Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Andava eu aqui muito sossegadinha na minha vida de pessoa devidamente besuntada com A base de que vos falei aqui há um porradão de tempo quando algo sucedeu. Oscilava muito entre uma vontade indómita de experimentar coisas novas e a loucura de me deixar ficar casada com a dita base, o resto da minha vida, qual casalinho em honeymoon. Afinal, trata-se de uma base cujo único defeito era o acabamento pouco natural caso a pessoa quisesse sobrepor camadas, naqueles spots malvados, as in a puta da idade. Portanto, a fasquia de tão alta que era, perdia-se de vista e eu achava que não, que melhor que a Born This Way isto só lá ia morrendo e nascendo de novo.

Até que num dos meus passeios cibernéticos -esqueçam as putas das perfumarias, rais parta a quem contrata estes calhaus com olhos!- dou de caras com uma base nova, cheia de predicados e que apenas nos prometia, a nós, pessoas lindas porém com pequenos quês dispostos a serem aprimorados, tudo. Isso mesmo: tu-do.

Ora, eu que não resisto a um tudo bem elaborado, a um tudo objectivo cheio de palavras-chave e promessas gloriosas, tive mesmo de me agarrar a ela não me fosse a tipa voar para um lar frio e sem amor, e oh minhas amigas, estou aqui de boca aberta com isto que se alapou aos meus não sinais da idade

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe