Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Su não tem blog, mas tem direito à vida. E além disso conquistou-me logo à partida com o intróito, ora vejam bem esta categoria:

 

"[Em jeito de introdução: "tropecei" há relativamente pouco tempo neste blog e acho que é do melhor. Rio-me todos os dias. Tive mesmo de participar neste ultra mega concurso] "

 

Pimba!, mesmo em cheio, nesses vossos poéticos queixos.

 

Agora vamos lá sentar, calar e apreciar a Obra propriamente dita:

 

 

"Por muitas profissões que tenha

Escrever é um martírio

Ponho vírgulas em todo o lado

Levo o pessoal ao delírio

 

Não bato bem da bola

E para fazer um poema tenho de me superar

Mas todos temos de es-forçar-mos-nos

Para o concurso ganhar

 

Ai Inverno que és tão frio

Só me apetece comer pão

Depois é inevitável

Tenho de vestir o cuecão

 

A Primavera está quase aí

Mas calor ainda não há

Mas começo a estar filada

No belo pópó do papá

 

O Verão é upa upa

Um solinho que faz furor

Não perco a oportunidade

Para mostrar as mamas, as pernas e o que for

 

No Outono cai a folha

Vive-se os dias na retranca

Já estou cansada de escrever

Olha… um toquezinho na anca!

 

se calhar... a modos que também não permito que partilhem esta magnífica obra prima!"

 

 

Su, Su, bates forte cá dentro!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

cenas :


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Be a 04.03.2016 às 09:48

"...Não forces o poema a desprender-se do limbo."
Já dizia Carlos Drummond de Andrade
A Su (sem blog) despren-deu-se e supe-rou-se mas há para aí malta que devia mandar os poemas para o limbo e em boa hora aproveitavam a viagem e ficavam por lá também.
Imagem de perfil

De Filipa a 04.03.2016 às 11:05

A Su é a máoir, uma categoria, este poema.
Imagem de perfil

De CM a 04.03.2016 às 10:40

Porra pá... com um poema destes começo a ver o meu prémio por um canudo...
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 04.03.2016 às 12:03

Queria deixar aqui o meu singelo e estapafúrdio contributo, mas como não sou poeta (falta a pala no olho, e fazer rimas que não terminem em "ar") e livros, só daqueles com bonecos, aqui vai a minha homage a esta magnífica iniciativa e ao não menos magnífico blog.

https://Pixton.com/ic:7b7ufbi0
Imagem de perfil

De Filipa a 04.03.2016 às 12:07

Ahahahahahahahahahahahhaha

Tão bom, pá.
Sem imagem de perfil

De pequenina a 04.03.2016 às 12:45

Tal como a Sue, também não tenho blog mas não queria deixar de participar. Cá vai a obra prima ;) Espero que goste porque eu diverti-me muito ao escrever.

Ode às estações do ano , enrolada num chique pano

Quando lançou o desafio
Toda lampeira e contente
Nunca pensou ser seguida
Por tanto mulherio doente!

Falar das quatro estações
É o grande desafio
Vale dizer palavrões
Ou então calar o pio

Comecemos pela primavera
Essa bela estação do ano
Já andam a mamas à vela
Sempre com pouco pano

A seguir vem o verão
A mais bela de todas as estações
Faz um calor do caralho
Até queima os colhões !

Mais à frente vem o outono
Esse grande filho da puta
Há folhas por todo o lado
E as cabras das vizinhas à escuta

Por fim vem o inverno
Que é dado à depressão
É sempre o mesmo inferno
Filho da puta, cabrão !

Se achar que isto é bom
E não é grande a perda
Faça o gosto ao dedom (dedo grande com sotaque do norte…sim , sou doente eu sei!)
E publique lá esta merda!

E como a conversa vai longa
Acabamos já aqui
Assim se despede esta tronga
Que gosta muito de si

Uma palavra final para as ressabiadas do contra
E que fazem da azia trabalho:
Deixem escrever quem sabe
E vão todas para o caralho!!!!!


By: pequenina
Sem imagem de perfil

De Uva Passa a 04.03.2016 às 12:57

Muito bem, muito bem. A Su(spiro) prendeu-me até ao fim.
Imagem de perfil

De Filipa a 04.03.2016 às 13:02

Isto está renhido, acho que voto em todos e pronto.
Sem imagem de perfil

De Troll a 04.03.2016 às 13:53

Parabéns Su... está excelente!!
Superas-te-tesssss... :-))
Sem imagem de perfil

De Me a 04.03.2016 às 15:40

Clap, clap!
Muuuuito bom Su!!
Sem imagem de perfil

De Su [sem blog] a 07.03.2016 às 11:19

Tudo pel'As Grandes Obras, senhores. Tudo pel'As Grandes Obras!

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe