Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




e a primeira entrevistada é uma mulher. Diz que pensou em desistir na segunda semana porque tinha de andar com os botões todos apertados e com o cabelo sempre preso, cheio de ganchos.

 

 

(pausa para respirar fundo e não cair na tentação de perguntar porque é que será que as mulheres têm determinados direitos.

Pronto, já está)

 

 

Não sei quem decidiu permitir que as mulheres mantenham as suas longas melenas, enquanto os homens se sujeitam a carecadas totais, mas e devido ao que este exemplo demonstra e faz prever, pergunto-me o que caralho farão na tropa que não pudesse ser feito em casa, encostadas a um tanque ou a um fogão a gás.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


12 comentários

Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 13.11.2015 às 12:01

Então foi na tropa a primeira vez que praticou desporto. Havia de ser lindo jogar seja o que for de cabelos ao vento...
Sem imagem de perfil

De Isa a 13.11.2015 às 12:47

Não percebi... podes repetir?
Imagem de perfil

De Filipa a 13.11.2015 às 12:48

Claro:

e a primeira entrevistada é uma mulher. Diz que pensou em desistir na segunda semana porque tinha de andar com os botões todos apertados e com o cabelo sempre preso, cheio de ganchos.


(pausa para respirar fundo e não cair na tentação de perguntar porque é que será que as mulheres têm determinados direitos.
Pronto, já está)


Não sei quem decidiu permitir que as mulheres mantenham as suas longas melenas, enquanto os homens se sujeitam a carecadas totais, mas e devido ao que este exemplo demonstra e faz prever, pergunto-me o que caralho farão na tropa que não pudesse ser feito em casa, encostadas a um tanque ou a um fogão a gás.
Sem imagem de perfil

De Isa a 13.11.2015 às 12:57

Ahhhh! Acho que agora sim.


Queres então, com este post, expressar as tuas pertimentes questões quanto ao
em que consistirá o serviço militar, é isso...?
Opá, 'tão... vão pra lá aprender a fazer as camas, limpar casas de banho, baixar a bola quando recebem ordens, limpar o pratinho onde comem, e etc.
Óbvio.

Os ninos, claro. As ninas, normalmente, já têm uma memória geneticamente transmitida com todos esses preceitos. Por isso é que podem ter cabelo comprido.


Imagem de perfil

De Filipa a 13.11.2015 às 12:59

Claro que não foi nada disso, mas hey, tu és gaja...
Sem imagem de perfil

De Isa a 13.11.2015 às 13:08


Tu também vais ser. Calma. Descontrai. Respira fundo. Conta nuvens ou folhinhas
que, por força do Outono, abandonaram as árvores e repousam agora no chão.

Sabes muito bem que isso da mudança de sexo, é coisa pra demorar um cadinho a ser aceite pelo cérebro. Diz ouuuummm... em posição lótus, abstrai-te das contrariedades da vida, que 'qui a nada já coiso.
Imagem de perfil

De Filipa a 13.11.2015 às 13:12

Agora não posso. Estou com a bb no post abaixo.

Vai cagar.
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 13.11.2015 às 12:54

Acho que já não há carecadas... cabelinho curto serve.

Mas sim, haverá muita menina que segue a tropa porque sim... assim do estilo, fui para História da Arte ou Bioquímica, porque prontos.
Imagem de perfil

De Filipa a 13.11.2015 às 13:01

Foste a tropa, PID?
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 13.11.2015 às 17:53

Reserva. Ou seja, o cavaco pode convocar-me para combater a invasão comunista.

Mas quando fui à inspecção ainda era cabelo rapado. E sem gajas.
Imagem de perfil

De Filipa a 13.11.2015 às 17:57

Então estás do meu lado, não estás?
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 13.11.2015 às 18:03

Reserva. Ou seja, o cavaco pode convocar-me para combater a invasão comunista.

Mas quando fui à inspecção ainda era cabelo rapado. E sem gajas.

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe