Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dúvidas Cor de Rosa

Um blog extremamente fofinho e quase sempre zen.

12
Jun17

Vá, larguem lá tudo o que estão a fazer e vinde mas é cá dizer que sou mesmo a maior e que nunca viram ninguém assim tão magnífico como eu quando me dá para falar sobre cosmética

Filipa

Lembram-se que vos disse que estava in love com dois produtos da Esthederm, marca que nunca tinha sequer ouvido falar mas que muito me estava a surpreender? Pois bem, optei por dois produtos e hoje é um deles que me traz aqui. Este:

 

edermagua.jpg

 

 

Deixem-me primeiro falar-vos do conceito da marca que eu não tenho uma Filipa Brás que me oriente nem vendedoras de jeito que me guiem. Se quero conhecer alguma coisa mais a fundo, tenho de pesquisar, fuçar, fazer-me à vida.

A Esthederm é uma marca relativamente recente no canal farmácia. Até há dois anos atrás era exclusiva de gabinetes de estética e em boa hora decidiu desbravar novos matos que esta marca, vão por mim que nunca vos enganei, ainda vai dar cartas.

A marca inspira-se na biologia da pele e reproduz e imita os seus mecanismos originais. Ou seja, utiliza a ciência -mimetismo biológico- para formular produtos que actuam em simbiose com a pele e sempre que possível, são usados ingredientes naturalmente existentes nela ou que a mimetizam.

No caso deste produto em particular, decidiu inspirar-se na água naturalmente presente na pele e daí a lançar esta jóia da coroa foi um tirinho. Reparem que não falamos de água termal -coisinha mais batida que a bengala de um cego- nem em água mineral ou desmineralizada. Falamos de água celular, vector perfeito de eficácia para os diferentes componentes activos e na qual a célula vive tal como no seu ambiente original.

Temos, portanto um super-produto, com diferentes utilizações, qual delas a melhor. Energiza, revitaliza, optimiza o metabolismo celular, permite a receptividade dos outros produtos de tratamento, hidrata, desperta, refresca, acalma, fixa a maquilhagem, mega boost de energia ao longo do dia e bendita a hora que me lembrei de enfiar a minha no frigorifico, há lá coisa melhor do que borrifar o rosto com uma água deste gabarito e ainda por cima fresquinha? O preço é outra agradável surpresa, acessível até para quem é um mero auxiliar de roupa e lar.

Sou ou não sou mesmo boa a falar de cosmética/dermocosmética/pele/cuidados de rosto/e mais qualquer coisa que de certeza que me está a escapar? Dou ou não dou cartas nesta merda? Falo ou não falo nisto com a mesma destreza de quem faz balões de pastilha elástica? Pareço ou não pareço uma profissional na área?   Dá a ideia ou não dá a ideia de que vendo tudo e às paletes?

Agora ide lá pensar e depois cheguem-se com respostas. Não sobre a eficácia do produto, que essa está mais que vista, mas sobre a minha influência nas vossas vontades, a minha sapiência, inteligência, jeito e etc, etc.

Vá, estou à espera.

20
Mar17

A leitora pede, a leitora tem I

Filipa

"Bom dia Filipa,

 
Desculpe incomodá-la mas a Filipa é capaz de ser a única pessoa a conseguir ajudar-me com o meu problema de pele!
Sempre que aplico a base fico com a zona do nariz e parte das bochechas (creio  que se chama zona T...?) como que a escamar - aquela aparência de que a zona está muito seca e absorve a base, tal como acontece com um creme. Ora isto acontece mesmo no dia a seguiu a ter feito esfoliante e máscara... Já experimentei 2 marcas de base líquida e uma em pó (a mineral da sephora) e esta parece ser a única que não é tão absorvida  (mas tenho que a aplicar com a esponja que vem na embalagem e só depois passo o pincel. Ora aqui parece que estou a aplicar argamassa e de modos que é ligeiramente desagradável...
Estou a pensar experimentar a MAC mas não queria continuar a gastar dinheiro e ficar cada vez mais frustrada!
Vivo em Inglaterra e aqui a água é péssima, mas creio que tenho conseguido contornar os seus efeitos...se calhar não!?!
 
Desculpe a perguntar em modos Lusíadas e obrigada!!
 
Beijinho,
S."
 
Para ser sincera, eu já sabia que o post dos cremes  me ia dar o que fazer. Sabia que as minhas meninas não se iam ficar apenas pela foto e que me iam encher de questões e dúvidas e já sabem que eu não posso ver ninguém perdido que estendo logo a mão. Posto isto, decidi perguntar a quem me contactou se se importaria que eu fizesse destes emails, posts, por forma a que as desamparadas mais envergonhadas tivessem também direito a uma mãozinha e aqui estamos nós.
Querida e desorientada S., apenas posso recomendar uma base porque não conheço outra melhor. Quando preciso de uma cobertura baixa, opto pelos BB Creams, coisa que acontece quando vou à bica ou ao pão, por exemplo. Fiquem a saber que não consigo andar com este ar de quem está bem boa é para estar a balões de soro, maneiras que ando SEMPRE com base ou bb cream, máscara de pestanas e o produto sem o qual não existo: o blush. Por isso, curiosa S., a base que lhe recomendo é apenas A base, esta. 
A zona T comporta a testa, nariz e queixo e quando esta zona mostra oleosidade, poros dilatados, alguma sensibilidade, pele baça e com irregularidades, estamos perante uma pele mista, uma vez que normalmente o resto do rosto se mostra algo desidratado. Em primeiro lugar faz muito bem em fazer exfoliação em que a sua melhor amiga, a máscara, vem logo seguir. A exfoliação destrói a camada protectora da pele e a máscara acelera o seu reposicionamento. Se não a fizer, não só a pele se vai continuar a mostrar desidratada como vai estar à mercê dos radicais livres, da poluição, enfim, de todos os agentes agressores que causam o seu envelhecimento precoce. Estas duas não vivem uma sem a outra. Pode, por exemplo, fazer três vezes máscaras hidratantes e uma de limpeza. Se não vê resultados, considere que talvez seja melhor mudar.
 
Ando apaixonada por estas:
 
 

hydra-life-jelly-sleeping-mask-dior-mascara-facial

 

mascarashiseido.jpg

 

mascarasisley.jpg

Depois o creme não deve ser colocado sem antes fazer a aplicação de um tónico. Já aqui referi em tempos que o tónico permeabiliza a pele, ou seja, tudo quanto lhes coloquem a seguir, é absorvido com outra eficácia. Aqui pode ler mais sobre a sua importância, não se pode desprezar o tónico em circunstância alguma! Percebo pelo que descreveu que a sua pele está tão desidratada que absorve a base, acredito que se usar o creme correcto para o seu tipo de pele, limpar e tonificar o rosto de manhã e à noite, as máscaras duas a três vezes por semana e a exfoliação uma, irá ver grandes diferenças. Ao longo do dia pode usar este produto que falei no último post. Por fim e em relação ao creme, como sabe agora estou a usar os que falei num post lá mais para baixo, mas na minha idade já não me posso dar ao luxo de usar apenas um hidratante, tenho de usar uma coisa mais específica e recomendo que faça o mesmo. Use tratamento de rosto já anti rugas ou com efeito lifting -aquilo que considera ser uma prioridade- tenha apenas atenção à textura do mesmo: a pele mista prefere texturas mais ligeiras, mais fluidas do que as peles secas. Usar cremes ricos pode ser contraproducente no seu caso, uma vez que estes costumam ter mais lípidos do que o que uma pele mista precisa, mantendo-se desta forma desidratada e com a sua produção de óleo nos píncaros do inadmissível.

 

E pronto, é isto. Tinha mesmo jeito para trabalhar numa perfumaria, não tinha?

 
17
Mar17

Apostadinha em fazer desta merda um beauty blog

Filipa

Durante muito tempo não ligava puto aos produtos de farmácia. Jurava que apenas tinham alguma saída graças às pessoas que achavam que por serem vendidos por farmacêuticos e/ou em sítios cheios de receitas, micróbios e gente coxa, eram mais confiáveis do que os de perfumaria. Afinal, se estes senhores nos tratavam da saúde, porque não nos iriam tratar da beleza com a mesma diligência e saber?

Até que de tanto ouvir falar no produto que se segue, pensei porque não?, já deitei tanta coisa fora, vamos lá ver se isto é aquela coooooisa toda que põe o mulherio todo maluco e agarrado à garrafinha como se estivessem quase, quase a cair.

 

eau-de-beaute-caudalie.jpg

 


Como raios é que mantive uma pele fresca e viçosa durante 40 anos da minha vida é que eu estou para saber.

Ora isto é assim um match made in heaven de água e óleos essenciais. Calma, gente oleosa, o toque é sequinho, a solução é bifásica, maneiras que podem usar e abusar à lá garder. Agita-se para que a magia aconteça e uso-a nas seguintes situações:

-Pela manhã, depois de lavar o rosto e em vez do tónico. O frescor é imediato, o aroma refrescante e fico-me a sentir mesmo bem.

-Depois da base e antes do pó, para que estes durem o dia inteiro no sítio certo.

-Em qualquer altura do dia, sempre que a pele precisar de um tcharan, porque efectivamente passados uns minutos da aplicação a pele parece que acorda, fica mais radiosa, hidratada, fresca de tal forma que em vez de um borrifo no rosto parece que acabámos de retocar a maquilhagem toda.

Adoro, já não passo sem, de tal forma que tenho o tamanho maior em casa e ando com o mais pequeno na mala.

Reconheço, dou a mão à palmatória, afinal nem sempre tenho razão.

 

03
Out16

Assim tudo de uma vez, a ver se não me esqueço de nada

Filipa

 

Há que tempos que andava para escrever este post! Sucede que me sentava, pc aberto e só de pensar na quantidade de coisas que tinha para vos falar, lá se ia a vontade, sou uma preguiçosa nestas coisas e com muito pouco tempo para me dedicar a coisas demasiado sérias. Entretanto dou com uma forma de fazer a coisa assim, de enxurrada, maneiras que cá vai alho:

 

 

 

19
Set16

Mamocas, a quanto obrigas.

Filipa

Não é só a pele do nosso rosto que merece mimos específicos. Temos duas grandes -ou não- amigas que merecem o melhor do mundo. Amigas do peito, tantas vezes esquecidas, encafuadas num soutien, às escuras, ali, de um lado para o outro, desprezadas, chega a dar pena, pobrezinhas.

Um simples hidratante não é suficiente se quiserem que as vossas bff contrariem a gravidade, bem como o facto de perderem o viço. Temos de combater estas vicissitudes com as melhores armas que temos ao dispor e eu pesquisei, pesquisei, pesquisei, fiz experiências, deitei muita merda foleira fora e cá estou eu, na posse de dois pequenos milagres, com preço maneiro como todas gostam, meses de estudo com a aprovação do meu marido e com o selo de qualidade de Filipa Brás:

 

 

07
Set16

A máscara e algo mais

Filipa

Não, não recebi grandes elogios mas pronto, para vos mostrar que tenho mesmo bom feitio, não só vos vou mostrar a máscara de pestanas que me salvou numa destas noites em que, fora de casa, apenas tinha uma Well´s à mão e me vi perante um expositor de maquilhagem que mais parecia uma montra de coisas para crianças, como um bónus, em nome da blogoamizade que nos une.

Escolhi esta, um bocado ao calhas:

essence.jpg

 

(quero acreditar que foi sorte mas pelo sim, pelo não, vou comprar as outras a ver) 

 

e foi uma bela surpresa! Nem queria acreditar no volume, nas pestanas todas separadinhas, alinhadinhas, em filinha pirilau. E coloquei a segunda camada, a terceira e à quarta achei que já chegava de me mostrar tão cagona. Um excitex, usar esta menina. 

Mas.
Andava há uns tempos a testar um artigo que muitas alegrias que me tem dado. Quem me quer ver, é aos gritinhos e pulinhos de alegria, todos os dias pela fresquinha, à medida que vou vendo o efeito que o bichinho deixa nas minhas pestanas.

Sou pessoas para ter pestana comprida e farta, contudo rebelde. Lembro-me de ser miúda e farta de sentir as gajas roçarem nas lentes dos óculos, agarrava na tesoura e zuca!, cortava-lhes um bocado. Durante algum tempo cortei as pestanas, até que comecei a ganhar juízo nos cornos e a usar lentes de contacto e deixei-me disso. A rebeldia das tipas traduz-se numa falta de encaracolamento que me enervava o suficiente para andar sempre em busca dA máscara, mas não o suficiente para usar aquele aparelho de tortura medieval de seu nome revirador de pestanas.

Isto:

 

enrolador-pestanas.png

 

(arrepia imaginar isto perto dos olhos, não arrepia?) 

 

Ora, numa incursão à Sephora que nunca se esquece de me mandar mensagens quando mais preciso dela, olho para um cantinho e vejo um aparelho que me fez chamar a funcionária e bombardeá-la de perguntas.

 

Para consulta em caso de necessidade

Cenas da Carla

Anita

No sapo também os há

Coisas do existencial

Dos blogues