Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Boas novas

por Filipa, em 03.02.14
Olá amiguinhos cor-de-rosa.
Como estão todos vocês?
Eu cá estou óptima, obrigada por perguntarem. Feliz da vida, se querem saber. Tenho estado aqui demasiado aterefada com uns senhores da MEO, e tem sido tão divertido, tão lúdico e tão transcendente que, confesso, me tenho esquecido de vós, não me levem a mal, já explico tudo.
Neste tempo que ocorreu entre a última publicação que aqui depositei e a data de hoje, muita coisa aconteceu sendo que a mais periclitante, sobretudo ao nível da minha sanidade mental bem como à resistência do meu sistema nervoso, foi uma brutal mudança de casa. Ora, no meio de tanta caixa, móvel, panelas e fraldas, o que é que uma gaja não pode esquecer? De levar a sua MEO atrás, pois claro. Depois de verificar na página internautica destes borra-botas que o serviço "mudança de casa" é gratuito desde que não tenha existido lugar a nenhuma outra no espaço de 12 meses, de ligar para o serviço de apoio ao cliente-PAGO- e de me ter sido dito exactamente o mesmo, eis que chegado à semana da dita, não é que as coisas mudaram? Agora arrotas oitenta euros só porque os senhores da PT acordam cheios de vontade de brincar, numa manhã cheia de sol e decide que sim, oitenta euros é um número redondinho, bonitinho, um número que ninguém desconfia e toma lá que já foste. Acontece que as coisas apoderam-se-me dos nervos e não há volta a dar, de repente vejo-me no meio de mil queixas, todas elas dirigidas às mais elevadas patentes que regulam este tipo de merdas, recheadas do meu melhor português e não obstante, dos meus melhores argumentos, até que dou com um gerente de loja fofinho que me passa a mão pela cabeça e sussurra "nada temeis, Filipa, eu estou aqui. Quando chegar a factura venha cá que dou um jeitinho". E uma pessoa sossega que alturas há em que a única coisa que uma gaja quer é uma festinha na cabeça de alguém disposto a dar um jeitinho. E foi então que as noites tranquilas de sono e descanso regressam a meu lar. 
O processo de mudança não foi interrompido por causa deste pequeno quê, ómessa, sou mulher que deposita muito, sobretudo esperança nesta puta desta espécie que é o Homem. O senhor que instala as cenas chegou hoje, inesperadamente à hora marcada e ups!, aqui não há cobertura. Quer dizer, até há, mas parece que a PT não terminou a instalação no prédio e agora é impossível fazer o que quer que seja e (rais ta fodam mais à puta da minha vida), agora nada. Não tenho fibra, também não quero ADSL, ide levar nas nalgas que estou cheia de vocês, para mim chega! E meto o técnico fora de casa. 
E quero ligar para o apoio ao cliente-PAGO- mas não tenho telefone. 
E quero ir ver à net a loja mais próxima, mas não tenho net. 
E sobra-me o meu iPhone, mas apesar da TMN ser MEO, é a pagantes e o meu tarifário não me permite aventuras dessas, ligar para a própria operadora, onde é que já se viu uma merda dessas? 
Saio de casa, puto na avó, a mãe vai enervar-se, filho, vai dizer muuuuuitos palavrões, vai adoptar linguagem gestual nada bonita, já sei como sou e como me exprimo quando me tentam tirar pinta de otária, ficas aqui que eu quero que tenhas esta imagem da mãe, feliz, sorridente e de bem com o mundo, pelo menos até ires para a tropa. 
As 19 pessoas que tinha à frente serviram para acalmar e para, mentalmente, relembrar todos os pontos deste infeliz contrato que me une a esta merdosa operadora. Quando chegou a minha vez estava totalmente em modo zen e fui acometida de um discernimento anormal em mim. Dirijo-me mais ou menos nestes preparos ao funcionário que me atendeu: "quero-me desvincular desta operadora de merda que estou farta de vocês".
Pôs-me ao telefone com o respectivo departamento que me dá a notícia que ninguém que passa por um dia destes, quer ouvir.
A MEO fornece o serviço que tem. 
Portanto, aquando da celebração do contrato, aderi à MEO fibra, nesta casa como não tem cobertura não posso rescindir contrato, a menos que indemnize a PT, ou então aguento-me à bomboca, ou seja, aguento-me à ADSL, ao mesmo preço que isto está mau para todos. Menos para mim que vou pagar por um serviço mas vou usufruir de outro de qualidade inferior, com menos canais televisivos e menos velocidade internética. 
E no cu, senhores da PT, gostam? Pá, por muita boa vontade que uma gaja tenha, não me parece fixe enquanto consumidora e pessoa com alguns, poucos que não é preciso mais, dedos de testa, que quem se fode sou eu e isso deixa-me extremamente furiosa. Eu quando vou ao restaurante e calha a apetecer-me um bife do lombo, o chef não manda um de frango, só porque não lhe apeteceu ir ao talho. Quando quero um bife do lombo e calha a haver só o de frango, pago pelo de frango porque não dependeu de mim a caganeira que o chef teve, que o impediu de ir ao talho. E quando reclamo com o chef, ele não me pede nenhuma indemnização pela merda que ele próprio fez. Só quero ver-me livre de vocês e se existir uma só pessoa que passe por aqui e leia isto até ao fim, este post cumpriu o seu segundo propósito. 
O primeiro era só mandar-vos para o caralho.

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Sem imagem de perfil

De A Mais Picante a 03.02.2014 às 22:54

É rescindir Filipa. Não pagar mais e dizer-lhes que a ponham em tribunal. Tive um qui pro quo semelhante com a Vodafone.
(mas fartei-me de rir...)
Sem imagem de perfil

De Filipa a 03.02.2014 às 23:07

Bolas, Pic, pensei na Vodafone, carai.
Sem imagem de perfil

De A Chata a 03.02.2014 às 23:19

Estou solidária, Filipa. Desde janeiro que ando nas mesmas andanças e consta que tenho uma factura de incumprimento para pagar pq os senhores da PT achavam que tinha que levar com Meo satélite depois de ter contratado a Meo fibra. Reclamação com eles!!!
Sem imagem de perfil

De Nada a 04.02.2014 às 01:08

Eu se tiver que ligar para a MEO mais uma vez acho que prefiro morrer sem net e televisão por cabo...é um teste à nossa paciência. Mereces o titulo de veterana de guerra depois dessa!
Sem imagem de perfil

De onónimo a 04.02.2014 às 03:33

A alternativa não é muito melhor. Também tenho coisa Fibra por cabo, porque *coisa Fibra* é o nome do serviço (como me explicou até à exaustão uma sra dra). Deco talvez e livro de reclamações (é inconsequente mas obrigas um pateta qualquer a redigir uma justificação). Não percas tempo com a Anacom. Os nossos reguladores têm mais que fazer, como por exemplo enviar candidaturas para cargos de direcção nas operadoras.
Isto só lá vai com neurocirurgia e enemas de água...
Sem imagem de perfil

De onónimo a 04.02.2014 às 03:38

E imagino o teu hipotético chef, faca na mão e olhar zangado: menina, o frango chamava-se *Bife* e deu aí com o lombo no seu prato...
Sem imagem de perfil

De Filipa a 04.02.2014 às 10:04

Foda-se, então até para me queixar tenho que pagar, por Diana? Caralho, mas então não é suposto haver mais alguém, mas em importante, que me passe as mãos pelo cabelo, tal qual o gerente fofinho, e que me diga que tudo vai ficar bem? De borla?
HUM??
Sem imagem de perfil

De Coquinhas a 04.02.2014 às 22:31

Filipa, só para dizer que quando me livrei da senhora de vida duvidosa que é a PT, jurei para nunca mais.
É que foi tal e qual isso tudo e muito mais, cheguei ao ridículo de dar muros numa parede! Enfim, são estes merdas que monopolizam tudo e fazem o que querem.
Sem imagem de perfil

De inv3rs0 a 05.02.2014 às 15:31

..estou vivo...acho eu!!..calma...fui! (podes mandar pó caralho baixinho)
Sem imagem de perfil

De Ana a 06.02.2014 às 15:59

Pois eu, dia 31 do último mês do finado 2013 apresentei-me numa loja da ZON com um saco cheio com toda a aparelhagem que cá tinha deles, para rescindir o contrato... e, além de me dizerem que nas lojas não recebem equipamento - e, de qualquer forma, eu sempre tenho de pagar mais um mês, segundo os meninos - o funcionário, assim que percebeu que era mesmo para teminar o contrato (até porque já tinha a vodafone instalada em casa) foi de uma arrogância que me fez elevar a voz vários décibeis e acabar com uma reclamação no Livrinho deles, que é para isso que serve, e trazer uma declaração dos meninos a dizer que foram eles que não quiseram receber o equipamento.
Resultado: até hoje, nada de telefonema dos gajos para irem recolher o equipamento, mas, em compensação, uns sms's super queridos, em jeito de namorado que levou bronca e quer ser perdoado, que começam sempre por «notámos que tem tido os seus equipamentos desligados, mas se quiser aproveitar...», isto apesar de eu ter deixado a rescisão escrita do contrato entregue na loja, no fatídico 31 de Dezembro.
Ah e aí uma vez por semana mandam um sms a dizer que continuam a analisar a minha reclamação DO DIA 3 DE JANEIRO!!!!
Gajos muito competentes, portanto...
A minha resposta para estas coisas é, sempre Reclamação... umas vezes, resulta, outras nem por isso, mas o cômputo geral é positvo. Mais que não seja, porque as próprias empresas querem resolver a coisa antes da apreciação da ER's...
Aliás, há uns tempos, num qualquer serão em que já estava confortavelmente enroscada no sofá, pijama, pantufas e mantinha, apareceu-me um fulano a entregar um cabaz cheio de coisas boas (ou más, na óptica da dieta), com um lindo bilhetinho do Corte Inglês a pedir desculpa por uma situação que me tinha levado a apresentar a boa da reclamação... para além de terem resolvido a coisa como eu defendia ser o justo.
Por isso, reclamação para cima dos gajos!

Comentar post


Pág. 1/2






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe