Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Então e de cabelo, Filipa?

por Filipa, em 15.03.16

 

não falas de nenhum produto que dê um volume obsceno à trunfa, assim um exagero bom, desde a raíz até às pontas, com um cheirinho que dá vontade de mastigar cabelo e que o deixe tão solto que não consigam deixar de o balançar e mexer e enrolar e tocar o dia inteiro, qual concorrente da casa dos segredos?

 

Falo pois, assim mo peçam com jeitinho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

O meu pai ensinou-me que a música é isto.

E na realidade a música, para mim é mesmo isto. Sem tirar nem pôr.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Partilha de afectos II

por Filipa, em 15.03.16

Olá, olá. 

Já tinha saudades deste bocadinho só nosso, em que nos aconchegamos, encostamos as cabeças e respiramos fundo, como que agradecendo a benção, não de se ter um maridão compreensivo, mas de se ter uma blogger favorita que vos quer mais e mais perto, mais íntimos, mais da casa.

 

Este fim-de-semana, decidimos visitar alguns monumentos nacionais. 

O maridão, armado em bineiro, foi montado na sua bina e eu a ver se o passava a ferro, sempre ali zás, zás, zás, colado ao seu rabinho desenhadinho a licra, na gáspia, a cortar-lhe as vazas, as curvas, as entradas, as saídas, as rotundas, tudo, que tinha de fazer a coisa a parecer que ele é que tinha sido o causador do sinistro, mas não deu, o maridão conhece-me bem, temos imensa cumplicidade, foi ali encostadinho à valeta que foi uma maravilha.


Bom, vou tentar mostrar, mas não foi fácil tirar as fotografias. Estava um dia lindo e a natureza às vezes complica. Começamos a rota pelos Jerónimos:

 

 

Pelos vistos há mais do que um mosteiro, eu só queria mostrar-vos um dos Jerónimos. Infelizmente foi bastante difícil, como podem ver. Sem perceber muito bem como, porque estava a escrever poesia linda e super significativa, um muro pôs-se à frente, não sei bem se vocês estão a ter a noção daquilo que estamos a lidar com.
Quem souber onde está o outro Jerónimo, por favor diga que gostava muito de o fotografar.

 

Depois, aborrecidíssima com isto tudo, decido tentar tirar uma foto espectacular do castelo de Almourol e nem o poder na natureza me de moveu.

 

almourol.jpg

 Um dia lindo, uma fotógrafa de mão cheia e bineiro armado prestes a lamber o fundo do rio, o cenário perfeito. Para ajudar o castelo, ali ao fundo. Reparem no enquadramento, quase tão bom como o meu jeito para a poesia de merda.

 

Deu-nos a fome e a mim vontade de me levar mais além, que é como quem diz ser borderline, e fomos atacar uma francesinha ali para os lados da Torre dos Clérigos:

 

 

torre.jpg

 Dia mêmo lindo, pá, e que vista dos Clérigos... QUÊ? TAMBÉM HÁ MAIS DO QUE UM CLÉRIGO?? ASSIM NÃO DÁ!! 

 

 

 

ammaia.jpg

 Cidade Romana de Ammaia. Eu tentei, mas esta merda parece o caralho do triângulo das bermudas e as árvores agora parece que têm vida própria. Seguem-me para todo o lado. As árvores invejam-me, apesar de naturais, são umas chatas, como quem.

 

 

 

s.luis.jpgPonte de S.Luís (acho que só há uma, mas não tenho bem a certeza) mesmo antes de um muro murcão se meter entre mim e ela. Os muros são outros que tais, deve ser toda esta sexyness que me caracteriza, até seduzo muros. Toco (os) e tudo.

 

 

 

Eu tentei mostrar-vos tudo, mas foi de facto uma tarefa árdua.

Na vinda tentei afogar o meu maridão mas depois pensei: então e depois falo de quem, lá no blog? 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe