Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

27
Mai15

Calma que não me esqueci

Filipa

 de vos falar disto:

 

cristina2.jpg

Não li a revista, lamento, mas a máscara, o núcleo deste post, não faz, nem de perto muito menos de longe, juz ao nome escolhido.

No fim de um mês de utilização praticamente diária, fico feliz por constatar que não, isto não é melhor do que sexo, más experiências à parte. Isto é só uma máscara com um nome giro, cuja utilização inicial nos espanta por ser demasiado liquida e por não conferir nenhum efeito especial. À medida que a vamos utilizando, vai espessando e passa a espantar-nos por se apresentar demasiado espessa para a conseguirmos trabalhar e por não conferir nenhum efeito especial.

O único ponto positivo neste produto é a sua constância; do início da sua utilização até ao final, não espanta, não deslumbra, não nos deixa sem palavras, não nos dá vontade de a usar e torna-se um suplício terminá-la.

Pobre vida sexual, a de quem baptizou esta máscara de pestanas.

09
Fev15

Filipa recomenda... só que não #4

Filipa
Dior, então...?
 
Tenho um carinho especial pela marca, confesso. De tal forma que quando sei que algo de novo sai, lá vou eu ver, sendo que por "ver" devem entender "gastar para cima de uma pipa de massa". Com a colecção Spring/Summer 2015 nasceu um produto que me deixou curiosa pela sua aparente praticidade e ao mesmo tempo de pé atrás, devido à sua praticidade. Confusas? É normal, eu também fiquei. Eu explico. Curiosa porque sou pessoa assoberbada de afazeres importantíssimos e não tenho muito tempo para perder com maquilhagens elaboradas que requeiram muitos tarecos. Sou, portanto militante de tudo quanto facilite o processo maquilhativo e este gajo piscou-me o olho e disse-me para o seguir. De pé atrás porque não acredito que um produto multifacetado cumpra, em todas as suas vertentes, o que promete e em grau de excelência aceitável para os meus critérios. Meu Deus, ser mulher dá-me cabo da cabeça, não podemos só ficar tremendamente agradecidas por existir alguém que se lembra de nos facilitar a vida?, fica a questão no ar, alguém a agarre e trate dela.
Vamos para já conhecer o bicho e depois logo se vê onde a prosa nos leva:
 
Cheek & Lip Glow- Gel
 
 
A foto é daqui que as minhas, enfim...
 
É portanto, um gel para lábios e bochechas cujo pronto intuito é o de os brindar com um ar saudável e rosadinho. Ar de quem esteve numa esplanada ali no Estoril, em boa companhia e a deixar-se esbofetear pela brisa, e sai de lá com um ligeiro tom rosado, mas sem lá ter estado, se é que me entendem. Primeiramente deixa-nos um fresquinho nos lábios. Tudo bem, aprecio fresquinho, só que este é um fresquinho parvo, sem sentido, despropositado, chega até a ser incomodativo, tipo certas bloggers; existem,  a pessoa sabe que têm de existir, mas no fundo não percebemos muito bem o porquê. Mistérios da vida, há que seguir em frente. Felizmente a sensação é passageira e o facto da sua textura ser em gel, é rapidamente absorvida pela pele, nada de brilho, inútil portanto. No final da aplicação, fica-se com uns lábios em tom rosado, secos e mortiços e é só. Zero hidratação, zero conforto, ninguém percebe porque faz frio, é amargo e fica-se a olhar para aquilo ainda um bom bocado, à espera que a qualquer momento aconteça alguma coisa, qualquer coisa surpreendente que nos avassale a alma e o corpo, mas não, é só mesmo isto.
Se o produto na zona labial não funciona, imagine-se a trolice que é colocar isto numas maçãs do rosto perfeitamente maquilhadas. Sendo que o blush é item para ser colocado após o pó e este objecto inanimado é de textura liquida, ainda estava com o aplicador a caminho das bochechas e já estava a imaginar a tragédia de resultado. Para começar e como não lhe conhecia as manias, coloquei uma quantidade pequenina e a única coisa que vi foi a base e o pó que tinha acabado de colocar, a irem-se, a dizerem-me adeus enquanto se riam da minha ingenuidade. E colocava mais e a base a ir-se, o pó a ir-se e a cor prometida viste-ze-a? Nem eu. Quando baixei os braços, quando me rendi às evidências de que há alturas na vida em que mais vale estar quieta, fiquei com o sítio onde estava a colocar o produto, sem maquilhagem alguma. Portanto, fiquem sabendo que o santo graal da praticidade, da naturalidade e do frescor, como batom barra blush barra what the fuck is this?, é um autêntico flop, mas como desmaquilhante, upa, upa, temos menino.
 

Links

Para consulta em caso de necessidade

Comentários recentes

  • Pequeno caso sério

    Deixa lá que esta que te escreve já tratou disso e...

  • Anónimo

    Mas não censuras? Aliás a mãe e o pai.E n me refir...

  • Filipa

    Ando numa de zen e de não me enervar e de mantras ...

  • Quarentona

    Ó pá, não te acanhes!

  • Filipa

    Acho que baralhei tudo.Na primeira foto foi em Ber...