Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Escrever bonito.

por Filipa, em 19.03.14
O Polvo à Lagareiro era uma maravilha. Nunca lá o comi mas os olhos dele diziam que sim, que era. Cá para mim era mais pelo facto de estar na minha companhia mas pronto, concedo. Lá bom aspecto tinha. O Grelhas Bar reinventou o conceito de entrada quando o Pedro (saudade deste chavale que me atendia sempre com um sorriso nos lábios) me meteu olhos adentro e na mesa também, um queijo no forno cheio de ervas aromáticas. Diz que a cerveja, com aquela vista toda, tinha outro sabor. Eu não sei que não bebo, mas ele, ali, no Grelhas, tinha sabor a beijos cheios de qualquer coisa que nunca se percebeu muito bem o quê. No Grelhas havia mantinhas à disposição para as noites mais fresquinhas. Quando abria a esplanada e ainda não era bem Verão, mas também já não era bem Inverno diz que os clientes às vezes precisavam. No jantar não precisei. Tremia mas não tinha frio. Acho que por saber que tão cedo não ia repetir a dose. Ou então era dos nervos, também podia ser. No Grelhas existiram silêncios absolutamente groumet. Silêncios saborosos que duraram por dois jantares inteiros. Um a sós e outro com pessoas que entretanto saíram da minha vida, os tais amigos que entretanto me vão morrendo, paz à sua alma, ámen. Tostas mistas divinais a meio do horário de trabalho, batatas fritas e confissões, cafés inusitados, descombinados, ditos em cima do joelho, mas os melhores do mundo, na altura. Houve saudade do presente, tristeza do futuro, tive uma mini mighty festa de aniversário onde apareceu quem eu não espera ver. Houve mar, muito mar, azulão e areia cheinha de gente. Havaianas com roupa de trabalho, sal do mar nos pêlos dos braços a meio da semana, cheiro a maresia que em mais sítio nenhum encontrei igual. Havia música dos QOTSA, a mais tesuda de sempre, mesmo sem haver e havia Rock. Chateei-me com o Rock perto do Grelhas e ainda hoje não estamos em todo o nosso esplendor. O Trajecto de regresso sempre, sempre feito de orelha murcha.
A comida do Grelhas era boa, mas não é isso que retenho de lá. É a memória de uma das alturas mais felizes da minha vida.
E agora fechou.

E era só isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)





Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe