Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Eu acho que não deviam de falar daquela mama que apareceu com a pessoa à mostra por causa que as maminhas são como as vacas na indía, singradas. Penseim que não avia mamiferos se não tivessem sido as mamas que de três em três horas -ás vezes menos- saciaram fomes, sedes e afins. Penseim que não avia decotes, se não fossem as mamas das pessoas, não avia pirciengues nas mamas se não ouvessem as mamas, não avia sequer mamitos se não ouvessem as mamas. Isto é grave, porque a gente sabemos que as mamas são as nossas melhores amigas, não castrem as mamas, deixem as mamas irem à bola, mesmo que teinham que deixar as mulheres em casa! Se as mamas não quizerem aparecer nos jornais e nas informações, basta que assinem uma declaração. Por outro lado veijo em todo o lado as pessoas a julgarem o Ronaldo e os seus filhos, os da última encomenda, não os outros. Acho muinto bem que ele compre os filhos. Não veijo ninguém a amandar pedras a quem compra casacos em vez de os fabricar. Os tiares estão caros e os mais em conta estão esgotados, para além disso, o acabamento não é o mesmo. Á que perceber as motivações das pessoas. Para ele é mais acertado encomendar os filhos, para mim é mais acertado ir bus-cá-los ao caixote do lixo. De que lado está o certo e o enrrado? Quem é a saciedade para me jugular? A mesma saciedade que vai enxer as praias do Algarve de biatas, de sacos de lixo e de cagalhões caninos? A mesma saciedade que me obriga a beber pirulitos de água do mar com um travo a xixi de cão e a encher a toalha de areia e pêlos de cães de raça rafeiro? não me parece. Ou agora além de não se poder comprar animais domésticos on-line também não podemos comprar bebés, míudos e assim? Não seijem mais papistas que o papa, deixem o nosso menino de ouro encomendar no ebay o que quiser. Com uma bocadinho de sorte encomenda uma irmã que faça alguma coiza bem feita ou assim. Por falar nisso, odeio, mas odeio mesmo as pessoas que não gostam de gays. Ou é das que gostam? Ai, já me embaralhei toda. Olhem, odeio cebola na salada, odeio mesmo, pronto. E odeio não comentar a saciedade, é uma coisa que me inrrita, aver tanto para comentar e eu não ter jeito tempo nenhum para fazer-o. Á quem chame a isto de "limitação", e voçês o que dizem?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

No peso errado

por Carla, a empregada doméstica, em 16.05.17

Ás veses não mapetesse lembrar de nada. Apenas arrecordar-me de tudo.

O futuro já foi, o passado está por advir, resta o resto, arrecordemos as recordações e leccione-mos as lições e comamos os melões.

Sinto calor, mas a minha pele sente sente sente sente frio.

Alguém feche a janela.

Alguém feche a porta.

meta uns choriços porde baixo das portas.

Uma acoberta?

Um bocado da acoberta é tua mas há muito dela que é tua. Ou teu. Ou será que um bocado teu é que é da merda do cobertor? Ou um bocado de mim arrolada na acoberta que é da cheese longa? Ou teu que é meu que é nosso mas nunca deles?

Vinho tinto.

A mais.

Ou então é um pedasso da minha mente que não pesa os pesos que se entrega.

Dizes que afinal o vinho é branco, inscreves-me nos AA e dizes que nem o vinho nem a minha loucura teem teem teem teem teem explicação: o vinho nunca chega para o que quero, serve apenas para regar os pipis e as amoelas.

merda.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chiguei do meu aucílio, amiguinhos!!

por Carla, a empregada doméstica, em 13.03.17

E chiguei num tininho, apenas para vos dizer que as pessoas baichas podem fazer coisas altas e nunca serão homogenizadas, já diz o António Tordo. Tudo significa alguma coisa e alguma coisas significa papel hijiénico mas agora fora de brincadeiras, como raio me borrei toda se o papel estava ali ao pé da mão mais à mão? Como, do nada, sem uma bufa embandeirada e sem um esticão mal dado?

Agora fiquem aí a desdobrarem-se sobre isto que eu vou ali esfregar um roda-ao-pé.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe