Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dúvidas Cor de Rosa

29
Mar16

Partilha de afectos IV

Filipa

Olá, pequenotes, cá estou eu, a vossa blogger preferida, nesta que é a nossa rubrica do coração.

Desculpem ter estado um pouco ausente mas infelizmente fui de novo vítima de uma árvore que se meteu mesmo à minha frente  quando ia a conduzir o Audi AAAAAA353436363 que a minha mami finalmente me ofereceu. Como somos muitos filhos, decidiu recorrer ao método mais fiável nestes casos: o um-dó-li-tá e surpresa!, calhou-me a mim. Estava tão feliz que até decidi ir aos saldos para comemorar. Tive foi que pedir autorização à mami antes, porque isto de se ser independente carece de autorização parental.

Ia muito bem a conduzir, com o meu maridão super tudo no coração, a minha tese sobre Froid no banco do pendura, no rádio a música de merda que já vos habituei a ouvir e no pé, umas sandálias muito jeitosas que troquei com uma pessoa num site de trocas -depois desenvolvo um pouco mais este tema interessantíssimo, ok?-. Troquei por um gel lubrificante de aroma a wc pato arbustos do bosque que tinha ali, a meio, dos meus tempos de...estudante de psicologia.

Lá ia eu muito bem, zinga zinga curva pá esquerda, zinga zinga, pá direita, a pensar que o pedal da esquerda é pa coiso, o do meio é páquilo e pronto, às vezes baralho-os e tenho mesmo de olhar para eles, a ver se não mudaram de sítio ou assim. Foi o que aconteceu naquele dia de saldos: quando olhei para cima, tão não é que a puta da árvore se mexeu, praí uns 2km e foi-se meter mesmo no meio da estrada fazendo com que eu fosse bater com os cornos nela?, ai pá, foi cá um susto, nem sei como estou aqui, de saúde a falar convosco. O carro ficou todo partidinho mas eu estou aqui pás curvas, zinga zinga.

Fez-me lembrar outro acidente que tive, o meu nascimento, igualmente traumatizante. Ainda hoje estou para saber como é que alguém se lembra de pôr uma árvore em plena sala de partos, aquilo foi cá uma trólitada que nem vos digo nem vos conto. O que sei é que a árvore ficou de tal maneira de esguelha que foi nessa altura que os meus pais começaram a pagar a factura de me terem concebido com amor. Até hoje. Tem sido um arreganha a carteira que nem é bom falar.

Felizmente para eles, nasceu-lhes uma filha como eu: super responsável que pede autorização pa tudo inclusive pa comer. Os meus pais sabem que a minha fraqueza é a comida, por isso sou o que sou e à comida o devo. A fraqueza deixa-me fraca e tenho de me alimentar -a pensar nisso, desta vez não quis o outro Audi 4343434433 de mami. Preferi o tractor, assim mexo-me melhor e não fico com as pregas das nalgas presas no travão de mão nem trilho os pneus da cintura quando fecho a porta- e tenho um método excelente para fazê-lo: enfardo até rebentar, depois olho para as minhas fotos antigas e mantenho viva a esperança de que um milagre me emagreça.

O que eu não entendo é como é que esse tal milagre nunca sucede, mas como agnóstica que sou, cabe-me respeitar estas coisas metafísicas que eu já tenho muita coisa que me ocupe a cabeça, como por exemplo: a atracção que exerço sobre as árvores e porque é que a Audi não lançou nenhum comunicado a informar os seus clientes que os pedais iam mudar de funções?

 

Estou bastante desiludida com isto tudo.

 

 

O poder do amor é obeso. Eu sou uma obesa...

 

70 comentários

Comentar post

Cenas cá da malta

Para consulta em caso de necessidade

Cenas da Carla

Anita

No sapo também os há

Coisas do existencial

Dos blogues

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D