Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




necessiadde de nos preservamormos

por Filipa, em 18.10.16

 

(Mini-preço passou pelo teclado do pc e suas patitas deixaram estas quatro palavras)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


30 comentários

Sem imagem de perfil

De Troll a 18.10.2016 às 12:45

ah ah ah ah ah ah ah
Muito bom!
Sem imagem de perfil

De Troll a 18.10.2016 às 12:51

LOOOOOL!!!
Imagem de perfil

De Corvo a 18.10.2016 às 12:57

Cão inteligente, hem?!
Espanta como tão rapidamente se familiarizou com a casa e com a dona.
Image 
Imagem de perfil

De Filipa a 18.10.2016 às 14:30

É o amorrrrrr.
Sem imagem de perfil

De Troll a 18.10.2016 às 13:00

Ahahahahahahhahahahah
ó Filipa! A gaja deve ter a cabeça toda lixada! É que não consegue ter uma linha de pensamento coerente, um raciocínio claro, um princípio, meio e fim... Não se consegue perceber nada do que a criatura escreve.
Antes o teu cão, pelo menos é giro!
Imagem de perfil

De Filipa a 18.10.2016 às 14:30

E magro!
Sem imagem de perfil

De Isa a 18.10.2016 às 14:01

Olha que amor! Quase que fez um poema às chanfradas..
Deixa-o ir mais pró PC, pá!
Imagem de perfil

De Filipa a 18.10.2016 às 14:30

Olha! Um poema! Que bela ideia.
Sem imagem de perfil

De Isa a 18.10.2016 às 14:42

Tem unhas pra isso. Rechonchas, como deve ser!:)
Imagem de perfil

De Filipa a 18.10.2016 às 14:43

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!
Imagem de perfil

De Corvo a 18.10.2016 às 14:52

Pois, cara Isa.
Afigura-se-me que algures dentro daquela alma canina, há um cãozinho desconhecido que muito promete.
Sem imagem de perfil

De Isa a 18.10.2016 às 15:03

Então não, Corvo?
Aquilo arranha as teclas e a sensibilidade de tanta, mas tanta gente...ele, e mais  sua rechoncha alma . Canina.  Ali. "Dependurada".
Imagem de perfil

De Filipa a 18.10.2016 às 15:04

Vou começar a chamar às minhas leitoras "rechonchas".
Não é tão amoroso?
Sem imagem de perfil

De Isa a 18.10.2016 às 15:57

Mania que tens de estar constantemente a roubar as palavras às outras pessoas, pá. 
Fogo...
Isso é um termo gotôso, daqueles quindim, que uma pessoa diz a outra, por causa que o amor é tão encaralhado,   tens nada que andar a usar cenas inventadas pelos outros! 
Imagem de perfil

De Filipa a 18.10.2016 às 15:59

Não tenho tempo para inventar nomes fofinhos.
Ficam Rechonchas e mais nada.
Imagem de perfil

De Corvo a 18.10.2016 às 15:16

Ah, a sensibilidade ferida, arranhada, ultrajada.
Há sempre alguém, alma conhecida pela perversidade que no-la provoca.
E quando não há, arranja-se logo à mão o/a responsável.
Imagem de perfil

De Filipa a 18.10.2016 às 15:18

E a honra?
Não no-lárranhem!!
Sem imagem de perfil

De Isa a 18.10.2016 às 16:03

"honra"??
Essa é outra daquelas palavras que foram inventadas por mim e para mim!
Não conheço mai nenhuma. Tu conhecezes? Eu não. 
É TUDO MEU!
Sem imagem de perfil

De Isa a 18.10.2016 às 15:55

Ora, ora, amigo Corvo.. Explique-me lá se sabe de outra forma de uma sensibilidade de merda, daquelas que têm um umbigo rechoncho, poder chorar mazelas,  ou se o alvitrar-se imbecilidades não foi, é e sempre será, uma sina das sensibilidades fictícias, daquelas que camuflam suas intensas necessidades  de atenção em  afirmações tão estapafúrdias  quanto o que coirões têm em tamanho, e em pretensas perseguições, tudo à pala de textos pra lá de magoados, com  o quão a vida lhes pode ser madrasta. 
Morreu-se-me um Tio-Avô há 20 anos, imagine, e estou, de momento, cogitando sobre esta intensa mágoa, e posterior possibilidade de andar a distribuir calúnias e difamações, tencionando, para isso, recorrer à minha fértil imaginação. ´É que me sinto frágil, meu caro.. muito frágil.
Assim, vejamos: O caro Corvo, por um acaso,  já não se chamou Diamantino, ou Asdrúbal, Manelzinho ou Xinapá, em outros blogues..? Revela-se que tenho aqui uns poemas,  e queria atribuir-lhes uma identidade. 
Repare que mesmo que o Corvo me diga "'tás choné, ó gaja?!, ai o caraças que só me sai é disto na rifa.."  eu decidindo, está decidido, maneiras que a sua resposta se tornará uma beca indiferente, hã? Eu é que sou amorosa e gosto de perguntar as coisas.:)) 
(Mas é só porque sim, não me ligue).
 
Imagem de perfil

De Corvo a 18.10.2016 às 17:42

Mas eu ligo e respondo-lhe, cara Isa.
Disfunção de personalidade de quem não dissocia  a ficção da realidade.
E nem a Isa imagina, se estamos em paralela sintonia, a beleza descritiva que aqueles romances encerram.
Sem imagem de perfil

De Mena Almeida a 18.10.2016 às 22:33

Ohhhhhhh ele é tão rechonchinho
Imagem de perfil

De Filipa a 18.10.2016 às 23:41

Ahahahahahahahaha! 
Sem imagem de perfil

De Troll a 23.10.2016 às 21:08

Só sabem falar de mim filhos de uma puta!Image
Imagem de perfil

De Filipa a 23.10.2016 às 21:28

Mini-preço, és tu?
Sem imagem de perfil

De Isa a 23.10.2016 às 22:03


"Não visitarás os blogues das haters e, em caso de fraqueza, identifica-te".


Li aquela porcaria há pouco num bordel, de uma gaja que para além de fraca, fraquinha, fraquinha, é - como todos já sabemos - um poço de inverdades. Uma desvairada acéfala sem ponta por onde se lhe pegue. 


(Filipa, não ofendas o Mini-Pexo).


Olha lá, ó tarada, foste tu que forjaste aquela página do face, pra aborreceres a senhora grande? Tst...tst...tst...














Imagem de perfil

De Filipa a 23.10.2016 às 23:50

Grande em que sentido?...
Sem imagem de perfil

De Isa a 23.10.2016 às 23:56

No  rechoncho. E nos de contramão. Todos. 
Imagem de perfil

De Filipa a 23.10.2016 às 23:58

Oh.
Não digas isso.


Só porque a senhora anda sempre com o queixo suplente... acho mal.
Sem imagem de perfil

De Isa a 24.10.2016 às 00:02

Aquilo é um queixo???
Pô! 
Pensei sempre que fosse a Pipi,que ela trazia enrolada ao pescoço...
Imagem de perfil

De Filipa a 24.10.2016 às 00:15

Quem é essa? é amiga da outra?


Às vezes penso que é apenas o pneu da cintura que ela usa como agasalho. 

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe