Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Solidariedade é ganhar 50% de algo que nos foi oferecido.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


40 comentários

Imagem de perfil

De ana a 06.12.2015 às 13:15

Fiquei de boca aberta!!!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.12.2015 às 19:35

É verdade!! E as respostas?? Tão "boazinha"!
Sem imagem de perfil

De Teresa Cardoso a 06.12.2015 às 20:18

Vale tudo, happy hour ao desbarato...lucro 200% 😂😛
Sem imagem de perfil

De Troll a 06.12.2015 às 22:59

Quem? Quem? Quem?
Sem imagem de perfil

De Troll a 06.12.2015 às 23:20

Então... mas tantos closet sales que fizeram nestes últimos dias... de quem falas Pipa? Ou é de todas?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.12.2015 às 00:49

As "fraldas sujas"!!!!!
Sem imagem de perfil

De Rolo Encravado a 07.12.2015 às 09:53

E quem foi a essa venda? É que já agora gostaria de saber como se chegou ao preço de venda ao "público "?
Sem imagem de perfil

De Ana a 07.12.2015 às 11:10

Tenho quase a certeza que foi um fiasco para não terem vindo logo dizer que tinham tudo vendido...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.12.2015 às 12:11

Eu a meio da tarde passei lá, e estavam "meia dúzia de gatos", mas a "Mais Doce", era a que vendia mais! E fazia a diferença, tinha um saco com ofertas para cada comprador! Estava lá o "esposo arrumado"!
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 13:36

Foram oferecidas e não roubadas. Não se pode vender o que é oferecido? Eu já vendi no olx alguns artigos que me ofereceram. A diferença? É que não doei nada a nenhuma instituição fiquei com o lucro todo para mim.
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 13:40

Pá, mas vocês são burros ou quê?

O único problema aqui é o facto de chamarem a isso "solidariedade", qual é a parte que não entendem?
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 13:46

Portanto se eu o dinheiro (ou parte) da venda de um produto oferecido isso não é solidariedade. Contudo, se doar o valor de um produto que eu comprei já é solidariedade?
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 13:49

Credo.

Não. Solidariedade é quando não se aproveita o embalo para fazer negócio.

E se tiveres mais dúvidas relê o que escrevi. Não tenho paciência para explicar a mesma coisa de formas diferentes, sobretudo a quem não quer entender.
Sem imagem de perfil

De Teresa Cardoso a 07.12.2015 às 17:55

Desenhos??
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.12.2015 às 13:58

É tipo Missão Sorriso, o cd/livro e restantes tretas custam por exemplo 3 euros. A Sonae dá 1 euro mas embolsa 2. É solidariedade!
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 14:00

Bué solidariedade.


(anónimo, não vou publicar a merda do comentário que deixaste. Nem é por mim, é mesmo por ti, para não fazeres figura de otário (mais) com a comparação que te lembraste de fazer)
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 14:01

As empresas que ficam com os 3 euros sempre são melhores.
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 14:06

Pronto, já que insistes, faz lá figura de urso/a à vontade.
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 14:12

Aqui os leitores são adjectivados com burros e ursos. Fofinho.
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 14:14

Os leitores, não.
Só mesmo os burros e os ursos.

Os outros são os melhores do mundo e são os meus.
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 14:17

Os que estão de acordo consigo são leitores os restantes são ursos e burros.
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 14:21

Não de novo.

Os que apresentam argumentos capazes e entendimento ao nível do de um adulto normal, têm aqui espaço para exporem os seus pontos de vista, independentemente de eu concordar, ou não, com eles.

Os outros são ursos e burros. Além de parvos de merda, claro.
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 14:42

Como não há "argumentos capazes e entendimento ao nível do de um adulto normal" então argumentasse com ursos, burros e parvos de merda.
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 14:44

Não.

"argumenta-se" com incapazes porque estamos na época do amor ao próximo e da boa vontade e mimimi.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.12.2015 às 14:43

Troll, pode ter certeza que se não utilizassem a bandeira da solidariedade não vendiam 10% dos cd's que vendem. As figuras publicas a apelar à compra em anuncios de tv e todas essas tretas. Prefiro pegar no euro e dar diretamente à entidade.
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 15:28

Continuam a ser empresas que têm de ter lucros. Se as instituições poderem lucrar também com isso tanto melhor. Ninguém é obrigado a ajudar e quem o quer fazer escolhe a opção que mais lhe agrada.

Eu por exemplo prefiro dar um 1euro través de um CD de uma empresa do que dar numa "bancadinha típica" de centro comercial.
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 15:37

Estamos portanto a comparar empresas que doam parte do lucro resultante da venda de um produto, lucro esse que faz -também- com que a dita empresa subsista, com meia dúzia de bloggers que se auto denominam solidárias ao venderem produtos que não usam -apesar de nos entretanto terem jurado que eram fantásticos- e arrebanham 50% do lucro?
Isto é solidariedade exactamente onde?

É que se não tivessem martelado a palavra "solidariedade" de permeio, também não via problema absolutamente nenhum. Agora não me enfiem coisas pelos olhos.
Dói-me.
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.12.2015 às 15:44

Filipa, não comparo as empresas que doam parte dos lucros do que ganham, comparo empresas que criam produtos especificos para solidariedade e depois fazem muito dinheiro à conta da solidariedade dos outros com bloggers que o fazem a uma escala minima. Se a pipoca precisava de dar algum lucro para conseguir vender os seus produtos?Acredito que não. Já as outras tenho duvidas. Solidariedade foi o que ela fez com a maratona! Tomara muitas empresas!
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 15:54

A uma escala mínima porque é moda recente.
Dá-lhes mais tempo e leitoras histéricas e vais ver como o fenómeno prospera.
Enquanto existir a vertente negócio envolvido, enerva-me um bocado embandeirarem-se bué solidárias, o que queres?
Para além disso, não me parece que o tal produto específico que a empresa cria, só para a solidariedadezinha encapotada, seja em segunda mão.
Mas posso estar enganada.
Imagem de perfil

De nervosomiudinho.blogs.sapo.pt a 07.12.2015 às 18:36

É mesmo isso o que chateia. Venderam uma merda duma história pessoal inventada qualquer em como aquilo era a melhor cena do mundo, mas agora vendem o produto porque nunca foi usado. Eu lembro-me bem das sabrinas tipo ratinho da michael kors e como eram as mais lindas do mundo. E ali estão para venda sem terem sido usadas. Como usam a imagem novamente para vender o que foi oferecido e ainda para vender ainda mais a solidariedade. Porque podiam vender no olx, mas sem a imagem própria aposto que não vendiam metade.
Sem imagem de perfil

De Jesuissolidaire,masnã0:) a 08.12.2015 às 08:54

Sabes que pensei precisamente o mesmo? Mas que merda?! Então elas experimentam tudo, acham o máááááximo e agora vem vender para ajudar o probrezinhos?....
Sem imagem de perfil

De Rolo Encravado a 07.12.2015 às 15:17

Por exemplo, eu neste caso em particular, nem não concordo a 100% com a Pipas ( sou uma ursa eu sei!).
O problema aqui não é só o engodo de venda solidária.
O problema é que se oferecem produtos, que são anunciados como sendo maravilhas e depois afinal nem nunca foram experimentados.
E depois temos a questão de fazer dinheiro com algo que nos foi oferecido, neste caso entramos claro no domínio do pessoal. Eu juntei imensa coisa que deram ao meu filho que nunca na minha vidinha lhe vesti. E dei tudo. Houve quem me desse a ideia de ir vender ao Kid to Kid, mas eu entendi que não. Mas lá está, aqui ninguém é melhor que ninguém, são só ideias!
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 15:42

Com a questão de produtos "que são anunciados como sendo maravilhas e depois afinal nem nunca foram experimentados" também concordo.

Com a questão das coisas oferecidas serem vendidas para mim faz o mesmo sentido do que as coisas que são compradas. O meu primeiro carro foi me oferecido pelos meus pais e também o vendi para comprar outro. Tanto vendia à Kid to Kid a roupa que eu comprei como a que foi oferecida.
Imagem de perfil

De Filipa a 07.12.2015 às 15:44

Não percebi onde entra a parte "solidariedade" patente neste post, no seu comentário, mas obrigada pelo mesmo.
Sem imagem de perfil

De Troll a 07.12.2015 às 15:57

Tem razão. Para mim também tanto faz doar 50% da venda de um produto que foi oferecido ou que foi comprado.
Sem imagem de perfil

De Rolo Encravado a 07.12.2015 às 16:13

Aqui a questão não está no doar. Está no cariz da venda.






Sem imagem de perfil

De Ana a 07.12.2015 às 17:54

Alguém tem de pagar as viagens dos cocós!
Sem imagem de perfil

De Teresa cardoso a 07.12.2015 às 17:59

Eu gostava de ver as fotos do "material usado" para venda que por sua vez reverteu para a solidariedade...gramava mesmo. Será que há?

Comentar post


Pág. 1/2






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe