Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Partilha de afectos I

por Filipa, em 07.03.16

 

Então?, estão a gostar imenso de me conhecer melhor? Não é tão giro conhecer um pouco mais quem está deste lado do ecrã, mas assim num plano sensorial-visual mais até do que num plano mais pessoal, mais físico, de quem paga para ser servido?

Eu estou a adorar, digo-vos já. Desde que optei por me dar-vos que ando sempre a disparar flash, toma, toma, toma, tudo por um pedacinho de Filipa, que eu bem sei que vocês de pelam por mim. Espero que me façam publicidade, como quem come, paga, vai à sua vida e mais tarde recomenda o repasto a um amigo esfomeado.

 

Ora nestes dias fui ao Coliseu ver os Boyce Avenue, ouvir o Alejandro cantar, nas minhas fantasias mais loucas, só para mim e ao meu ouvido. É um caso sério de amor platónico. Tenho muitos, é certo. Quase todos unilaterais e virados para o mundo da música, já se sabe que esta me toca no coração, na cabeça, no estômago, me revolve as entranhas e quando sai de mim, já o faz em forma de trauteio e sorrisos. 

Olha!, sem querer fiz uma espécie de poema, estas coisas saem-me assim do nada, em cima do joelho, que é como sei ser, um improviso, quase um acidente. Vou já concorrer a qualquer coisa com isto. Ou publicá-lo em vários blogues da especialidade, logo vejo.

 

coliseu.jpg

Vista do degrau nr.2

 

 

Pronto. A única foto que consegui tirar porque a bateria foi-se, de certeza porque eu sou como sou e porque tive um pai que foi como foi, mas tenho a certeza que vocês sentem, por osmose ou assim, que foi dos melhores concertos que fui na vida e olhem que fui a mais do que me consigo lembrar. Sentem, não sentem?

 

Em matchy-matchy com o marido, que existe, não é imaginário, como a maior parte dos meus amigos. O meu pilar. Tal como o meu pai, se não tivesse fumado até ter morrido. Sou coxa de pilares, pronto. Há quem seja coxa de neurónios, há quem seja de valores, há quem seja de noção, eu só tenho um pilar. É um pilar de metro e oitenta, nada mal, han? ;)

matchy.jpg

 A minha perna direita e a perna esquerda do meu amorrrrr enquanto bebericamos um licor de merda depois de termos caído nos braços um do outro. Sei tudo dele e ele pensa que sabe tudo de mim. Pensa.

Pobre alma.

 

 

No dia seguinte saímos de casa já tarde mas ainda apanhámos o sol, sim, nós aqui também temos sol, não é só na Malveira que ele se põe, ainda que pague para isso.

 

sol.jpg

Vista para o ar 

 

 

 

Tivémos dificuldade em escolher o carro que os nossos pais nos ofereceram porque somos incapazes de comprar os nossos próprios carros, apesar de sermos o casal dos sete ofícios.

 

cars.jpg

Vista da porta da minha casa virada para sul.

 

mas lá nos decidimos e fomos às compras que não tinhamos nada no nosso ninho de amorrrrr, cheio de mantinhas, velas e secretárias com coisas que as secretárias normalmente têm, de onde só saímos para este tipo de coisas. 

Descemos a rua

 

descer.jpg

 A minha rua à sombra

 

 

e fomos ao supermercado. Trouxémos

 

tomates.jpgtomates no ponto. Devem ser manuseados com cuidado porque senão rebentam e depois é uma grande porcaria porque limpar aquilo tudo dá trabalho por causa que deixa nódoas pois espirra por todo o lado

 

e também

 

pep.jpg

 Courgette graaaande e groooooossa, mesmo como a querida gosta.

 

 

porque gosto de recordar velhos tempos em que era paga para...errr...fazer saladas e assim.

 

 

Voltámos para casa e subimos a rua

 

subir.jpgA minha rua à sombra 

 

 

olhei pela janela da cozinha e reparei que a minha casa está rodeada de árvores, foi cá um susto!

 

arves.jpg

 Vista da janela aberta da minha cozinha

 

 

 

Fui ao jardim apanhar uns limões ao limoeiro que eu estudei muito, sei de muitas coisas, logo, sei perfeitamente de onde vêm os limões. 

 

limao.jpg

 Vista do meu jardim, quem entra do lado sul-sudoeste

 

Entretanto fiquei um bocadinho baralhada, porque eu tenho sempre muita merda coisa a ocupar-me a cabeça, muitos posts a escrever, muitos preços a rever, e olhem, pelo sim, pelo não trouxe também umas laranjas. Da laranjeira, pensavam que me apanhavam, não? O meu homem de certeza que me há-de ajudar...se o conseguir descortinar no meio de tantos... limões, isso, limões.

 

laranj.jpg

vista do meu jardim, quem entra do lado esquerdo

 

 

Apanhei alguns trevos de três folhas. Ao serão gosto de colar folhas até ter muitos de quatro. Coisas minhas que partilho neste blog feito para o efeito. Só pessoas com a minha sensibilidade e noção da realidade é que compreenderão este meu hobby. As outras que se abstenham de comentar, é que eu não lido muito bem com quem me questiona as paranóias ideias.

 

trevos.jpg

 

 

De repente sinto uma vontade e fui a um site de convívio. Afinal era só apetite por figos. Fui à figueira (porque eu sei de coisas) e reparei que alguma coisa tinha acontecido...

 

figueira.jpg

 A minha figueira de bracinhos no ar

 

Acho que a vou trocar por qualquer coisa que me seja verdadeiramente útil, do género... um cérebro, uma reputação ou vergonha na cara, logo vejo o que encontro num daqueles sites de trocas.

 

 

bee.jpeg

 A minha abelha ao sol

 

 

 

 

Passei pela minha sapa, perguntei-lhe pela mãe e pela avó e despedi-me. Adoro sapas gordas.

 

sapo.jpg

 a minha sapa ao sol

 

 

E pronto, os meus dias foram assim, agitadíssimos, sempre com o meu amor que é bastante dedicado, a trocar olhares com ele, trocamos imensos olhares, que eu faço mesmo questão que vocês saibam que eu tenho alguém do meu lado. Uma benção, o meu homem.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


37 comentários

Sem imagem de perfil

De PINK POISON a 07.03.2016 às 14:19

FINITO
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 14:38

Dizes tu, claro.
Eu cá digo que ainda agora começou.
Beijinho ;)
Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 07.03.2016 às 14:54

Vais continuar a viver em minha função? Força!
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 14:56

Não.
Vou dar-te mais motivos para dizeres que o meu pai fumou até morrer por causa da filha que tem.

Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 07.03.2016 às 15:22

Foste tu quem o disseste, agora acabaram-se os motivos ihihih
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 15:26

Então deixa-me viver em função de uma puta, é o meu sonho.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.03.2016 às 15:35

ahahahahaha! "finito" está muito boa.

Pensará acaso a petiza, que nos dá ordens, que aquela merda sobre o passado dela agora assumido publicamente ( talvez a única atitude digna que teve desde que a conheço), é o que induz uma data de gente ao vómito, a cada frase que escreve?
E então as alarvidades que escreve recorrendo-se ao mais baixo a que um ser pode descer, a que só o completamente desprovido do menor sentido de honradez e dignidade recorre, arrastando pra suas andanças peçonhentas, pessoas que são caras a outrem, e pela mais vil e denotativa falta de sequer um pentelho que seja de limites, como, por exemplo, as suas doenças ?
Está finito é mas é um caralho, é que está finito.
Pessoa, o teu problema não está no teu passado. (Aliás, há quem tenha partilhado dessa experiência, e partilhe, e é pelo menos 3 mundos maior que tu). O teu problema é que és imunda de alma, pá. És um nojo, és uma vergonha pra qualquer ser humano que atinja os
mínimos, pra ser assim chamado, e dessa merda não te livras. Essa é que é essa.


Filipa, texto supimpa. Adoro a abelha.

Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 15:47

Queres uma quando ela tiver bebés?
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.03.2016 às 15:51

Depende.
Falas muito com ela, ou por outra, ela adquiriu o feitio de sua cuidadora?
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 15:57

Falamos bastante. Da vida e assim.
Mas tenho conversas mais profícuas ca sapa.
Ui, passamos noites a dissecar cenas.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.03.2016 às 16:05

Ahhh! A sapa. Outro amor de criatura. Ora tanto está aqui, como num cruac! (ou lá que merda fazem os sapos) desaparece!
Cadinho incostantes. Mas dão um bom estudo sociólogo.
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.03.2016 às 20:04

Sociológico, não sociólogo.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.03.2016 às 20:42

Claro, toda a razão. Sociólogo é só a pessoa que faz o estudo, não vamos agora cá misturar uma coisa com a outra, que não tem nada a ver. Distraí-me. É que acabei de dar uma entervista ali para os lados de Exposende, depois pus-me aqui a disfrutar da minha casa, que daqui a nada tenho umas explicações a dar sobre como se ser bué natural, e olha, passou-me esse grande erro.
Olha lá, tu que és assim uma pessoa atenta ao detalhe, sabes dizer-me se o marido da socióloga em questão já lá foi comentar o último post dela, ou isso passou-te ao lado?
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 21:00

Calma que o pai já vai.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.03.2016 às 21:56

ahahahahah ... olha, já não é preciso, que já me disseram - umas amigas minhas, claro - que chamei por ele às 20:42 e o suposto moço apareceu às 20:59. Que fofo, que bem chamado, que amor de pessoa. Foi só o tempo de mudar de sexo num perfil e TUMBA! temos marido.

(Caray. Já o meu, que nem precisa mudar de sexo nem nada, em uma pessoa o chamando já sabe que tem que passar por pelo menos 3 etapas: ele atender o telefone, ele a perceber ao que se deve a algazarra, ele a providenciar que alguém vá a correr resolver a algazarra. Tempo mínimo 2horas, e é por ser pra mim).
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.03.2016 às 22:20

Isa, foi só um reparo. Nada mais que isso. E sim, o pinko foi lá.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.03.2016 às 22:58

"Foi lá"?
Bom. Desde que não se diga que fui eu que disse isso.
Sem imagem de perfil

De Pink Poison a 07.03.2016 às 16:04

It takes one to know another
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 16:28

Por acaso estou habilitada a comentar este tipo de conversa, porque lido, todos os dias, com pessoas menores de três anos, senão não sei o que seria.

Não, porque tu andavas ao ataque em sites manhosos e acabaste de o reconhecer no teu blog.
Penso não ser preciso ser grande socióloga para o concluir.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.03.2016 às 16:34

Ya. Porque eu tenho que ter lepra pra saber o que é um leproso.
Ou quando ouço o balir de uma cabra, posso pensar que vem aí uma cigarra, ou assim.

Outro argumento cheio de sucesso, e amplamente fundamentado pela sociologia. Claro.
Sem imagem de perfil

De Mirone a 07.03.2016 às 14:23

É para dizermos mesmo o que achámos das fotos ou temos de as gabar?
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 07.03.2016 às 15:45

Não sei isto é para levar a sério ou não...

Anyways...

Que courgetes tao pequenas, raios...
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 15:47

Ahahahahahhahahhahahahahahhaha

Nah.
Isto é para levar tudo na boa.
Imagem de perfil

De Home Survivor a 07.03.2016 às 16:32

Fiquei com pena de saber que só tens um pilar. Tadinha, uma rua tão bonita, com tantos limões, e vai-se a ver...
Tu vê lá, não arranjes nenhum problema na coluna.
Sem imagem de perfil

De S. a 07.03.2016 às 16:34

Querida Filipa, mais uma vez recorro à tua sabedoria superior para me salvar de todos os males.

Hidratante para peles oleosas. Estou aqui indecisa entre o Eclat du Jour da Clarins e o Pureness matyifying moisturizer da Shiseido. Ideias? Alternativas?

Muito obrigada!
Sem imagem de perfil

De A Mais Picante a 07.03.2016 às 16:47

"não é só na Malveira que ele se põe, ainda que pague para isso"

Isto não tem terceiros sentidos, pois não?

(as fotografias estão lindas, já agora, uma verdadeira obra de arte)
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 19:42

Naaaaaaaaa. Nada.
Sem imagem de perfil

De S. a 07.03.2016 às 16:56

Querida Filipa, mais uma vez recorro à tua sabedoria superior para me salvar de todos os males.

Hidratante para peles oleosas. Estou aqui indecisa entre o Eclat du Jour da Clarins e o Pureness matyifying moisturizer da Shiseido. Ideias? Alternativas?

Muito obrigada!
Sem imagem de perfil

De Lili a 07.03.2016 às 18:37

Acompanho o teu blog há pouco tempo e não sei o que se passou antes. Compreendo que tenhas ficado magoada com aquela afirmação sobre o teu pai, afinal, só não se sente quem não é filho de boa gente. Contudo, custa-me ver (ler) esta guerra. É que a pessoa em questão parece-me tão limitada e ridícula... Digo-te, "nunca discutas com um idiota, ele arrasta-te até ao nível dele e vence-te pela experiência". Não percas tempo com aquela alminha... Bjinho
Imagem de perfil

De Filipa a 07.03.2016 às 21:01

Não há guerra nenhuma, nada temais.
Há um post e uma criatura que achou que era para ela, vá-se lá saber porquê.
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.03.2016 às 19:03

Escaqueire-me a rir!!! Veja lá se não dizem que é post patrocinado por imobiliária: casa vista de frente, a chegar, a partir. :):):)
O que me incomoda é a escrita. Como é que é possível escrever assim? Já a vida, é dela.
Sem imagem de perfil

De nina a 07.03.2016 às 20:09

Gostei dos postes ao sol, da abelha ao sol e da sapa ao sol... caraças tanto sol :))
Também fiquei a saber que os limões vêm do limoeiro :) o que se aprende por aqui, possas pah

Comentar post


Pág. 1/2






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe