Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




E vocês? Contem-me tudo.

por Filipa, em 10.01.17

 

“Nós não somos contra o uso de capacete e até recomendamos. Somos é contra o uso obrigatório do capacete porque consideramos que a sua utilização deve depender da livre vontade de cada um”

 

Os nossos -mais meus que vossos, lamento- amigos licrinhas, dizem não ao uso obrigatório do capacete. Não é por nada assim de muito especial, apenas querem poder decidir quando bater com a cornadura em qualquer um lancil, querem poder raspar com a fronha no alcatrão quando assim o entenderem sem correrem o risco de além de ficarem com o cromado todo f#dido, levarem com uma multa no lombo. Eles querem poder decidir sobre a sua própria segurança e não admitem que esta dependa de terceiros. A imposição no que à segurança diz respeito inibe o pedalar, inibe o verde, a liberdade, o exercício, a vida saudável, a livre vontade de cada um e acho que a polinização também mas não tenho bem a certeza.

Estou solidária, claro. Também acho que o uso do cinto de segurança deveria ser facultativo. Aquilo aperta os peitos a uma pessoa que é uma coisa doida. Imaginem em TPM! Mal suporto roupa, quanto mais um cinto! Imaginem as silicone drivers: uma travagem mais brusca e é ver o investimento de uma vida desalinhado ou até mesmo alojado nos sovacos. Sou contra o IUC. Sou contra a inspecção anual: se o meu carro não está em condições, a culpa é dos buracos na estrada que tenho de mamar porque sou obrigada a dar espaço aos excelentíssimos senhores ciclistas que agora querem andar de cabelo ao vento. Sou contra as multas de trânsito. Se o condutor prevarica, há que apostar no reforço positivo em detrimento do castigo. Estas coisas castram a condução, para quando uma manifestação contra estas ideias de merda, amigos condutores?

Acho que vou à manif dos licras. Sou super a favor deles não usarem capacete, é da maneira que se entretanto falhar a tal distância ou lá o que exigem dos condutores que não cumprem a lei, não me estragam os pneus.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


25 comentários

Sem imagem de perfil

De Troll a 10.01.2017 às 10:30

ahahahahahahahahahaha
Sem imagem de perfil

De Fã nº4 (??) a 10.01.2017 às 10:33

Oh Filipa, não sejas parvinha, mulher! Ora, toda a gente sabe que nos países civilizados não se usa capacete.
Imagem de perfil

De Mia a 10.01.2017 às 10:41

Completamente a favor. Só usa quem quer, quem acha necessário. Mais do que liberdade, selecção natural.
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 13:28

AHAHAHAHAHAHHAHAHHA!!
Sem imagem de perfil

De charlie a 10.01.2017 às 11:02

Sobre esta problemática, já me tinha ocorrido se os ciclistas também vão banir o uso dos capacetes nas suas crias aprendizes de ciclista. É que os putos também têm direito a decidir sobre a sua segurança! E as cotoveleiras, joelheiras e acessórios afins?? Como é? Os motociclistas também podem banir isso tudo?
Já agora aproveito para dizer que também sou contra o cinto de segurança, o IUC, a inspeção e o seguro!
Sem imagem de perfil

De Isa a 10.01.2017 às 11:20

"A MUBi considera ainda "retrógada a hipótese de introdução da obrigatoriedade do capacete", uma medida que "induz a redução da utilização da bicicleta".(..)"



Pensei que até já fosse obrigatório o uso do capacete...
Ter-se-à que ser ciclista para  se compreender em quê e de que forma o uso do capacete induz a redução da utilização da bicicleta? Ou porquê que em bicicletas partilhadas, é impensável admitir-se o uso obrigatório do capacete? 



Bom, eu apoio a manifestação deles, se substituirem a obrigatoriedade do uso do capacete, por duas rodinhas de apoio à bicla. De contrário, nada feito.







Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 13:31

Eu explico-te que está visto que foste às agendas e deixas-te lá o teco:
uma gaja vai ao cabeleireiro. Chega a casa e olha para a sua bicicleta. Lembra-se que tem de usar capacete e esmorece, né? Óbvio que prefere ir de carro, polui, fica com o rabo quadrado e peles abanadeiras, mas ao menos o cabelo fica impec.
É por aqui.
Imagem de perfil

De Quarentona a 10.01.2017 às 12:11

Ahahahahahah :D
Quiçá estes ciclas também são adeptos de desportos radicais, sentir a adrenalina de estar prestes a entrar de cornos no pára-brisas de um carro, deve ser altamente :))))
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 13:31

CALMA AÍ!!!


Quem é que depois me paga o vidro e limpa o carro???
Sem imagem de perfil

De Uma pessoa qualquer a 10.01.2017 às 14:03

Em França (Paris) e em Espanha (Barcelona) não é obrigatório o uso de capacete. As bicicletas partilhadas, e as outras idem, aos milhares nas duas cidades, são conduzidas por adultos e crianças sem capacete. Em França (já a partir de maio 17) vai ser obrigatório o uso de capacetes por crianças até aos 12 anos, mesmo nas zonas rurais.
Em Barcelona, onde o uso de trotinetes é um meio de transporte como outro qualquer, também não é obrigatório (e também tem duas rodas) o capacete.


Eu uso sempre capacete porque ando nos montes, e tenho medo de me esbardalhar, mas, convenhamos, andar de capacete com uma bicicleta de cestinho, para andar a 1 km hora à beira mar... poupem-me. Qualquer dia temos de andar TODOS de capacete só por irmos a pé para o trabalho. 
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 14:05

E quem entra no carro só para ir ali comprar um donuts e beber a bica e tem de pôr o cinto?
É chato, pois que é, mas é a vida.


Não entendo esta vossa cena com a vossa própria segurança e nem sequer vou falar da dos mais pequenos que essa merda até me dá calores.
Na realidade acho que não vos entendo de todo...
Sem imagem de perfil

De Uma pessoa qualquer a 10.01.2017 às 14:19

Pessoas que comem Donuts e bebem bicas (Beba Isto Com Açúcar) são gordas. Têm de meter o cinto senão caem do banco. Para os dois lados.
Pessoas que andam de bike são magras. Não comem Donuts e bebem café sem açúcar, logo não precisam do cinto (e nem do capacete) para nada porque não caem para lado nenhum .
Óbvio.
Juro que não te entendo. Uma coisa tão simples de perceber. 


Queres que te obrigue a vestir uma licra com carneira para não magoares o rabinho no acento do teu carro? E se partes a bacia numa dessa rotundas que fazes a direito? Sabes que isso é meio caminho andado para a desgraça, partir a bacia? Ahh bom, assim já não gostas.
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 14:28

Olha que belo ponto de vista: quem anda de bicicleta não engorda e por isso não precisam de capacete.
E de cérebro, precisarão?


Não, não sou gorda e não, não estorvo o trânsito com voltinhas de merda nem com conversinhas aos pares. Também não faço rotundas a direito até porque fazê-las custam caro.


E "obrigas-me"? Isso é um termo uma beca forte para alguém cujo conceito de "troca de ideias" não lhe entra no buraco fundo que tem em cima do pescoço nem com um martelo pneumático. 
Quem anda de carro parte menos bacias do que quem pedala porque é verde e fit. Bué fits. Que tal exercitarem igualmente o cérebro? 
Sabes que a 1km/hora, à beira mar, também é coisinha para se partirem umas perninhas e umas cabeças?
Por mim, partam o que quiserem, desde que isso não me traga despesas, amigos, força aí. Não sejam é ignorantes para vocês mesmos.
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 14:31

E evitem fazer manifestações onde mostram ao mundo as vossas limitações.
É constrangedor.
Sem imagem de perfil

De Isa a 10.01.2017 às 15:18

Ahhhh! Chegaram. Eles e os argumentos de merda. Boa, fixe. Fiquei muito mais elucidada. Quem viaja de carro e se comer donuts é gordo, daí a obrigatoriedade do cinto, se não comer donuts é capaz de ser mediano, mas nunca tão magro como um ciclista. Logo, usa o cinto de segurança por isso também. Estou bastante satisfeita por perceber como esta gente encara e discute o tema "segurança". É uma satisfação parecida à que reparo nas ruas, quando os vejo a passar vermelhos, ou aos zigue-zagues às viaturas, ou ainda a pedalarem mui calmamente, lado a lado, com uma fila imensa de automóveis atrás deles. Passa-lhes ao lado o civismo estabelecido nos países que referem, retirando dali unicamente o que lhes parece giro, de modo a não estragarem a última moda capilar, e querem cá aquilo, e mais fazerem o que muito bem entendem, porque afinal de contas, as estradas são deles.
 
Pessoa, nunca biclei e quero distância dessa merda, mas como conduzo e sei - exactamente porque conduzo - das atrocidades que alguns de vocês cometem nas estradas, sou toda a favor do uso obrigatório do capacete. É que se tiver a infelicidade de atropelar alguém e se for um de vocês, e mesmo se provando que a culpa não é minha, não quero ficar com além desse tormento a pesar-me na alma, ainda o acrescido de ter que lhe ver miolos espalhados no asfalto. Ou no caso em apreço, a falta deles. 
Manifestai-vos é por circuitos só para vós. Ou mais circuitos só para vós. Peçam para serem enfeitados por simulações de estradas, rotundas e sinais de trânsito, e de automóveis, pra que possam reportar-se aos bons tempos em que andavam nas estradas comuns a outros veículos, a foderem a cabeça  aos seus condutores com irresponsabilidades. Sejam uns danados prá brincadeira, e exijam um cantinho pra reanimações fictícias, assim juntinho ao coreto onde depois simularão cânticos de horror dirigidos aos mauzões dos automobilistas, em memória dos tempos em que podiam ser estúpidos à vontadinha.
  
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 15:19

Bom, eu sou magra e enfardo donuts à bruta.
E hambúrgueres.
E tostas mistas.
E não bino.


Precisarei de cinto de segurança?
Sem imagem de perfil

De Isa a 10.01.2017 às 15:28

Arranja uma bicla, que só após adquirires uma é que serás dona e senhora de todas essas epifanias da merda. 
Eu sou gorda, logo, quero o meu cinto. 
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 15:35

Tens aí uma receita light, já viste?
Sem imagem de perfil

De Isa a 10.01.2017 às 15:40

Deslarga-me. 
Não me oprimas o direito que a constituição me garante, quanto à minha dimensão. 


 


Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 15:41

Constituição as in banhas a mais?
Sem imagem de perfil

De Isa a 10.01.2017 às 15:54

Também. 
Tenho direito ao meu espaço no mundo e a obrigação de compensar o peso a menos de muita gente. Tens é inveja. 
Ou falta de sexo. Escolhe e depois embrulha.
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 15:56

Tenho inveja de seres gorda e teres de andar de cinto por causa que senão cais e entalas as nalgas nos bancos?


Ah, tá.
Imagem de perfil

De Filipa a 10.01.2017 às 15:23

200g de farinha de trigo integral
60g de Whey Protein sabor baunilha (pode ser leite em pó desnatado mas, baixa muito a quantidade de proteínas da receita)
3 ovos inteiros
5g de fermento
10g de manteiga de primeira qualidade (não usar margarina)
30g de adoçante  (pode ser açúcar mascavo)



E se for destes donuts fit, posso andar sem cinto?
Sem imagem de perfil

De Fã nº4 (??) a 10.01.2017 às 18:01

Fritas em óleo de côco, pois é?

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe