Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

20
Abr15

Eu também mato o meu gajo um dia destes, pá.

Filipa

Estou acordada desde as seis da manhã, mas na realidade podia só tê-lo feito por volta das oito, mais coisa menos coisa. Acontece que o meu gajo não acende aquela coisa inútil de seu nome "candeeiro" porque, segundo palavras do próprio, não quer que eu acorde com a luz. Tudo muito giro, uhu que atencioso, mas, quando a criatura se levanta e até chegar à casa-de-banho, é um arraial  de encontrões às coisas, cenas a cairem e a partirem. Como já estou super entusiasmada e divertida com aquilo tudo, regressa ao quarto porque como não viu o relógio, esqueceu-se dele -isto tudo às escuras, claro, não vá eu reacordar-, aproveita e apalpa até dar com o telémovel e já agora, para não me acordar de novo (?) leva também as meias. Já lhe disse que me sai mais em conta e menos enervante acordar com a luz, mas parece que não, quem lhe tira uma mocada com a tromba na ombreira da porta, tira-lhe tudo.

4 comentários

Comentar post

Para consulta em caso de necessidade

Cenas da Carla

Anita

No sapo também os há

Coisas do existencial

Dos blogues