Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

08
Mar16

Concurso Literário - A Grande Obra da UVA

Filipa

Até a Uva participa, meus amigos, se fosse a vós, agarrava na viola, metia-a no saco e ia à ameijoa.

 

 

A Grande Obra da Uva, que escreve que se desunha. Pronto, lá estou eu a rimar, isto é mania de artista, por favor relevem.
Ora vamos lá ao que interessa:

 

 

"O Simões

(ode ao verão alentejano)

 

Quando eu tinha 20 anos

E uma vida para viver

Conheci o amigo Simões

Lá prós lado de Belver

 

Lembro-me sem imperfeições

De estar um calor de ananases

E das perninhas do Simões

Dentro dos calções lilases

 

Com a canícula que ali estava

Resolvi pôr-me à vontade

Primeiro despi as cuecas

E senti a liberdade

 

Mas as praias do Alentejo

Não se dão a estas torpezas

Deixei ficar o avental

Para esconder as miudezas

 

Mas a liberdade era tanta

Que quase deixava escapar

Uma mama para cada lado

E a xaroca a formigar

 

Não foi preciso gritar

Para me sentir observada

Ouvi o Simões a ganir

À beirinha da estrada

 

Pensei logo num canito

Mas era um rapagão de costas suadas

Tinha a peitaça toda à mostra

Mas as partes estavam tapadas

 

Olha que grande maldade

Não lhe ver o material

Tirava logo as dúvidas

Despia o avental

 

Assim que ele me viu

Com as mamas quase de fora

Meteu-se dentro do rio

Para arrefecer as amoras

 

Não passaram 5 minutos

Apareceu a minha amiga

Mas o que é que estás aí fazendo

Tás queimando a barriga?

 

Não, querida amiga

Não vês que estou micar

Não quero queimar a barriga

Quero o passaroco a poisar

 

Mas qual passaroco, qual quê

No Alentejo só há chaparros

Apanhaste sol a mais 

Ou fumaste daqueles cigarros

 

Quais chaparros qual carapuça

Não vês aqueles calções

São do meu amigo novo

O António Luis Simões

 

Mas conta-me lá oh amiga

Vejo ali tanto rapaz

Não me queiras confundir

Que sou pouco perspicaz

 

Ó minha amiga do peito

Não vez ali o Simões?

Onde, onde?

Com a peitaça toda à mostra, e a água pelos colhões

... calções."

 

Ah, Bocage!

 

Notem que as inscrições terminam dia 10/03. Se quiserem participar allez, allez que se faz tardez.

 

 

 

Relembro que os autores dAs Grandes Obras não permitem qualquer tipo de partilha, cópia, print screen, referência, link, bem como a autora do Concurso Literário e a autora deste blog.

 

22 comentários

Comentar post

Para consulta em caso de necessidade

Cenas da Carla

Anita

No sapo também os há

Coisas do existencial

Dos blogues