Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

SmartSelectImage_2016-06-21-15-37-43

 

 

 

 

Plenamente de acordo com esta afirmação.

Aliás, qualquer criança -e pais, já agora- ia achar o máximo ser arrastado por um monstro de sei lá eu quantos kgs.

Eu quando vi diverti-me imenso e estou a pensar inclusive lançar os meus filhos a gorilas e assim, só para que estes possam continuar a provar às pessoas más, àquelas que acham que um animal é só um animal, como são fofinhos e pouco agressivos e que a morte daquele gorilinha foi fruto da nossa tremenda má vontade, falta de respeito e maldade para com a natureza.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


122 comentários

Sem imagem de perfil

De Me a 21.06.2016 às 15:51

Sim. Pano encharcado nas trombas.
Imagem de perfil

De Filipa a 21.06.2016 às 15:53

Obrigada. 
Sem imagem de perfil

De Tita a 21.06.2016 às 16:42

Por mim era mais um tapete encharcado!
Sem imagem de perfil

De Ana a 21.06.2016 às 16:22

Sinceramente nem sei porque entro nesse blog, é uma espécie de guilty pleasure, vou lá só para me irritar. 
O que é aquilo? Aquelas roupas, aquela vida, aquela atitude de mulher velha porque já tem 27 (!!!) anos. 
E quanto à cena dos animais então... Uma vez ousei deixar um comentário contando que tenho algum receio de cães, fui chamada de insensível, sem coração etc etc. Sim, porque o normal é ter 4 gatas e um cão fechados num apartamento e dormir com os animais na própria cama...
Enfim coitada, aquilo não dá para muito mesmo... 
Sem imagem de perfil

De R. a 22.06.2016 às 08:12

E a tenda de circo, como alguém chamou à última túnica? 


E ela dizer que as pessoas do comércio tradicional não costumam mentir sobre a roupa ficar bem?


E a túnica enorme, acredito que um ou dois tamanhos acima dela. E o decote que não favorece nada as malas grandes, das quais ela se queixa, nem o corte, ou o não corte, que aquilo não tem ponta por onde se pegue, ainda se ela fosse super magra era bom para parecer mais redonda, nem a cor, nem o estampado...


Acho muito bem que ela vista o que quiser e lhe apeteça, agora vir "pedir" amens ao "olha estou tão gira"? Precisa de crescer um pouquinho. 


(E atenção, até percebo usar esse tipo de roupa, eu como tenho um trabalho muito físico, costumo utilizar esse tipo de corte nas "tshirt" porque são super práticas para trabalhar/mexer à vontade. Agora tenho olhos na cara e sei bem que não me favorecem em nada)
Sem imagem de perfil

De Ana a 22.06.2016 às 14:19

As roupas são o melhor... e as unhas douradas? 
Tipo, é tudo horrível e não favorece uma miúda de 27 anos nem muito menos! 
Mas lá se põe em bicos dos pés "estou tãoooo linda" e depois uma pessoa diz que não acha muito bonito e é logo chamada de invejosa (AHAHAHAH) e infeliz....
Quanto ao comércio tradicional, se lhe recomendam aquelas "tendas de circo" não mentem nada... Claramente precisam de despachar inventário e aproveitam-se da choninhas que só compra "Made in Portugal" e comércio tradicional. 
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 14:22

É invejosa e mal educada.
Só conhece essas duas teclas.
Imagem de perfil

De M.J. a 21.06.2016 às 16:40

deixa-me que te diga que sim, que a vida humana está à frente e que sim, o gorila abatido foi o procedimento normal na situação.
no entanto, acho que a falta de zelo dos pais/cuidadores/tratadores/e/ou/outros responsáveis pela criança naquele momento, causa deveria ter consequências. 
a falta de cuidado sobre uma criança não se compadece com a "sorte" que é irem a tempo de matar o gorila. sobretudo quando a mãe em questão vem a público, arrogantemente, dizer que todos cometem erros. 
é facto! todos cometemos. mas aqueles que põem em causa a vida não podem ser, levianamente, passados em frente. 
Sem imagem de perfil

De A Mais Picante a 21.06.2016 às 19:01

O 1º erro é, suponho eu, de quem põe feras em sítios onde há fácil acesso por crianças de 3 anos. Digo eu, mas eu cá não percebo nada disto.
Imagem de perfil

De Filipa a 21.06.2016 às 19:35

Pois eu acho que um sítio em que é suposto existir crianças, os pais, calculando que não há forma de uma criança cair na jaula ou lá que merda é aquela, de um gorila, não têm propriamente que pôr uma trela ao puto.


O que não podemos nunca é colocar no mesmo patamar pessoas e animais e jamais perceberei, por muitos prismas e contas que me mostrem, quem o faça. 
Na realidade, nem quero.
Tenho medo.
Sem imagem de perfil

De nina a 21.06.2016 às 19:48

Para mim, a resposta mais acertada. 


Matar o gorila sim! mas e a mãe, não se lhe dá um xapadao?  
Sem imagem de perfil

De NM a 21.06.2016 às 21:06

Bem diz o Outro Ente... A culpa é sempre da mãe..  (Isto aconteceu num zoo, não num safari em África... E se a mãe tivesse tido uma quebra de tensão e largado o puto da mão? A culpa continuava a ser dela?)
Sem imagem de perfil

De Me a 21.06.2016 às 21:35

E mesmo sem quebra de tensão NM. Ninguém diz que a mãe não é reponsavel, nomeadamente na medida em que os pais são responsáveis pelos seus filhos menores. Daí a ser negligente, ou a merecer um chapadão, vai uma grande distância.
Não vi declarações da mulher (sinceramente a dado ponto deixei de ver e ler merdas sobre a notícia em questão), mas eventualmente tb podia ter um ar arrogante pq foi rasgada de alto a baixo por toda a gente, mesmo antes das pessoas saberem sequer o que tinha acontecido.
Sem imagem de perfil

De Troll a 21.06.2016 às 21:50

Eu diria e se uma criança tivesse tido uma quebra de tensão ali ao lado sem que os pais a conseguissem apanhar? É que cair dali era extremamente fácil. 


E, não, se a mãe desmaiasse não seria culpa dela. E se aquela porcaria tivesse qualquer tipo de segurança o puto não conseguia escapar a 2 mulheres que o tentaram agarrar (a mãe e uma senhora que se encontrava mesmo ao lado da jaula) numa questão de milissegundos. 
Sem imagem de perfil

De NM a 21.06.2016 às 22:14

Claro que sim Me, foi só um exemplo extremo para perceber até onde vai o argumento de a culpa ter sido da mãe. (Já me fartei de escrever sobre isto...)
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 10:36

Sim, sim eu percebi NM ;)
Sem imagem de perfil

De nina a 22.06.2016 às 00:08

Com o xapadao ela reanimava logo. 


Não tou a dizer que não deviam ter abatido o gorila, lógico que sim ou dar lhe um tranquilizante,  não sei. Primeiro a vida humana, concordo. 


Mas que há pais que deixam os filhos por qualquer lado também é verdade.  
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 10:57

Oh Nina, eu não digo que não haja pais negligentes, mas daí a achar que um  filho, em segundos, não pode dar 3 passos em corrida e fugir da nossa mão, desculpa lá.
Ou sugerem que qd formos ao zoo levemos as crianças presas por trelas? É isso? 
Sem imagem de perfil

De eu...mesmo. a 22.06.2016 às 14:59

Só pode fugir da sua mão se a abrir.
O resto é tanga. Quebras de tensão, pois sim.
Também pode ter um AVC a conduzir a viatura, ou não?
A mãe, a mãe, coitadinha da mãe. A mãe foi descuidada a mais nada.
Deixam os filhos a assar no carros e depois foi azar, o que é que querem? Um descuido qualquer um tem.
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 15:03

Claro que a culpa é da mãe.


E por isso mesmo devia ter deixado o gorilinha brincar com o filho, que não devia ter sido morto e no final de estar satisfeito com tanta brincadeira, devia ter-se dado cabo da mãe.


Fim.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 15:12

Nem sei como é que ainda não a queimaram.


Era logo fogueira com ela.
Sem imagem de perfil

De eu...mesmo. a 22.06.2016 às 15:12

Filipa; este é um caso sério e portanto vamos ser grandinhos.
Não disse que a culpa é da mãe, digo que a mãe foi descuidada e portanto tem parte da responsabilidade.
Para mim o responsável maior é o zoo que devia ter prevenido situações dessas.
Também não discuto e nem sequer coloco a probabilidade de decisão, se sim ou não abater o gorila. Para mim mal a criança caiu lá dentro não há mais nada a equacionar senão o abate do animal, ou mil que fossem no momento
Agora querer ilibar a mamã de toda a responsabilidade, isso não, como melhor do que eu a MJ explicou.
Também dou por findo.
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 15:20

Disse sim, que a culpa tinha sido da mãe, ora vá lá ler de novo o que escreveu. Até porque apenas falou da mãe e dos filhos. Seguido de um exemplo, que nada vem ao caso, das que deixam os filhos no carro que preferi ignorar.


O "fim" não era para a nossa "discussão", atenção. Aqui pode-se sempre discutir pontos de vista diferentes, sem que se chegue a um consenso.
O fim era para a história que tinha contado.


A mãe estava num recinto apropriado -pelo menos assimpensava- para crianças. quando vou ao zoo com os meus filhos posso ir com medo que caiam, que apanhem escaldões, que se magoem, que se percam, que mos roubem -mas eu sou um pouco paranóica, já sabem- nunca que tenham passagem para a jaula de um animal, não é? Se isso é descuido, então também sou uma mãe descuidada.
As crianças não têm -nem devem- andar sempre agarrados às nossas saias. Os meus não andam. Estão sempre -ou dentro do possível- vigiados, porém isso não tem sido impedimento de alguns acidentes terem acontecido.
Sem imagem de perfil

De eu...mesmo. a 22.06.2016 às 15:39

Disse porque só isso é o verdadeiramente importante, e porque nem por um momento nem de ninguém, (mães) se vê uma culpinha que seja para a mãe.
Crianças esquecidas nos carros e morrerem desidratadas, nem foi com uma mãe e foi com um pai. Um exemplo, apenas, da falta de cuidados de alguns progenitores.
A criança é turbulenta e não acata ordens? Não se leva ao zoo.
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 15:45

Assim fica difícil responder-lhe como se fossemos adultos.


Quer dizer, a criança é turbulenta, fica fechada em casa, pronto.
Lamento, mas passo conversas deste género.
Sem imagem de perfil

De eu...mesmo. a 22.06.2016 às 15:53

Absolutamente! É turbulenta e não acata ordens não vai ao zoo.
Isso é educação, acho eu.
Aliás, nem nenhuma criança, turbulenta ou não, devia visitar o zoo.
Não é a ver animais encarcerados, alguns em sofrimento, que uma criança vai tomar conhecimentos do que é a vida animal.
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 15:57

Pegando no seu ponto de vista e alargando-a à nossa realidade, vamos então pedir também a proibição dos animais em casa, uma vez que estão também fechados e sem condições para serem totalmente felizes.


Não, não vou perder tempo ao falar das espécies que se não fosse o zoo a preservar... enfim.
Sem imagem de perfil

De eu...mesmo. a 22.06.2016 às 16:43

Ná ná não! Sabe bem que não é assim.
Os gatos já foram domesticados pelos egípcios há mais de 5 mil anos, e os cães também , não sei se por eles se por quem e são animais adaptados ao homem. Só servem para isso, companhia.
O zoo não. O zoo aprisiona animais cujos habitats estão completamente desfasados da realidade.
Preservar espécies? Não se precisa do zoo para nada. Assim não os vão caçar a África por "desporto"  nem se usurpe território que por ordem da Criação lhes pertence que eles sabem perfeitamente existir, e desenvolverem-se sem as ajudas dos zoos. Nem de ninguém.
Querem que os vossos filhos conheçam a natureza? Ponham-nos a ver o National Geographic e Odisseia..
E agora, futebol aguarda-me.
Image
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 16:46

Depois admiram-se que uma pessoa bata mal.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 17:57

Pah, nem sei bem o que dizer. Portanto é turbulenta não vai ao zoo.


Por pontos,
Só ao zoo, ou como disse a Filipa fica sp em casa?


Turbulenta...hum, pode definir o seu conceito de criança turbulenta sff?
É uma criança (e lembro que a criança em questão tinha 3/4 anos) que nem sempre obedece?...as opose to???
Há crianças desta idade que obedeçam sempre???? E não vivem em medo e terror de serem espancadas? 
Quer partilhar a fórmula para isso???
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 18:01

Turbulenta é aquela criança que larga a mão da mãe. Ponto.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 19:36

Ah bom, assim fico muito mais descansada. Estava aqui bastante encanitada com isso.


Mas acho impec. Querem falar sério, como adultos, mas depois diz que se é turbulenta, não vai ao zoo. 


Eu gostava que parassem para pensar, 5 minutos que fosse, no que estão a dizer (escrever, no caso). Estamos a falar de um puto de 3 ou 4 anos!!! 4 anos!!! Turbulenta?? 
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 19:37

São os piores.
Com essa idade nem do útero deviam sair, quanto mais de casa! 
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 19:42

Ahahahahah 
só tu para me fazeres rir no meio disto.



Mas agora que falas nisso, nem sei bem o que fazer com o meu. Fez agora os 2 e anda a ensaiar-se nas birras e a desafiar-me, vejam bem, o fedelho! Acham que o prenda dentro de casa, assim tipo até aos 12, ou 16, ou que o dê logo para a adopção?! Só dúvidas eu.


Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 19:44

Acho que devias comprar um pit bull e explicares-lhe que ou se põe fino ou passa a almoço ou jantar do bicho.


Com os meus resulta imenso, só que uso a cobra.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 19:50

Achas??? Olha a trabalheira que isso dá. Ter de explicar ao cão como é que se morde em crianças :p
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 20:04

É só morderes duas ou três vezes que ele aprende.
Os animais são intelectualmente superiores às crianças, vai ser na boa. 
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 21:56

És capaz de ter razão és. Vou ver disso.
Sem imagem de perfil

De eu...mesmo. a 22.06.2016 às 20:57

Se, e segundo testemunhas houve quem o quisesse agarra e mesmo assim não conseguiu,- uma criança de quatros anos é bom relembrar, muito sossegado, ou só moderadamente sossegado, não era seguramente.
Então a mamãzinha que por acaso, pasme mundo, o conhecia desde que nasceu, não o levava ao zoo. Ou levando-o assumia a sua responsabilidade de mamã e não lhe largava a mãe.
Se ele fizesse birra, fazia o que qualquer mamã responsável faria. Pegava nele e acabava-se a visita ao zoo.
Fácil e simples.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 21:56

Pá. Desisto.
Lamento mas neste tipo de conversas de adultos, claramente não devo ter maturidade suficiente...


Portanto, um miudo de 4 anos corre sossegado ou, moderadamente sossegado, não é. 4 anos, relembro. 
É, parece-me ser o diabo em pessoa esta criança.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 15:11

Olhe, se andar sempre, mas sempre, nomeadamente num parque, jardim, zoo, com o seu filho de 4 anos pela mão, deixe-me que lhe diga (assumindo que eu acreditava nisso) que temo pelo futuro do seu filho e pelo desenvolvimento.
Lá está, tb deve achar que um filho é como um cão, diz "junto" e ela vai ali feito lapa, coladinho aos progenitores.
Epá, desculpem lá, mas vão masé dar sangue.


E cuidado com isso de cuspirem muito para o ar.
Sem imagem de perfil

De eu...mesmo. a 22.06.2016 às 15:27

Vou tentar explicar-me melhor.
Há filhos e há filhos, uns mais obedientes que outros, uns receosos que são eles mesmo a procurarem a protecção dos pais, e há outros que nada os amedronta e só estão bem a correrem riscos.
Essa criança do gorila, obviamente era uma das últimas descritas.
Então quando se tratam de correr riscos, a essa criança segura-se-lhe a mão mais firmemente. Quem manda é a mãe.
Ou então, querendo não contrariar o rebentinho não vá ele ficar toda a vida traumatizado, não se leva ao zoo.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 15:39

Mas, eu mesmo, desculpe lá, e a questão é mesmo genuína, acha mesmo normal que uma pessoa a passear num zoo com a sua criança, mesmo que esta seja um pouco mais dada a tropelias, esteja SEMPRE de mão dada com a criança?? A sério que sim? 


O meu filho tem 2 anos. Fui ao zoo há 3 semanas, ele não andou sp de mão dada comigo, e até deu umas corridas (cmg sp atrás e a controlar, claro). Nunca me passaria pela cabeça levar o miúdo sp ali preso pela mão. E olhe que o meu filho é bem pirata.
Sem imagem de perfil

De Troll a 22.06.2016 às 17:57

Como disse?!




eu...mesmo.  22.06.2016  15:27

"Vou tentar explicar-me melhor.
Há filhos e há filhos, uns mais obedientes que outros, uns receosos que são eles mesmo a procurarem a protecção dos pais, e há outros que nada os amedronta e só estão bem a correrem riscos.
Essa criança do gorila, obviamente era uma das últimas descritas."


Pára tudo! Acabou a discussão. O 'eu...mesmo', que até acha que por ser um assunto sério deve ser discutido como adultos,  conhece a criança que caiu no fosso dos gorilas. Conhece tão bem que afirma com segurança que a criança é, obviamente, daquelas que só estão bem a correr risco.
Só falta dizer, 'Eu mesmo', que crianças bem comportadas e obedientes, lá está, das que podem ir ao zoo, não correm riscos de num nano-segundo deixarem levar-se pela curiosidade e escapulirem-se por uma vedação que assim o permita. Nada disso, isso nunca aconteceu, não acontece e jamais acontecerá. 


O menino caiu ao fosso porque só está bem a correr riscos a mãe foi negligente. Falou e disse.




Eu também leio cada coisa que até arregalo os olhos, Filipa. Como é que alguém que diz querer discutir o assunto de forma séria se permite fazer estas afirmações sem conhecer os envolvidos? 



Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 18:02

Como disse ao próprio, tenho dificuldades em estabelecer diálogo com quem acha este tipo de raciocínio típico de adulto.
Sem imagem de perfil

De T. a 22.06.2016 às 18:42

Que chatice afinal não posso levar o miúdo ao zoo, achas que se for de trela já pode ser?
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 18:43

Desde que não te esqueças do açaime. 
Sem imagem de perfil

De T. a 22.06.2016 às 19:04

Se é pelo bem dos animais tudo bem, nao se pode é ter crianças desobedientes no zoo.
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 19:06

Tudo pelos nossos amigos.
Sem imagem de perfil

De Troll a 21.06.2016 às 21:48

O problema de algumas pessoas continua a ser o mesmo é nem sequer querer saber como foi a situação e não perceber que aquela merda foi tão bem feita que o miúdo conseguiu cair de lá em segundos.
É haver pessoas tão quadradas que não se dão sequer ao trabalho de ler/pesquisar sobre como aquela porcaria está feita e não compreenderem que aquilo ali era um perigo. 
Sem imagem de perfil

De NM a 22.06.2016 às 21:03

Sabes aonde é que as crianças deviam ir ver os animais, para os conhecer de perto, quiçá criar memórias afectivas que os levem mais tarde a querer a saber mais e a querer proteger?! Sabes?! Nas savanas de África do Sul ou na Patagônia virgem... Muito caladinhas para não incomodar os animaizinhos... De camuflado e binóculos. (E atreladas - literalmente, claro, às mães para não haver nenhum acidente.) Cá agora zoos...
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 21:35

Eu cá acho que os miúdos os podiam ver no talho, penduradinhos.
Ou então já em hamburguers ou assim.
Sem imagem de perfil

De NM a 22.06.2016 às 21:39

Ahahahahahahahahahah o tempo que o Jr. andou a achar que os coelhos que via no talho eram dinossauros porque eu não tinha coragem de lhe contar que eram coelhinhos... :DD
Imagem de perfil

De Filipa a 23.06.2016 às 00:46

Dinossauros?!


Fónix! Ao menos inventavas uma cena mais viável, tipo as renas do pai natal ou assim.
Sem imagem de perfil

De NM a 23.06.2016 às 08:13

Não fui eu que inventei nada pá... Ele é que olhava para eles e dizia que eram dinossauros. Eu só fazia que não o ouvia... :D
Imagem de perfil

De Filipa a 23.06.2016 às 08:49

Pá, mas dinossauros?
Havias de ir ao médico com o puto perceber essa associação. É que de coelhos para dinossauros...
Ainda se ele olhasse para ti e dissesse dinossauro, agora um coelhinho?? Sem pele nem nada?!
Acho isso muito estranho. 
Sem imagem de perfil

De NM a 23.06.2016 às 10:31

Sabes onde é que o posso levar a conviver com dinossauros a ver se deixa de dizer disparates?


(Acho que é por causa da cabeça e olhos... Tu já reparaste bem? Têm um aspecto assustador.)
Sem imagem de perfil

De Entre os meus dias a 21.06.2016 às 16:42

Eu sinceramente acho que se deveria ter esperado que o gorila fizesse qualquer coisa à criança, ele não estava realmente a ser agressivo. Esperava-se só que ele arrancasse um braço ou assim. Depois logo se abatia. Foi precipitado.
Imagem de perfil

De Filipa a 21.06.2016 às 19:31

Concordo.
Voto para que aquela mãe volte e desta vez jogue o puto aos corcodilos a ver.
Sem imagem de perfil

De Be a 21.06.2016 às 16:49


Já lá vai o tempo em que me dava ao trabalho de discutir com fundamentalistas, sejam eles os dos animais, os da religião, os racistas, os das não-vacinação, ou outros inconformados com qualquer coisa em particular e com a vida em geral. Li algures "Nunca discutas com um idiota, ele baixa-te ao nível dele e depois vence-te por experiência", eu não acredito que vença por experiência mas por cansaço...
Sem imagem de perfil

De Troll a 21.06.2016 às 17:05


Um pano encharcado nas trombas era pouco
Sem imagem de perfil

De A Mais Picante a 21.06.2016 às 19:03

É dar mas é com o balde e com a esfregona. E com  a vassoura também.
Sem imagem de perfil

De Ana a 21.06.2016 às 19:54

Nunca esquecer que a moça salvava o cão dela antes de certas pessoas, como já afirmou. Neste caso salvava o gorila, queria lá saber do puto. Aliás, o gorila também tem sentimentos, tadinho.
Sem imagem de perfil

De Me a 21.06.2016 às 20:14

Isso é real?? Oh dear god!
Sem imagem de perfil

De Me a 21.06.2016 às 21:31

Pois, é aqui que eu faço inversão de marcha. Desisto.
Há limites para o amor aos animais. Uma vida humana é uma vida humana, não me lixem.
Imagem de perfil

De Filipa a 21.06.2016 às 21:39

Não percebo como ninguém põe cobro a esta merda. A sério que não. 
Sem imagem de perfil

De Me a 21.06.2016 às 21:45

Porque as pessoas são livres de terem a sua opinião, por mto descabida que seja. 
Eu, quando percebo que estou perante este tipo de situações, saio de cena.
Tenho um amigo, um tipo 5 estrelas, mesmo bom rapaz, mas tem essa cena com os animais (e há mais um ou outro tema delicado de falar com ele), quando a conversa calha resvalar para aí, abandono a conversa. Literalmente.
Eu tb gosto e respeito os animais. Mas acho que há algo mto errado qd as pessoas não conseguem perceber a diferença entre um animal e um ser humano. Não obstante do enorme amor que se possa ter a um bicho, e a quantidade de humanos de merda que para aí andam, still...
Sem imagem de perfil

De Troll a 21.06.2016 às 21:52

Ela foi mais longe. Ela disse que entre salvar uma CRIANÇA e o cão dela não saberia qual escolheria salvar.
Eu tenho muito medo de pessoas assim. Até porque é só ir ler por lá e percebe-se de várias pessoas que anuem ao que ela diz. E uma delas até já comentou este post.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 10:38

Epah essa merda não é possivel!! Não posso!
Sem imagem de perfil

De Ana a 22.06.2016 às 14:21

É possível é... várias vezes disse isso. Também adooora usar o exemplo do Hitler (que até era muito amigo dos animais...)
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 14:32

Isso é pior do que eu pensava. Credo! 
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 14:33

Calma.
Ainda te vais surpreender mais.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 14:35

Epa, não quero. Não.
Eu ainda tenho uma réstia de fé na humanidade.
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 14:35

Neste caso, não tenhas.
A sério.
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 21.06.2016 às 21:21

Eh PA, eh PA os animais têm direitos. E esquerdos.
E sentimentos.
Excepto os insectos, esses fdp. Esses é para chacinar.
Imagem de perfil

De Filipa a 21.06.2016 às 21:26

E os pombos.
E os caracóis que só têm direito a estarem bem temperadinhos.
Sem imagem de perfil

De Troll a 21.06.2016 às 22:04

Realmente não se faz, esta um gorila sossegado na vida dele, vem uma criancinha irritante destabilizar o bicho e este é que leva um balazio, um animal já nao se sente seguro em lado nenhum.
Às vezes apetece-me bater-te por me obrigares a,ler blogs idiotas, com comentadores ainda mais idiotas que me dão vomtade de dar chapadões a torto e a direito, a sério que aquelas pessoas existem? E acreditam mesmo naquelas merdas que escrevem? A sério?
Sem imagem de perfil

De Be a 22.06.2016 às 09:40

Eu acho que sim, que acreditam. Mas no fundo preocupava-me mais se ela gostasse de crianças, se se ficar pelos animais é um favor que faz à humanidade.
Também partilho desse sentimento de "ainda não sei porque vou ler certas coisas..."
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 10:59

Eu estou memso furiosa porque fui ler. 
Porque é que eu não fiquei sussugadita...
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 10:59

ahahahahahhahhahhha
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 11:18

E tu a rir né oh desgraçada :p
Uma pessoa fica aqui logi com azia. Sim, que eu abandono as conversas, mas ainda me agasto...e muito. E ler aquilo! 


Mas tb deixa cá, que há para ali uns comentários...eu n vou dizer mais nada para não armar xinfrim aqui...ele há malta que devia ver bem o que escreve...
Sem imagem de perfil

De T. a 22.06.2016 às 13:24

Só fui capaz de ler meia dúzia porque entretanto comecei a ficar com umas comichões só de pensar que aquelas pessoas existem e escrevem aquelas merdas e o mais certo é ainda acharem que têm razão.
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 13:27

Resumindo, vais mandar o teu filho a que animal?
Sem imagem de perfil

De T. a 22.06.2016 às 13:32

Nem sei, estou a pensar em ir com o miúdo ao Badoca e deixá-lo a correr livremente para fazer amizade com todos os animaizinhos fofinhos, e se ele tiver o descaramento de irritar algum ainda lhe dou uma galheta para aprender a não maltratar os animais.
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 13:35

Isso.
Ele que vá na boa que os animais de certeza que não vão ser agressivos.
Vão só brincar e assim, apesar de irracionais, sabem bem o que fazem, topas?
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 14:34

É, até porque nunca se viu um animal que é mau só porque sim, as pessoas é que são assim.


Olha fosga-se que até fico práqui com tremeliques na vista, carai
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 14:35

Os animais são maus porque os donos lhes dizem:
Cão, sê mau.
E o cão é mau.
Mate-se o dono.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 14:40

É, e aliás, se morde uma criança foi porque alguém o ensinou a fazer isso
Caralho pá.
(E ainda gostava de ver a aula prática desse ensinamento) fosga-se 


E atenção, não confundir as coisas. Não tenho dúvidas que há donos, atrasados mentais, que incitam os seus animais a serem violentos e agressivos.  
Imagem de perfil

De Filipa a 22.06.2016 às 14:43

Claro que há.
Por algum motivo que me escapa há aquelas raças que são apelidares de potencialmente perigosas.
Sou apologista de que qualquer cão pode, a qualquer altura, passar-se e zás, acontecer alguma desgraça, justamente porque "não pensa" como a blogger refere.


Até os meus panhonhas que deixam os meus putos fazerem tudo -e quando digo tudo, digo TUDO- apesar de lhes ralhar porque os cães não são brinquedos e quando mais cedo aprenderem isto menos riscos correm sobretudo com os de fora, nunca estão sozinhos com eles.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 14:46

Exacto. Isso é outra merda que me enerva. Quer dizer, mete humanos e animais no mesmo patamar. É certo e sabido que há pessoas que se passam da bolha, problemas mentais o que seja...ah mas aos animais não. Afinal eles são é superiores a nós, deve ser isso. 
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 14:36

Eu ainda li bastante. Razão pela qual a  minha "ursa" nervosa está aqui aos coices..
Sem imagem de perfil

De T. a 22.06.2016 às 14:48

Obviamente que o problema é das pessoas, principalmente das que não ensinam as criancinhas a estar com os animais, estas é que são umas selvagens, não os animais.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 14:55

Claro T. Aliás, para quando uma petição para colocarem trelas ou açaimes aos putos. Nos casos mais selvagens  (em que me cheira que o meu puto se podia inserir) usam ambas! :p
Sem imagem de perfil

De T. a 22.06.2016 às 15:14

Agora que falas nisso, nem acredito que ninguém se lembrou disso antes, o meu selvagem bem que precisava de uma trela para ver se estava sossegado e não incomodava ninguém.
Sem imagem de perfil

De Me a 22.06.2016 às 22:01

Tal e qual o meu. E olha que o açaime...que já por duas vezes mordeu aos amigos no infantário. Ele e os outros que para lá andam, que tb já veio com uma trinca na mão...selvagem é o que te digo. Vá que tenho as vacinas em dia. Olha se calha morder nalgum cão, ainda lhe pega alguma coisa... :p

Comentar post


Pág. 1/2






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe