que tenha entrado a pés juntos. Tenho, portanto inveja da Picante. Vamos chamar as coisas pelos nomes, é para isso que aqui estamos. Sabeides que aqui não há indirectas nem meias palavras, e vamos fazê-lo em post, para ficardes cientes de tudo e de uma vez por todas e deixardes de me aborrecer com merdinhas de crianças com boquinha aqui e boquinha ali, desculpai lá se não tenho grande paciência para as vossas paneleirices ou para os joguinhos que vos alegra os dias e aquece as noites.

Sinceramente, não percebo onde foram buscar essa ideia que tenho inveja da picante. Ainda se estivéssemos a falar de uma blogger de sucesso que ganha pipas de massa só por tirar as ramelas dos olhos e lavar os dentes logo pela fresca, ou de alguém com aquele jeitinho raro de fazer sorrir quem o segue, sempre que lhe vê o título de um post nos feed. De alguém que verdadeiramente nasceu para a escrita, que brinca com as palavras, que nos transporta para lá da combinação das letras, que nos mostra exactamente onde quer chegar com meia dúzia de linhas, que nos abre a alma e a enche de vontade de ler mais e mais, ainda vá, de contrário o sentimento apresenta-se-me como um imenso e gordo ponto de interrogação, a menos que... Ah, já sei! Tenho inveja das mesas que mostra? 

 

A.mesa natal.jpg

 

Nope, também não.

Podia abrir aqui espaço para debatermos em comentários, quer a beleza quer o preço deste meu magnífico serviço e de como também eu poderia dar workshops de como os talheres não sei quê, e quem diz destes, diz workshops abordando, com alguma profundidade o conceito "amizade", mas sucede que já sou gabarola o suficiente, desde aquele episódio dos cremes de mil euros, que esfreguei na tromba de uma puta de alma, cujo objectivo era -e é- muito claro, mas que se vai deturpando quando nos dá jeito e à medida que nos convém, dependendo se a acha está mortiça ou espevitada. Metam uma coisa nessas cabeças: não há absolutamente nada na pessoa nem em ninguém, que eu inveje. Porquê? Porque tenho exactamente tudo o que quero e preciso.

Depois o "Da Picante, que te mandou à merda e fez ela muito bem". Não deixo as coisas chegarem a esse ponto, criatura. Quem mandou a Picante à merda fui eu e se ela tivesse um pingo de berço que pensa ter, confirmava-o em vez de alimentar especulações de cocó (espero bem que alguém dê valor ao meu esforço em não dizer palavrões. Lá descambo de quando em vez, mas estou muito melhor, não quero que ninguém abra os olhos tarde demais). E mandei-a à merda porque a aspirante a rosinha, cujo blog vive de dizer mal das bloggers de sucesso -Froid deve explicar, não sei- lembrou-se, numa manhã de céu azul e margaridas frescas, de informar o mundo que não gostava do rumo que o meu blog estava a levar, expondo dessa forma uma "amiga" sua e abrindo assim espaço a comentários anónimos e reacções que jamais uma amizade permitiria abrir.

No meu conceito de amizade.

Que enfeitadinho a nenúfares e música clássica, tem paredes sem brechas onde mal entendidos não conseguem criar bolores que invariavelmente se espalham e fazem apodrecer a sua estrutura. Que arejado, limpo e transparente, é o melhor lugar do mundo para se ter conversas privadas que podem muito bem ser opiniões sobre os blogues uns dos outros. Que de tão raro que é, desilude à primeira facada nas costas e manda tudo à merda até apodrecer de desgosto, porque isto de ser "amigo" da Filipa não é fácil, não é pêra doce, não é para fracos nem traidores, não se compadece com desculpas de merda, mentiras, contradições e, já agora, não é Suíço, manda à merda também silêncios cúmplices, silêncios-rebanhos, silêncios de quem presta vassalagem. Maneiras que no final das contas, não foi só a Picante que mandei à merda. Foram todas, tudo a eito, porque a minha vida é muito mais do que o tira e põe nas barrinhas laterais, é muito mais do que não-nos-vamos-pronunciar-porque-não-é-connosco-e-não-queremos-tomar-partidos, dá muito trabalho, é chato e indispõe os ânimos, a minha vida é tão mais do que olhar para o lado e ignorar o óbvio.

E reparem que até estava num dia sim, porque se estivesse num daqueles dias em que chego atrasada cá aos meus destinos derivado dos encontros fortuitos e inusitados com os meus caros ciclistas, tinha-as era mandado todas para o raio que as partisse (e o que eu me desgasto a arranjar alternativas pra prá puta que as pariu, só porque tive a linda ideia de ser socialmente correcta em 2017, foda-se?!)Isto é que teria sido verdadeiramente engraçado, pela parte que me toca, teria sido um fartar de vilanagem sem precedentes, apesar de ultrajante prás meninas de berço que só ouviram destas barbaridades após terem tropeçado em mim e a quem acharam a maior das graças. Depois sentiram-se defraudadas, desiludidas ou o falo que as fornique. Após eu as mandar à merda. EU. Deixem-me ao menos embandeirar em arco o orgulho de ter sido a ordinarona, a malcriada que mandou aquele pessoal todo à merda, sim, pois que toooooda a gente sabe que a picante não diz "merda". Quando muito dirá "fezes". Talvez "excremento". Em dias de grande loucura, talvez um "bodega", mas em bom. Uma bodêga, portanto.

Eu não desiludo ninguém, amigas, eu não me desiludo é a mim mesma.

Sempre fui isto tudo, nunca vos tinha era calhado a rifa, calhou agora, espero que estejam a apreciar. Pela parte que me toca, estou a dar o meu melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)


84 comentários

Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 09:24

A Picante vive de imitar as coisas do Pipoco Salgado. Freud tb deve explicar.
Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 10:52

Ainda não percebeste que foram elas que te mandaram à merda, pois não? És tão burra que te custa a entender que todas elas te disseram que não compactuavam com o lodaçal em que transformaste o blogue por causa da tua vendetta com a Pink, não é?
O quê que se chama a uma pessoa que vem dizer mal das suas grandes ex amigas para o blogue? Eu ajudo: reles.
Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 12:11

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 12:16

Enganadas de novo.
Nunca pedi a ninguém que "compactuasse" com nada do que escrevi, em geral, ou com as minhas diferenças com alguém em particular.
Passando à frente de quem escreve sobre quem, acontece que a minha ex "grande" amiga escreveu sobre mim -como está tão bem explicadinho em post- daí agora ser ex.
É que do lodaçal da Pink espera-se qualquer coisa, é aquilo que sempre se leu, com a particularidade de nunca ter sido minha amiga, já lodaçais de quem se diz meu amigo, é que é um bocado inesperado. 
Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 12:26

Disseram? Em que episódio da novela?
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 12:49

ahahahahahahahahahaha!
"(...) não compactuavam com o lodaçal em que transformaste o blogue por causa da tua vendetta com a Pink (...)"


(Pink, que btw, sempre é um molho mais transparente que as mopas aqui da nação. Aquilo é "eu sou assim como sou e prontes!" e já está, não anda cá agora em fingimentos e lágrimas de crocodilo)



Maneiras que se resolveu sair do "lodaçal Pink" e criar-se um novo, terá sido isso..?


Pergunto eu, atónita de tanta estupidez servida assim, à colherada, toda maluca.





Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 14:17

Querem lá ver que agora a Pink afinal já é uma queridinha? Ele há coisas...
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:08

Se me disseres onde viste alguém dizer isso, sou pessoa para responder 
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 15:18

Não 'mori. A Pink continua a ser que sempre foi. Tu é que és muito parecida com ela naquilo do lodo, sendo que, esperando-se lodo de quem é lodo, já de quem grita aos 4 ventos que não o é - ou pela educação que pensa que tem, ou pelos serviços Vista Alegre que ostenta que tem, ou pela convenção social que diz que segue, nomeadamente pelo léxico que diz que não usa, opando por se-lo - mas, e muito nitidamente, o é, uma gaja sempre prefere lidar com as PP's da blogosfera, né? É tudo muito mais limpinho.
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 12:55

Enganadas de novo.Nunca pedi a ninguém que "compactuasse" com nada do que escrevi, em geral, ou com as minhas diferenças com alguém em particular.Passando à frente de quem escreve sobre quem, acontece que a minha ex "grande" amiga escreveu sobre mim -como está tão bem explicadinho em post- daí agora ser ex. É que do lodaçal da Pink espera-se qualquer coisa, é aquilo que sempre se leu, com a particularidade de nunca ter sido minha amiga, já lodaçais de quem se diz meu amigo, é que é um bocado inesperado. 


Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 10:58

Saltando o episódio Picante - que já foi por demais debatido  e agora neste post tão bem explicado, palavra que não percebo como ainda não se entendeu, portanto, cagalhão prás bocas foleiras da "mape" e de todas as "mapes" deste mundo - resta-me falar de mesas:
Está uinda, uinda, uinda, parabéns ó gaja, não se sabia tão prendada. 


(Pelos deuses, poupa-nos é a porem aqui os preços das coisas, sim? Já tiveste o teu momento "gabarolas" com aquilo dos cremes, dá a vez a outra(o)s):P


Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 12:28

Não queres saber o preço? 
Oh. 
Porquê?
Quer lááá...
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 12:54

Naum. 


Mamãe & Papai ensinaram-me que não se diz nem se pergunta os preços das coisas, a não ser que uma pessoa vá às compras, viajar ou assim. 
Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 11:42

Olhe Filipa, amei a sua mesa. Porra que tem um serviço de jantar lindo de morrer!!! Pode ao menos dizer a marca para eu poder apreciar outras alternativas? E os talheres senhores, que elegância!!
Sem imagem de perfil

De Joana Meireles a 12.01.2017 às 11:52

O anedótico da situação que descreves, é que a Picante encontrou muitas justificações para o que escreveu sobre ti, mas no entanto para aquele post que escreveste em resposta ao do seu desconforto, levou a mal. Tem sido um esperneio, até agora. 
Tomara a muita barata saber espernear assim lol ... 
Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 12:22

A picante pode tu não. 
Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 12:44

 A Filipa, contudo,  gostava do registo da Picante, já que, em conjunto com ela, ofendia a Sara, a Izzie (inesquecível, o Burra Velha), a Luna, a PN.


Agora que se zangaram, critica-a por isso?
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:28

Gostava, confesso.
Porém sou um ser humano que também erra e que reconhece os seus erros. E cá estou eu a reconhecer que errei, felizmente abri os olhos a tempo.
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 15:38

Não era em conjunto. A Filipa é que é má e mal educada e parece que fechou (imagine-se!) uma data de blogues. A Picantinha nunca gostou disso, foi sempre de não levantar ondas, de posts fofinhos, lights,  sempre achou que ... pronto, aquilo era demais e assim, e alinhava por "lealdade". Ok? 


Lá a ver. 
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:41

Não, Isabel.
Não há desculpa para o meu comportamento. 
Errei e o que importa é reconhecer os erros. A tempo, não esqueçam. 
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:44

Desculpa, foi o que disseste.
O meu arrependimento não me deixou ver bem o teu comentário.
Também estou arrependida disto. 
Fui a tempo ou quê? 
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 15:56

Não sei. Tenho que ir ver das inimizades que entretanto se possa ter criado com esse deslize. 
Já volto. 
Sem imagem de perfil

De isa a 12.01.2017 às 13:27


  1. Anónimo12 de janeiro de 2017 às 13:13 (https://pipocamaispicante.blogspot.com/2017/01/esperneia-pequena-esperneia.html?showComment=1484226805281#c1641325961804237737)

    a mesa é da picante

  2. Image
    A Mais Picante (https://www.blogger.com/profile/02220458047672002636)12 de janeiro de 2017 às 13:17 (https://pipocamaispicante.blogspot.com/2017/01/esperneia-pequena-esperneia.html?showComment=1484227036608#c8909489294309191605)

    Minha? Homessa!...

  3. Responder</a>














AHAHAHAHAHAHAHAHA!

Estabelecendo os respectivos paralelos, só me lembro de rir assim quando ganhamos aos Franceses...
" a mesa é da picante".. AHAHAHAHAHAHAHAHA! ai catano.. gajas..
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 14:08

Não percebo a tua vontade de rir, dado o extremo bom gosto, podia muito bem ser sela.
Acho-as tão idênticas que podia muito bem ser resultado de algum workshop ou assim.
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 14:57

Bem, ditas as coisas assim e uma vez que te enganaste na disposição da faca do peixe, pá, já começo a perceber o teu ponto de vista... Pode sem senhores, que me lembro perfeitamente de ter visto ser a última moda em mesas, um garfo pra todos os pratos.

(O charme é que deves ter ido buscar ao Pinterest, ou então é uma palermice qualquer de quem não se limita a querer dizer "Ó pa mim! Eu tenho". É né?)


Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:07

É. 


E não me enganei nada. Aqui o talher do peixe é ali. Posso?
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:15

Mais.
Parafraseando uma grande ex amiga -antes desta ter anerto a pestana a meu respeito, claro- errar é humano. Sou humana. Erro. E assumo os meus erros. 
Calhando tenho de ir repetir o workshop.
Vou vender o serviço de 4000€ para ter dinheiro pró pagar.
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:15

Aberto*
Sem imagem de perfil

De Ana (a Ana) a 12.01.2017 às 15:27

Agora não pode ter a faca onde quer?

Ridiculo.etiqueta sim, e depois há a casa da pessoa, onde ela faz o quer e bem entender. Mas o prazer de colocar uma mesa, é para a própria pessoa, ou para vir escarrapachar na bloga...para todos dizerem....uau?!




Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:31

Parece que não. Acontece que quando se trocam os talheres, os pratos ficam confusos e o Natal e assim já não são a mesma coisa.
No caso, o meu Natal soube-me a passagem de ano e vive versa.
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 15:42

ahahahahahahahaha!
Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 16:08

Vá lá. Pelo menos tiveste uma passagem de ano chiquérrima. A do ano passado foi à batatada no Terreiro do Paço, aquilo até parecia que estavas metida no meio dum gang da Amadora, do ano passado para este ano sempre evoluíste alguma coisita...
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 22:18

Esta mesa foi do carnaval, criatura. A passagem de ano foi na neve, fui num pé e vim noutro. É o que está a dar, não sabias? 
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 15:54

Qué essa porcaria do "prazer de colocar uma mesa", pá..?
(esta gente volta e meia não sei.. fica esquisita..)



Pá, uma faca só sai do lugar que sirva o seu propósito natural, a menos que esteja nas costas de alguém. Compreendido??
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:56

Tal e qual os garfos nos olhos de alguém.  
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 16:00

Disse do propósito natural, quando queria dizer da ordem natural, assim como o Jesus mandou. 
Engano meu. Mil perdões. Vai lá agora tu ver das pessoas que perdeste à minha conta, sff, que eu espero. 


(agora dava-me jeito o garfo pró caracóis que também não tens na mesa. Se fosses é masé à merda).
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 16:07

Não sei se não terás aberto os olhos tarde demais.
Garfos pós caracóis. Mas isso não se chupa?
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 16:13

Estás a ver se passas isto de um blogue irado  a blogue erótico, é...?




Mas tu não aprendes, Filipa?? Nunca?




Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 14:06

Desprezível, desprezível, desprezível a todos os títulos. Embora expectável. No fundo é um dejá vú daquilo a que temos vindo a assistir desde os tempos da Sara. Nada de novo. Desde as vossas querelas (tão gajas, meu Deus, tão gajas...) que descambam em rasteiras, à falta de nível, à linguagem baixa, às manias ("eu, fui eu, ouviram bem?, EU é que bati nelas todas"... [revirar de olhos]), aos tiques de escrita ("E acontece que hoje estou, tenho aqui dois minutinhos no meu saco da condescendência, olhe bem a sua sorte."... [a sério que ainda continuas a escrever disto, post atrás de post?]).
A primeira a ver que isto era um lamaçal cheio de lavadeiras dos tanque da aldeia e a saltar fora foi a Sexinho e fez ela muito bem. Que vergonha, Filipa, que vergonha.
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 22:22

Quem é a Sara?...


Tens de especificar esse gajedo todo, afinal a má da fita sou eu ou anda alguém a querer ficar-me com o lugar?


A sério que me lês há pelo menos um ano e voltas sempre?
Image
Sem imagem de perfil

De Troll a 14.01.2017 às 01:25

A Sara é alguém infinitamente melhor do que tu. Em tudo. Foi isso que tu não suportaste, foi por isso que lhe partiste as pernas (com as aliadas da altura). Continuo a vir aqui todos os dias porque um dia isso vai acontecer com a Isa e tu vais partir-lhe as pernas. Ou ela a ti, depende de qual das duas se achar superior primeiro e não suportar a sombra da outra. Porque a terra gira todos os dias em volta do sol e isto da sombra é uma coisa em constante mutação. Nesse dia, quero estar a assistir na fila da frente. É isso que me leva à agonia de vir aqui todos os dias.
Imagem de perfil

De Filipa a 14.01.2017 às 09:32

Oh.
Que amoroso.
Já que a conheces, manda-lhe um beijinho e de caminho oferece-lhe uma medalha, para ela poder trazer ao peito e mostrar ao mundo como é mesmo boa pessoa.
Apenas geria os comentários do seu blog da forma que lhe dava jeito. Nada contra, até acho que isso nos posiciona, de certa forma, na vida.


Quanto à Isa, sei que ela não vai levar a mal esta pequena inconfidência:
Já me chateei com ela. Muito. Já a quis esganar, esbofetear, puxar a peruca, partir-lhe os dedos, os joelhos, mas agora que leio o teu comentário, não, por acaso nunca me passou pela cabeça partir-lhe as pernas. Foi mal pensado da minha parte, paciência, para a próxima a ver se não me escapa.

Já a chamei de parva, já lhe virei as costas, já não quis falar com ela, já estive sem falar com ela, já nos afastámos, já a chamei de parva -nunca de merda- e por coisas do destino e nunca porque numa amizade há cá disso de fazer sombra e nem eu sei o que isso é, cá estamos nós. Porque independentemente do sucedido, foi feito o possível para ninguém sair magoado.


Repara que esta justificação não foi para ti, foi para as cuscas do costume. Alguma dúvida que tenhas relativamente à tua amiga sara -não te calas com ela, dasse, havias de ir tratar dessa dependência- vai esclarecê-las noutro local que este está fartinho dessa gaja. Tu própria dizes existir outras responsáveis pelo fecho do blog dela.
Andor, caralho.
Isto de me andarem a plantarem comentários de merda às tantas da noite dava um excelente objecto de estudo relativamente à agonia que sentes em detrimento à felicidade de te debruçares sobre outras temáticas.
Caso estivesse para aí virada, claro.
Sem imagem de perfil

De mape a 15.01.2017 às 02:33

Tretas, não te zangas com a Isa porque é a única que te resta. Todas as outras te mandaram à merda e não querem ter nada a ver contigo.
Imagem de perfil

De Filipa a 15.01.2017 às 11:26

As horas a que comentas, ai as horas a que comentas....
Enfim.


Tens toda a razão. Não tenho mais ninguém no mundo a não ser a Isa e por isso mesmo, e até para a minha vida fazer sentido, não me posso chatear com ela.


Isa, não te chateies comigo, ok?
Não me deeeeeeixes!!!!!
Sem imagem de perfil

De Troll a 12.01.2017 às 14:45

Não é. A Picante sabe colocar o talher de peixe.
Imagem de perfil

De Filipa a 12.01.2017 às 15:07

Cheia de predicados, sabes lá. A 
Sem imagem de perfil

De Isa a 12.01.2017 às 15:23

Sabe sim, que sou testemunha! A faca de peixe, sabe, ai de quem se atrever a dizer o contrário!
O garfo é que estava no tal work in progress, ou lá que caraças era aquilo. 


 Pessoal parvo, sempre a dizer mal da picante mai linda!

Comentar post


Pág. 1/3



Mais sobre mim


Convívios

As Obras O Movimento Os bichos mai lindos

Arquivo


Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe