Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

14
Set15

Há quem tenha comentadores parvos. Eu tenho disto.

Filipa

"Não percebo, honestamente, se queres passar por histérica ou por uma pessoínha que nunca viu a sua palavra questionada e que agora que descobriu que as pessoas não são amebas e fazem perguntas (normais), descai para esta atitude infantil de defensiva...Eu só te pedi uma fonte de informação, porque obviamente que todo o teu conhecimento não caiu do céu. Até poderias ter dito a tua profissão, a tua área de especialização, mas nem isso, tu pura e simplesmente não aceitaste que alguém te questionasse. O que é triste. Mais triste ainda é que pensaste automaticamente que eu estava a pôr em causa a tua competência no assunto. Que segurançazinha essa, hein?

Tens problemas. É não é só de pele."

 

Antes de mais, acho que devo de facto uma satisfação: não tenho problemas de pele. É verdade. Tenho problemas de várias ordens: de anca larga, de coxa roliça, de falta de memória, de miopia, de astigmatismo, nesta altura do ano de alguma queda de cabelo, mas de pele, nop, nada, controlo tão bem a oleosidade em excesso que consigo chegar ao final do dia sem brilhos inconvenientes. Fantástico, han?

Agora vamos aos problemas, mas aos da Joana, grandes e obesos, tenho um regime bom para este tipo de problemas, mas envolve corrente eléctrica e água, não sei se conhecem, mas como estava a dizer, a Joana só me pediu uma fonte, a mesma onde eu tinha ido buscar o meu saber. A Joana acha que tem direitos e o mais óbvio é ofender-me. A Joana escolheu a pessoa certa, adoro pessoas assim, que me ofendem só porque não vêem a sua vontade feita e já se sabe que eu sou do contra, pequena Joana vai ter muito que ofender. O outro é o de saber da minha vida privada, nada assim de muito extraordinário.

Em primeiro lugar a Joana acha inadmissível eu ter conhecimento de coisas e não informá-la nem de como nem porquê. No mundinho de Joana, talvez eu devesse fazer um print do meu cv e postá-lo aqui no blog de cada vez que experimento um creme, gosto e me lembro de falar nele. Depois entristeço Joana porque podia ter dito a minha profissão, mas não, nada, como me atrevo a não revelar estes dados importantíssimos para ser levada a sério nesta minha missão de....escrever por desporto?? Ou a minha área de especialização, mas nem isso. Sou má, eu sei que sou, sou vil, não mereço o chão que piso, mas há muito que vejo a minha palavra questionada, não é de agora, é que sabe, Joana, levanto-lhe já aqui e agora uma pontinha do véu da minha vida profissional só para lhe aguçar ainda mais a curiosidade. Não o faço com toda a gente, abro esta excepção consigo porque vejo que a Joana precisa de atenção, está carente e exige respostas do universo: acontece dar formações e as pessoas questionarem as minhas palavras. E também não é de agora, há muito que andava desconfiada que havia por aí muita ameba a fazer perguntas de merda, felizmente que a Joana entrou na minha vida, ainda que de forma abrupta e armada em chica esperta, para dar forma e consistência a esta teoria. 

Outro dom da Joana, talvez o melhor e mais dourado, é que a gaja consegue ler-me o pensamento e o último que me leu foi naquele saudoso dia em que eu achei que uma completa estranha ia pôr em causa a minha competência na minha profissão que, imagine-se, não faz a puta da ideia de qual é. Caramba, não são todos os dias que uma pessoa balança e se vê praticamente nua perante a vasta audiência que mantém no seu blog graças às reviews que faz aos produtos que as marcas que o patrocinam lhe oferece. Esta Joana, esperta que nem um alho, tirou-me mesmo a pinta, raça da miúda, nunca pensei. Depois, a minha atitude infantil, de defensiva. Estamos aqui um bocadinho baralhadas, ó Joana. Então a menina amuou, bateu o pé, queria porque queria que eu lhe dissesse onde fui buscar uma informação tão básica para quem tem a minha profissão (nop, ainda não vai ser desta, lamento) como a glicação das proteínas, ofendeu-me, depois de eu ter explicado porque não me limito a dizer que determinado produto é bom, bonito e cheira bem (coisa que a maioria das bloggers -e não só as profissionais- faz e toda a gente aceita com uma vénia e um sorriso como quem acabou de ler o saint graal da puta da cosmética) e porque, mais uma vez, não disse a minha profissão, que isso para si, é como quem lhe espeta uma faca no coração. Chama a isto o quê? Maturidade? Está ou não está baralhadinha? Está pois. Pense lá bem agora nos meus problemas e faça mas é qualquer coisa com os seus, sobretudo com o que envolve a minha vida profissional que isso é coisinha para lhe tirar o sono. Em precisando, estou na posse da informação do nome do creme de olhos que contém a molécula 3.5-D.A que toda a gente que tira bicas sabe que não só impede o bloqueio dos RNAs por parte das miRNAs aquando a sua expressão, como também estimula a produção das proteínas da juventude, não sei bem se está a ver a potência do bicho, um colosso.

Tirava-lhe essas rugas de preocupação e essas olheiras todas que era uma maravilha.

Com amor,


Filipa Brás

 

 

39 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Para consulta em caso de necessidade

Cenas da Carla

Anita

No sapo também os há

Coisas do existencial

Dos blogues