Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Preciso mesmo muito de saber

por Filipa, em 10.10.16

 

quais as palavras que estou autorizada a utilizar?

 

É que não quero mesmo usar as que estão patenteadas ou as que ainda não o estando, têm direitos de autor ou ainda as que vão passando de geração em geração. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


23 comentários

Imagem de perfil

De Gaffe a 10.10.2016 às 12:20

Ah!
Não podes usar palavras que - mesmo sem saberes, - pertenceram - sublinho o verbo "pertencer" - aos avós de alguém, mesmo acreditando que são palavras usadas pelos aldeões de uma terrinha qualquer. São do domínio semântico do clã e se te atreves a usar uma delas, estás a insultar de forma grosseira a família actual.




... e. és "uma puta". Convém reter.  
... e dormes como o SAPO. (esta nuance é um verdadeiro deslumbre!)
:))) 
Imagem de perfil

De Filipa a 10.10.2016 às 12:36

Óbvio. 
Sempre puta, isso é ponto assente. Faças o que fizeres, tens de ter esse facto sempre em mente.


E essas palavras, estão onde para as riscar do meu dicionário que é tão singelo e branquinho?
Imagem de perfil

De Filipa a 10.10.2016 às 12:37

E folgo em saber que o meu blog é de leitora obrigatória.
Há quem não passe sem cá passar a ver as modas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 10.10.2016 às 12:59

Admito que sou assídua. 
Pensei usar um periscópio para que tu não percebesses, mas desisti. Sou um pássaro livre, um pardal solto, uma ave do paraíso que pousa onde pousar não borra nada. 
Sem imagem de perfil

De Isa a 10.10.2016 às 13:31

Convém, no entanto, esclarecer, que, por outro lado,   seria de muito bom tom não andarmos em visionamentos a  blogs alheios, por causa cá de coisas. De fragilidades, inseguranças e remoinhos outros, de cariz assim mais pró estranho. 
Os níveis de insanidade tocam o absurdo, até para o insano mais insano. É realmente atroz a percepção da falta de tudo de determinados índios, aquela em particular. Uma pessoa que admite ter entrado em quezílias, achando que as que em curso lhes eram dirigidas, como se o mundo girasse em volta daquele umbigo gordo, e  insulta, alarvemente, todos os que se lhe atravessam o caminho - nomeadamente, e no caso, quem lhe é nitidamente maior - por ódios tão tristemente assumidos, não se  inibindo de os gritar, agarrando-se a pequenezas tão ridículas, que uma gaja até sente dores no peito, de ler as merdas que aquela mente entende como  "argumento". Há um header que não tem um "r" feito em condições, por exemplo. 


Uma Maria Pasmada que expõe invenções demoníacas, fruto das teorias de conspiração  lá daquela cabeça das trevas, e afirma, e garante, e denigre, e ameaça, e patenteia palavras e expressões, como se tivessem sido feitas numa qualquer fábrica do caralho que a foda, para uso exclusivo de sua excelência.  De uma violência  verbal mascarada de "legitima-defesa" verdadeiramente surreal, para quem, volta e meia, puxa da cartada de como uma mulher se deve portar,e  se sente no direito de dizer o que faz e acontece, caso isto ou aquilo não corra como ela,  a demente, decide que tem que correr. 
Imagem de perfil

De Gaffe a 10.10.2016 às 13:52

Só lamento que não vejas, mas estou de pé a aplaudir. 
Imagem de perfil

De Filipa a 10.10.2016 às 14:07

Epá, que visão nojenta: umbigo gordo.


Aposto que cheio de cotão.
Imagem de perfil

De Gaffe a 10.10.2016 às 12:55

tens de ir por tentativas. 
Se calcares uma, logo sabes pelo banzé e pelo chiqueiro que provocas. 
Imagem de perfil

De Quarentona a 10.10.2016 às 13:44

As que não podes usar, não faço a mínima, mas podes usar e abusar do "foda-se" e "caralho" que eu autorizo-te ;))))
Imagem de perfil

De Filipa a 10.10.2016 às 15:06

Tens a certeza de que essas palavras não são dos avós ou assim de ninguém? 
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 10.10.2016 às 18:25

São pois!
São do   clã do avô do Boda ! 
: ))))))
(desculpem meter - me na conversa mas não resisti)


Podes e deves usar expressões daquelas do piorio que as enojadas de merda fingem que não gostam mas depois até se pelam para as vir aqui ler.  
Deves utilizar toda e qualquer expressão que te passe nessa real mona porque o blog é teu , ó caralho , e porque fazem parte do teu ADN .
Eu ,assumidamente, adoro quando as empregas e só lamento que de vez em quando baixe em ti uma espécie de censura e tentes deixar de as usar. Não faças isso . É contra natura e dá uma azia do caralho. Vai por mim que sei do que falo pois sou obrigada a conter  - me horas a fio . Deve ser por isso que sofro do estômago. 
;)
Sem imagem de perfil

De Troll a 10.10.2016 às 13:49

Lamento informar mas todas as palavras deste post foram/são usadas por mim e pelos meus antepassados desde tempos imemoriais, por isso é bom que te retractes antes que faça queixa.
Imagem de perfil

De Filipa a 10.10.2016 às 14:06

Mê Dês, Mê Dês. 
E agora??
Imagem de perfil

De Psicogata a 10.10.2016 às 15:04

Image
E não uses os termos carinhosos que ela usa, tudo menos isso, porque isso é sacrilégio.
Nem nomes próprios, que de próprios só têm o adjectivo porque são livres de ser usados por quem bem entender, mas pelos vistos há quem os reclame para si.
As justificações são insanas, especialmente quando usa comportamentos e expressões que critica nos outros para atacar que ela diz ser uma defesa.
Já me cruzei com diversas personagens no blog, mas essa sem dúvida bate todas as outras aos pontos.
Imagem de perfil

De Filipa a 10.10.2016 às 15:05

Eu mantenho-me dividida: adoro todas as minhas maluquinhas.
Imagem de perfil

De Psicogata a 10.10.2016 às 15:15

:) Todas são especiais, mas essa para mim ultrapassou todos os limites, refiro-me claro às interações no meu blog, já aqui desconfio que a decisão não seja tão linear, uma vez, que há maluquinhas de estimação para todos os gostos.
Imagem de perfil

De Corvo a 10.10.2016 às 15:31

Gritos, birras e qualquer tipo de obstinação não são próprios de uma senhora *
(*) "A noiva Despida," que aconselho vivamente a sua leitura.
Por outro lado: Não há fúria maior no Inferno do que o não reconhecimento do mundo à importância que a inferioridade se outorga ter.
Para essas pessoas, tudo conspira  para as suas infelicidades e em todas as palavras ditas, frases trocadas dos outros nada mais vêm do que a diatribe deliberadamente lançada para as ferir.
Sem imagem de perfil

De Easy a 10.10.2016 às 15:59

Estou pasmada!! ops, posso escrever pasmada?
Ou só a Maria tem direito a pasmar-se?

É deplorável (mais uma com direito de autor) os textos que leio, escritos por gente sem vida, com mentes distorcidas, a espumarem barbaridades, doentes mentalmente.

Eu acho que devia existir uma policia para blogs, com multas bem pesadas.
Sem imagem de perfil

De Mena Almeida a 10.10.2016 às 21:13

Podes dizer quase todas, menos: c@.... Pu....... c@b..... fo....... 




Por agora n lembro mais 
Imagem de perfil

De Filipa a 10.10.2016 às 21:16

E menos, porquê?
Não me digas que são tuas?!
Sem imagem de perfil

De Mena Almeida a 10.10.2016 às 22:56

Claro. .. fui eu que as escrevi, logo, são minhas!!! 
Sem imagem de perfil

De charlie a 11.10.2016 às 10:47

As palavras não sei... Mas as vírgulas... Ah as vírgulas... Parece que estão em saldo!
Imagem de perfil

De Filipa a 11.10.2016 às 10:48

ahahahahhahahahaha!

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe