Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O direito à resposta que me assiste

por Filipa, em 01.09.15

 

Lembram-se disto?

 

A Bad, um amor de miúda, respondeu prontamente ao meu pedido de ser a blogger do mês aqui do tasco, do mês de Julho, e mal dei conta dos primeiros acordes da sua sinfonia que era composta pela raça dos meus cães, disse logo: esta quer é conversa.

Ficou logo ali decretado por mim que eu, Filipa Brás, fervorosa militante dos cães de raça - menos dos caniches, essa raça do demónio, criada por um qualquer serial killer para que na eventualidade de não ter nada à mão com que matar as suas incautas vitimas, matava-as dos nervos com o ladrar desta merda destes cães- que havia de lhes defender a honra e explicar porque é que tooooooda a gente deveria ter pelo menos um Bulldog Francês.

O Bulldog Francês caga-se como um pastor alemão se caga, como um puddle se caga, como um yorkshire se caga, acho que já deu para se perceber a ideia. A questão é que o seu sistema digestivo é sensível e o seu dono tem de ir roubar bancos ou velhinhos, que agora até está muito na moda, para que o possa alimentar com o salmão mais puro das águas mais gélidas e virgens dos Antárcticos mais altos. Se não está disposto a isso, mame o peidinho e que lhe sirva de castigo.

Depois essa história do ressonar, meus amigos, puro exagero, o meu marido ressona, o meu marido acorda-me, acorda os putos, acorda os cães, acorda os gatos durante a noite.

Várias vezes. 

Vou abandoná-lo? Vou dá-lo para adopção? Não, dou-lhe uma mocada nos rins, ele vira-se para o outro lado e conseguimos dormir mais um pouco. Se são assim tãããããão sensíveizinhos é melhor, de facto, pensarem noutro animal doméstico. A minha cobra não acorda, por exemplo. Pensem nisso.

Os cães TODOS comem merda. Ou cócó, como diz a Bad. TODOS e SEM EXCEPÇÃO. É lá um chip torto que eles trazem, uma chatice. Uns rebolam na merda, outros comem-na, outros só dão uma lambidinha, outros uma cheiradinha, esta preferência não é exclusiva da raça. Há quem diga que é carência vitamínica, eu digo que é só estupidez, os cães são um bocado estúpidos.

Cada cão tem a sua tara e a sua mania. A minha Chanel, 

 

 

 

só quer sopas e descanso, sai mesmo à dona. Por ela, os dias eram passados entre mantas e entre comida. Não precisa de mais nada para ser feliz. Não estraga nada, não rói nada, um amorrrrr.

Já o Zé, 

 

 

20150717_105411.jpg(não se deixem enganar por este olhar meigo e sofredor. Eu deixei e olhem como estou velha e acabada) 

 

faz jus à raça, parece um boi, não pára nada, vai tudo à frente e o meu João que o diga, até voa. Já perdi a conta às taças de comida que já rebentou, às camas dele que já comeu, aos tapetes que já desfez. Ah, é cachorro. Pois...

 

Estas características não são exclusivas do subvalorizado bulldog. São características comuns a todos os cães, à excepção das físicas, claro. Estes dois parecem de raças distintas de tão diferentes que são. As únicas coisas que têm em comum são a boa disposição, a inteligência, o gosto por passear, a paixão pelos donos, pela comida e pelo sofá, a teimosia e são um bocadinho surdos.

Se calhar estou a exagerar.

São muito surdos.

Totalmente surdos.

 

E eu já não saberia viver sem eles.

 

 No Desblogue d´Elite

Autoria e outros dados (tags, etc)


21 comentários

Imagem de perfil

De Gaffe a 01.09.2015 às 11:35

Gosto TANTO destes cães!

Mas tenho de confessar que a minha paixão indestrutível são os teckel.
Sem imagem de perfil

De Filipa a 01.09.2015 às 17:06

Ohhhh. São tãããããão fofinhos quando são bebés!!!!
Sem imagem de perfil

De Mirone a 01.09.2015 às 11:55

Oh pah, se fosse cadela casava com o Zé. Nem que no dia seguinte pedisse o divórcio. Que cão lindo!
Sem imagem de perfil

De Filipa a 01.09.2015 às 17:06

E ias mesmo pedir que este gajo tem cá um feitiozinho de merda que vou-te dizer.
Sem imagem de perfil

De Entre Dias a 01.09.2015 às 12:33

Ri-me tanto! Coisas mais lindas. :D E sim, os cães adoram comer cocó, principalmente se for de gato... A minha cadela vê a caixa de areia da gata como uma bandeja cheia de cupcakes deliciosos.
Sem imagem de perfil

De Filipa a 01.09.2015 às 17:05

Ahahahahhaha
Os meus só não os atacam porque não cabem na porta da casa de banho dos gatos. Mas tentam, ó se tentam.
Sem imagem de perfil

De Entre Dias a 01.09.2015 às 17:59

Como não cabem?! Eu estou a falar de uma Labradora que enfia a cabeçorra na caixa da gata. :P
Sem imagem de perfil

De Filipa a 01.09.2015 às 18:02

Os meus fazem os xixis à porta e os cagalhotos ao fundo. Ora, os meus gajos pelam-se por um cagalhão morninho, mas odeiam o cheiro parecido ao sonasol verde, entendes? Se ao menos a porta fosse um pouco mais larga e deixasse passar um pouco mais do que a cabeça.
Sim, são cá uns cabeçudos, creso2.
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 01.09.2015 às 16:30

Tu tens dois frenchies?? Dois?? Vida injusta, eu só queria um, doa-me o Zé, pode ser?? Dava-se tão bem cá em casa, eu tenho problemas respiratórios, o meu namorado também, era mais um :DDDDD
Sem imagem de perfil

De Filipa a 01.09.2015 às 17:02

Pois claro que não pode ser! É tudo meu e só meu :)))
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 02.09.2015 às 16:51

Quando te fartares avisa ;) ou se tiver um filhinho assim amoroso como ele.
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 01.09.2015 às 16:38

Ps: podia também eu fazer um posto de resposta :) Tive duas caniches, nada fizeram jus à fama. Uma super inteligente e dona do pedaço, que punha na linha a pastor alemão/ serra da estrela, a outra uma paz de alma.
Sem imagem de perfil

De Filipa a 01.09.2015 às 17:03

Faz!
Nunca consegui gostar dessa raça e olha que já me esforcei muito...
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 02.09.2015 às 16:50

Não conheceste o exemplar certo ;) eu tive duas e as duas deixaram um vazio imenso :')
Sem imagem de perfil

De Heidi a 01.09.2015 às 16:47

Ali pelo meio, perdi-me. O que é que está muito na moda? Assaltar bancos ou velhinhos?
Sem imagem de perfil

De Filipa a 01.09.2015 às 17:04

Não percebi o que te prendeu na questão mas assaltar velhinhos está na moda, basta ver as notícias.
Sem imagem de perfil

De Eu é mais bolos a 02.09.2015 às 02:23

Não estou muito bem a ver que relação uma pessoa espectacular como a Bad, como um blog tão bom como o dela, pode ter consigo e com este coiso (o seu blog), mais a linguagem que é feia que até dói, para não dizer pior ainda, mas enfim. Salvam-se os cães e a Bad, e lá diz o provérbio que "two out three ain't... BAD".
Sem imagem de perfil

De Filipa a 02.09.2015 às 07:34

Não está a ver e também não vou ser eu a explicar-lhe. Está muito claro no post, odeio fazer desenhos a gente coiso.
Beijinhos ;)
Sem imagem de perfil

De Mia a 02.09.2015 às 12:36

Estou contigo, já não saberia viver sem a minha e já estou à espera da segunda. Eu até concordo com alguns dos defeitos que a Bad lhes aponta, mas eles compensam em tudo o resto. Só quem não conhece bem a raça (e não, ter um cão desta raça não significa que se conheça bem, que tenho visto atrocidades que valha-me deus!) é que acha que eles são só máquinas mortíferas de peidos e enfardadores de merda. A minha já não come cagalhões, só destrói os brinquedos (em pequena afinfou no sofá mas a culpa foi do meu namorado que, enfim, acha que tem ali um animal que percebe alguma poia de materiais e distingue os que pode roer dos que lhe são interditos em estando sozinho em casa) e é a cadela mais maravilhosa que há. Uma palhaça sempre bem disposta. Não percebo a cena de atacarem outros cães, a menos que tenham sido mal socializados. Eu até gostava que a minha gostasse menos de cães. E de pessoas, já agora. Não são a raça mais fiel ao dono mas, caramba, são espectaculares. A largar peidos e tudo. E são inteligentes, sim senhora. As pessoas é que confundem a teimosia com estupidez, acontece-me o mesmo a mim. Os teus são lindos Filipa, o Zé faz o mesmo ar da minha sempre que faz merda. Ninguém (que valha a pena) lhes resiste. :)
Sem imagem de perfil

De Ana a 02.09.2015 às 14:26

O meu rafeiro não ressona, mas come cocó da minha filha diretamente do penico, já roeu paredes, dá puns, não parava um minuto quando era novo e por aí fora.

Por outro lado, já tive três cockers: uma completamente doida e falsa, outro muito doce, extremamente dependente de nó, nas que detestava crianças e outro que intitulava já de melhor cão do mundo porque é perfeito.

Resumindo: não me parece que a raça defina a personalidade de forma taxativa.
Sem imagem de perfil

De Mafalda a 12.09.2015 às 14:49

Surdooooooooooos !! Complétamente surdooos !!

A minha Shiva que o diga ! Já faltei de ficar sem voz de tantas vezes que me pus gritar no meio da mata, enquanto a miúda me fugia para se ir esconder e fazer as suas necessidades atrás de uma arvore, com o queixo a tocar nas patas de traz de tão encolhida que se mete..

Será vergonha ou é mesmo desta raça de se porem nesta posição que nem um chinezinho contorcionista é capaz de fazer para caber numa caixa de pléxi no circo ??

Mas depois disto tudo é a melhor coisa do mundo quando me enfia a língua por todos os orifícios possíveis que tenho na cara para me mostrar o seu afeto ...

SOFREMOS DO MESMO !!! tu tens dois !! Vá lá !! eu tenho Dois em um !!!



http://imperfectlyme.blogs.sapo.pt/

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe