Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Ontem vi este blog nos destaques do sapo e achei que devia esclarecer que a palavra passar-mos está correctamente escrita. Trata-se apenas da conjugação pronominal da segunda pessoa do singular do imperativo do verbo passar e de alguém com muita vontade de fazer figuras tristes, como se mais fosse possível.

Se ao menos todos tivessem, como eu, uma amiga explicadora...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


24 comentários

Sem imagem de perfil

De Severina a 24.08.2016 às 09:11

Começar um bolo é  o mais fácil que há . 
Eu tbm dou mtos erros não estudei o suficiente  mas ao menos não tenho um blogue !!
Sem imagem de perfil

De InÊs a 24.08.2016 às 09:53

Deve ser mais ou menos como a outra do quarto Kleen
é kleen  e não clean


A razão prende-se com o facto de não estar terminado em termos de decoração, ou em linguagem mais simples, há marcas que ainda não responderam, não ofereceram e ela, a sra kleen, terá de insistir no cravanço que ainda não foram dados como terminados, ainda faltam pedinchar mais uns quantos trainecos para ficar clean e deixar então de ser kleen...



O quarto das c's é kleen mas brevemente passará a clean
Sem imagem de perfil

De Entre os meus dias a 24.08.2016 às 10:41

Por acaso gostei deste primeiro post, bastante criativo.
Sem imagem de perfil

De Isa a 24.08.2016 às 10:52

Não percebo nada de como se processam os destaques na Sapo, não compreendo como é que um blog acabado de abrir e com meia dúzia de comentários é destaque, e tenho pra mim que aquilo é uma panelinha que vai lá vai. O que não invalida a contínua postura de sem noção dessa senhora. 
Não entendo porque pura e simplesmente não muda de plataforma, ao invés daquele desenrolar de acusações, estendal de ip's e queixas de perseguições, de procurar erros, existentes ou não, a quem acabou de chegar, quando o problema dela é com quem destaca e não com o destacado. 


Também não compreendo como caraças é que se sabe que um blog existe e sobre o que é, se não o visitarmos - pareceu-me admoestada pelas visitas - e pergunto a deus nosso senhor, porque caralho pôs ele tanto doido no mundo. 


15 livros pra vender. 15. E ela naquilo. Socorro.   
Imagem de perfil

De Filipa a 24.08.2016 às 11:00

Felizmente que a senhora é selectiva e de extremo bom gosto e por isso não vem cá ao chiqueiro ler o que escreveste.
Que deselegante!
Sem imagem de perfil

De Isa a 24.08.2016 às 11:07

Não senhores, qué lá isso! Ela  é uma pessoa cheia de brio e lalala, não põe aqui os pés, nem comenta. Nem aqui nem ao meu blog (aquele espaço tã lindo, cheio de cachos doirados e fitinhas de seda nos cabelos, permite-me o auto-cumprimento). 
Não. A madame não vai. Manda ir o anónimo.  
Imagem de perfil

De Filipa a 24.08.2016 às 11:33

Alguém tem de fazer o trabalho sujo, né?
Sem imagem de perfil

De Isa a 24.08.2016 às 11:47

Não é "sujo" que se diz, em se tratando dela(s). 
Isso é prós outros. No caso dela(s), é trabalho de "intervenção". 
Muito à frente.  


Tão à frente, que nem mesmo ela(s)  acompanha(m) o conceito. Escorrega-se-lhe(s) das manitas. 
Sem imagem de perfil

De fã nº2 da Pipinha (ansiosa para ser nº1) a 24.08.2016 às 14:06

Li mamitas! Mas depois reli e vi que não.  É pena.
Sem imagem de perfil

De Ó Isa ... a 24.08.2016 às 13:20

Tão atenta que tu és e não percebeste que as "editoras" dos 15 publicam toda a patranha que lhes seja paga?!
Há uns revisores em todas elas que dão sentido aquilo. O que lhe calhou já deve ter dado entrada no Magalhães Lemos. Coitadito.
Imagem de perfil

De Psicogata a 24.08.2016 às 12:00

Espaço vitalício no top das personagens mais risíveis do sapo.
Perdeu mais uma excelente oportunidade de estar "calada".
Sem imagem de perfil

De Ó Filipa a 24.08.2016 às 13:15

Tu achas mesmo que vale a pena estes dados gramaticais atirados a uma mulher que entra em "estase" e que sabe que "detestas-o"?!
Sem imagem de perfil

De Pinka Gina dos Prazeres e Morais a 24.08.2016 às 13:22

Eu já vos disse mas ninguém me quer acreditar e agora têm aí a prova.
Essa Negativa é completamente desaparafusada da tola. Foi logo publicar um post a criticar a blogger nova e depois queixa-se que é a ela que andam a perseguir.
É caso a merecer tratamento psiquiátrico. Vamos todas rezar-lhe pela saúde mental
Imagem de perfil

De Corvo a 24.08.2016 às 13:47

Ça alors!
Image
Sem imagem de perfil

De Celia Abreu a 24.08.2016 às 15:01

..."Trata-se apenas da conjugação pronominal da segunda pessoa do singular do imperativo do verbo passar": não está correto.
 O sujeito da forma verbal "podem passar-mos" é claramente a terceira pessoa do plural - eles ( os pais). A forma verbal não está no imperativo porque não traduz, como é facilmente compreensível, uma ordem, um pedido ou um conselho, está no presente do indicativo e o verbo principal passar está conjugado pronominalmente com o auxiliar modal poder ( ter capacidade para...).
Não veja, por favor, petulância no meu reparo, apenas quis emendar algo que, pelos vistos, era já uma explicação sobre aquilo que alguém considerou ser erradamente um erro.
Se preferir, não publique o meu texto, mas seria bom que revisse o seu, e, em caso de dúvida, consulte alguém seu conhecido que domine o assunto.
Boa tarde.
Imagem de perfil

De Filipa a 24.08.2016 às 17:44

Olá, Célia.
Eu publico tudo, menos quando me fazem virar a boneca.


Não preciso de consultar ninguém nem de rever o meu erro, até porque não existe nenhum erro meu.


Eu não citei a frase. Citei a palavra que também foi retirada do contexto com o claro intuito de humilhar quem assim a tinha decidido escrever.
Passar-mos.

Apenas e só. Tudo o que lhe acrescentem, são assunções vossas e nesse caso, apenas posso ler e encolher os ombros.
Se lhe querem juntar o que vos apetecer -ou até mesmo contextualizá-lo no originalmente postado- não me venham cá com explicações de português que essa merda enerva-me.
O objectivo não era dar nenhuma aula -sou a última pessoa na bloga que o fará a preceito- mas sim mostrar que choram-se com as putas das perseguições, mas até às gralhas se agarram quando é para as fazerem às outras.
Desta forma, agradeço o reparo e o trabalho que teve, apesar de os considerar desnecessários. 
Boa tarde.
Sem imagem de perfil

De Celia Abreup a 24.08.2016 às 19:41

Peço-lhe desculpa, sobretudo por me imiscuir onde não devia. Tem toda a razão. Ressalvo, no entanto, alguns aspetos:
1. Não quis dar nenhuma aula de português, nem pretensão disso tive, acredite;
2. Não percebo porque me mete num grupo que lhe faz nem sei o quê;
3. Não havia necessidade de usar certa linguagem, mas, e uma vez mais concordo, está na sua casa onde o nível é a menina quem escolhe;
4. Nunca persegui ninguém, não faço a mais pálida ideia da sua idade, estado, profissão, zona geográfica e nem faço questão de saber, logo, nada me move contra si. E agora nem a favor;
5. Finalmente, eu mereço todo o seu discurso onde me inclui numa espécie de bandoleiras da net, embora eu me sinta um pouco à toa, fora da caixa...e até sorrio porque estar quase à beirinha dos 64 anos -uma vovó babada- e levar com isto, é caso para animar um serão!
Menina, reitero o meu pedido de desculpas, apesar da autenticidade do meu reparo.
Nem tudo o que parece é e viver sob permanente tensão e desconfiança deve ser uma canseira.
Tudo de bom para si e família.
Imagem de perfil

De Filipa a 24.08.2016 às 21:09

Isto cansa-me.
A sério.
São coisas destas que me fazem pensar se não andarei a  responder mais do que o que devia.


Vamos lá, por pontos como prefere:


1. Apontou-me um erro e aconselhou-me a consultar especialista na matéria. Expliquei-lhe porque não precisava.
2. Não a meti em grupo nenhum. Nunca a vi, nunca falamos, maneiras qe  não percebo mesmo as suas interpretações.
3. Não percebe a minha linguagem. Compreendo e aceito. Porém é um problema seu e tem duas  hipóteses: ou lida com ele ou passa à frente.
4. Mais uma vez, não percebo as suas interpretações. Eu disse que me perseguia? Se sim, onde?
5. Tenho 42 e  também adoro serões animados. Só não sou avó. Ainda.
Ninguém está tensa nem desconfiada limitei-me a dar-lhe a  respposta mais adequada à situação provocada por si.


Fique bem.
Sem imagem de perfil

De Troll a 24.08.2016 às 21:26

Porra! E os ideiais ninguém fala neles. Há uma certa razão na coisa.
Imagem de perfil

De Filipa a 24.08.2016 às 21:27

AHAHAHAHAHAHHAAHHAHHAHHAHAHA!!
Sem imagem de perfil

De Isa a 24.08.2016 às 22:08

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

Comentar post


Pág. 1/2






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe