Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #15

Dezembro 03, 2016

Filipa

Filipa dá uma volta ao sapo e coiso #6

Setembro 12, 2016

Filipa

"(...) Um, a liderar o top, está o "Ondas (In)Perfeitas" da Tresemmé (...) De entre todos os que usei, este é, sem dúvida, o melhor. Claro que o preço é um pouco puxado, mas lá vou conseguindo encontrar boas promoções nos momentos que o meu cabelo grita por Tresemmé"

 

O link está acima porque a blogger ainda nos fala de outro óptimo produto -o não sei quê da Fructis cujo preço deve ser igualmente puxado- e vocês podem querer aproveitar estas dicas bem boas.

Agradecem-me depois, deixem lá isso.

 

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #13

Abril 16, 2016

Filipa

Olá, pequerruchos.

Mortinhos de saudades desta rubrica que vos esbugalha os olhinhos até dizer chega? Enlouquecidos pela prolongada privação da melhor rubrica aqui do tasco, certo? Doidos e aparvalhados, sem saberem o que fazer com os vossos dias, derivado da ausência dos links que aqui espeto para vosso/nosso deleite, verdade? Podem pôr de parte os vossos planos suicidas, porque a vossa idolatrada deusa das descobertas internauticas está de volta e foda-se, como é bom estar de volta!!

Ora, tudo começou ontem, estava eu muito descansadinha a fazer uma merda qualquer, quando reparo que alguém tinha feito um link aqui para o blog -os senhores do sapo fazem a delicadeza de avisar, quando um blog desta plataforma faz um link para o nosso coiso. Gente do blogspot: iiiiinchem!

Quando vi o post sorri. Imediatamente reconheci o blog, pensei de mim para comigo: esta quer conversa.

Achei muito bem que eu também sou pessoa dada ao social e ao convívio, e vai daí fui ver o que é que  ela queria.

E ela queria fruta. Aquilo entusiasmou-me de tal forma que me levou a querer ver mais merda escrita criativa e vai daí que num tirinho cheguei aqui:

 

Na casa velha tomava banho e ao fim de um dia o meu cabelo parecia uma fábrica azeite (...) Só para terem noção que a qualidade da água é tão boa que eu tenho problemas de pele (eczema) e depois de tomar banho ficava bem mas ao final de dois dias começava a coçar-me toda! Agora não há comichão em lado nenhum... nem braços, nem pernas em nada! " 

 

E pronto, tudo está bem quando acaba bem, com uma simples mudança de casa esta blogger não só resolveu a questão do cão que a andava ali a moer-lhe as preocupações, como também resolveu um problema de saúde: nesta casa nova pode estar sem tomar banho os dias que quiser que não há cá comichões para ninguém.

Gosto quando a bloga me põe ao corrente destes pequenos quês.

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #12

Março 01, 2016

Filipa

 

Aposto que estavam cheiinhos de saudade desta rubrica, eu estava, sou sincera.
Não é que exista falta de material para a compor, sucede que ando assoberbada de afazeres com isto dO Concurso e às vezes tenho também de trabalhar.

Ah, e às vezes de alimentar os miúdos e assim.

No entanto, bastou-me recorrer à base de dados da imaginação dos senhores do Sapo, na categoria dos "destaques" e dou com isto:

 

"Quando colocamos anuncio para adopção da nossa cadelita que se encontra connosco há 2 anos e de repente surge uma mensagem no ecrã de alguém que nos diz querer adoptar. (...) Dói tanto... o coração fica apertadinho, afinal ela é como uma filhota (...) Para quem por norma não segue este blog, os motivos são de saúde desse pequeno que está na foto!"

 

Já se sabe que para mim cães são cães, que não há a mínima possibilidade de os comparar a membros da família, são bem tratados, mimados e tudo e tudo, mas cada macaco no seu galho, são companheiros, são animais, merecem-me respeito, merecem respeito. Não me vou alongar que até já a mim própria me chateio ao justificar aquilo que deveria ser o senso comum.

E começo a ler os comentários e a minha esperança nas pessoas, na coerência nos actos, palavras e pensamentos esmorece, e este é apenas mais um dia em que a minha fé na humanidade vai a escorregar devagarinho, com algum sofrimento e angústia, até à valeta mais próxima de mim e quando lá chega se mistura com o inconformismo que me caracteriza e vão juntos, esgoto abaixo.

 

"Eu gostaria muito que nos fosse possível ficar com ela, mas acabamos de descobrir que o nosso filho mais novo tem problemas de pulmões (bronquios) e alergias ao pêlo dos animais."

"Não há problema algum em darem opinião aceito-os a todos! Mas só nós é que realmente sabemos o que passamos, com um filho com bronquites agudas semana sim semana não! A aflição de correr para o hospital e ouvir o médico dizer que ele está a um passo de uma pneumonia! Por isso decidimos mudar de casa, esta é muito húmida e cheia de bolores e fungos nas paredes."

"O maior problema não é o pelo porque isso até agora nem tem causado muitos problemas ao pequeno. O nosso maior problema é a casa cheia de humidades e bolores! 
O que me fez pedir adopção para a cadela por causa do proprietario é que neste momento financeiramente estamos assim em modo muito apertados e só o facto da pessoa em questão nos deixar ficar lá sem pagar renda para nós já é uma mais valia!"

 

É um dia triste, este e espero, honestamente, que esta cadelinha encontre uma nova dona que a mereça.

 

 

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #11

Dezembro 29, 2015

Filipa

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #10

Dezembro 17, 2015

Filipa

 

Ontem descobri um blog novo e fui dar uma vista de olhos, a ver.

 

Logo no primeiro post WOW, um sérum para pele acneica de origem caseira??

Não posso!! Não Creio!! Como é que eu não sabia disto??

 

Vou ao post que originou esta partilha e:

 

"Juntas o óleo à manteiga (não é óleo fula nem manteiga Mimosa, está descansada), espetas aquilo no micro-ondas, juntas os óleos essênciais, metes no pote e está feito!"

 

E pronto, mãos à obra, qual Lidl, qual quê?

 

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #9

Novembro 12, 2015

Filipa

*(...)Eu conheço o blogue dela, mas confesso que não sou a maior fã (...) 

 

**"Não a sabia perita em maquilhagem"

 

Estou magoada, sabem?

Foi como uma garfada nas costas, um pontapé nos tomates, caso tivesse nascido com um par deles, uma chapada no focinho, uma cabeçada na cana do nariz, um soco na boca, uma paralítica na coxa, uma amona que ultrapassa os limites do pânico, uma canelada com uma botas ortopédicas, acho que já deu para perceber, que leio os comentários de alguém que frequenta este blogue e que até era alguém por quem eu sentia alguma estima:

 

"(...)Olha, vou-te recomendar o blog Dúvidas Cor de Rosa da Filipa Brás. A tipa é bruta que nem um comboio desgovernado mas sabe a rodos da cena. Dá imensas dicas, todas boas. E acho que por mail também te pode ajudar. Mas não garanto atenção... :)" (*sugestão que origina a primeira frase da minha não-fã)

 

Há mais. A maldade humana não tem, de facto, limites:

 

"Ela é bruta que nem um camião TIR mas dá boas ideias... Não é para se gostar dela. É mesmo para aprender..." (**frase que origina a segunda frase da minha não-fã)

 

Não sei se estão bem a ver a dimensão da gravidade da situação, nem eu estou a ver forma de recuperar disto.

Por um lado, descubro que existe alguém, uma pessoa com sentimentos, de carne e osso, uma blogger que não é minha fã e que não me dá a mínima hipótese de me redimir, fazendo o que estivesse ao meu alcance, qualquer coisa, just name it, para que começasse a olhar para mim com outro olhos e assim, juntinhas, fazíamos desabrochar um intercambio gostoso de comentários fofos e selinhos amorosos. Reparem que a criatura nem sequer me sabia "perita em maquilhagem", ora foda-se!, afinal tanto trabalho para este não reconhecimento todo? Esta blogger está, claramente descontente comigo e eu perdida, sem um sinal, um alerta que me guie pelo nevoeiro deste desprezo todo.

Por outro, descubro que um leitor -sim, é um homem, vis traidores, quem é que se lembrou de os inventar, por Pan?- não só acha que não passo de uma besta quadrada capaz de trucidar quem se me atravesse os humores, como me considera burra que nem um tijolo de seis, ao ponto de achar que este blog serve para dar conselhos de borla a qualquer uma.

Portanto, não há problema em não se gostar de uma blogger mas, aparentemente, podemos usá-la em nosso próprio proveito, não é lindo?

 

Esta blogoesfera anda linda. Ai anda, anda.

 

 

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #8

Novembro 03, 2015

Filipa

(...)Fecho os olhos várias vezes ao dia e tento imaginar-te ainda mais pançudolas a olhar para mim com os teus olhos dourados muito abertos a dizer extá tudo bem mãe, com a voz de bebé que imaginámos teres(...)

(...)Por isso tenho de deixar o coração desencostar-se das costas e reconstruir-se. Nunca me custou tanto perder alguém como me custa ter-te perdido. Porque foi inesperado. Porque te obriguei a prometer que ficavas comigo até aos 20. Porque sou eu a tua mãe Benny. Não de barriga. De coração todo. Porque sou a tua mãe, leãozinho. À tua espera sempre, neste tempo, nesta vida e em todas,

Mãe

P.S. O Manuel saiu das nossas vidas. Foi ele que te deixou fugir, apesar de o ter avisado até à exaustão. Não consegui perdoá-lo. Tentei, mas não consegui. Mesmo que só tenha a tua mantinha e a tua taça azul, és biliões de vezes mais importante do que qualquer namorado. Filho é bocado de nós e é para sempre. Homem é bicho que passa, e só fica se a gente quiser. E eu não quis. Hoje vou tirar a tua caixinha da casa de banho. Mas guardá-la, preciosa, se voltares."

 

Carta de uma blogger ao seu filho, Benny, após este ter fugido.

Eu também já tive um filho que o meu gajo deixou morrer. A situação foi um pouco mais grave mas, vejo hoje, que não estou sozinha neste sofrimento que é não termos um filho querido a dormir em conchinha connosco. O meu era o Pé de Meia. Um pé de coentro lindo de morrer. Avisei-o tantas vezes para ter cuidado ao atravessarem a estrada...

Depois de ler este relato tão comovente, tomei uma decisão: o meu gajo vai sair da minha vida. Um pé de coentro é um pé de coentro, caramba!, que merda é esta?!

Se me estás a ler, um beijinho da mãe, Pé.

 

Leio por aí coisas destas e esbugalho bué os olhos #7

Outubro 28, 2015

Filipa

"Falares em não comer plantas pq estas tb sofrem aí já acho que seja entrar em fundamentalismos. Primeiro pq o animais q tu comes, alimentam-se de plantas. E segundo, porque apesar de serem seres vivos, lindos e também respeitáveis, como toda a natureza, não têm olhos, filhos… Não podemos de todo comparar um alho francês a uma vaca."

"Olá Isabel :) é verdade! Uso sim, tenho imensas coisas em pele. Não pêlo… Mas pele"

 

Estava aqui um bocado sem nada para fazer, fui dar uma volta à blogoesfera e em boa hora o fiz, fiquei logo com outra disposição.

Este post em questão visa explicar o porquê da blogger ser vegetariana, coisa que percebi logo: a blogger não come carne porque não suporta as condições em que os animais vivem, nem como são tratados desde que nascem até chegarem aos pratos de quem come carne todos os dias -não, não fala dos peixinhos- mas não dispensa as imensas coisas que tem em pele. Atenção, em pele, em pêlo é que não, Deus nos livre.

Alguém foi lá defender as pobres plantas, coitadinhas. Alto lá, as plantas não contam, que é lá isso? Que vem a ser isto de comparar um mero alho francês , essa coisa sem jeito nenhum, essa planta inútil, a uma Vaca, ambos seres vivos lindos mas que claramente estão em patamares distintos? Não pode, pois claro que não.

Primeiro porque os animais alimentam-se de plantas -tal como nós nos alimentamos de carne...?- e depois porque são lindas, cheirosas, coloridas, mas...-cabrão do "mas", que estraga sempre tudo, até literatura florida, raisparta o "mas"- não têm olhinhos e se não têm olhinhos, não contam, paciência. Só contam as plantas com olhinhos, essas é que não podem ser comidas pelos animais que também não podem ser comidos pelas pessoas más -que devem ter olhinhos e filhos, senão também correm riscos-, mas só se também tiverem olhinhos e crias. Senão, já eram.

Bifes.

Porra, que agora até fiquei zonza. Tão zonza que me ia esquecendo de dizer que a Maybelline, maquilhagem amplamente difundida pela blogger, testa os seus produtos não nas plantinhas zarolhas e estéreis, não nas pessoas, mas nos animais.

Shiuuu. Agora calem-se.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D