Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




é que este blog, na maioria das vezes -menos quando começam as ofensas demasiado grossas. Uma pessoa tem que fingir que labuta, não tem tempo de andar aqui a filtrar qual a ofensa que melindra mais, maneiras que fica ali tudo retido naquilo a que, carinhosamente, chamo de filtro escatológico que é onde fica toda a merda. Ficam lá aconchegadinhas umas às outras que já vai fazendo frio e parecendo que não, até eu tenho coração.

Como estava a dizer antes de me interromperem, este blog não tem comentários moderados. Posso não ser a blogger mais simpática do mundo -que não sou nem pretendo sê-lo- mas, na maioria das vezes, esforço-me por ser cordial - condicio sine qua non para se ter alguma credibilidade nesta merda de se ter um blog, como se isto de se ter um blog fosse alguma merda de jeito, quando na verdade e levantem-me essas monas da areia, isto tudo não passa de uma grande fogueira das vaidades.

Mas, o pessoal teima em levar a Filipa -eu- para outros blogues e chamar as minhas atitudes em forma de posts, à conversa e discuti-las em caixas de comentários que até me podiam passar ao lado, não fosse o caso de serem blogues de pessoas amigas e, por isso, dos poucos que ainda vou tendo tempo para ler. E o motivo porque o fazem permanece incógnito, desde os tempos em que o homem percebeu que se batesse com uma pedrinha na outra, perto de um montinho de paus secos, talvez conseguisse aquecer as mãozinhas com aquela coisa estranha que dali resultava.

Às vezes, e só às vezes, dou por mim a aventar várias hipóteses: talvez seja para que as bloggers me venham puxar as orelhas? Talvez seja para que estas lhes dêem razão? Talvez porque achem que os comentários aqui são moderados? Depois desisto e vou dar ordens ao meu marido e maltratar os meus animais. São muitos e eu tenho muita maldade acumulada, preciso de a libertar.

Depois, outra coisa -e talvez a mais hilária- é que só vejo comentários anónimos a falar mal da Filipa (opá, deixem-me, eu gosto de me tratar assim. Cria aquela distância confortável blogger-pessoa real, como a malta aqui da bloga gosta de pensar que isto existe, estão a ver?). Será que não há nesta bloga escura e húmida um único blogger -nada a ver com o anonimato, han?, não vamos confundir as coisas, parece que já vos estou a ver a esfregar as mãos, caaalma- que tenha coragem para dizer o que pensa da Filipa?, fica a questão.

Ou será que só o conseguem fazer em modo anónimo?, fica outra questão.

Não aguentam com o que Filipa diz?, mais uma.

Não aborreçam os outros, digam-lhe.

Façam-se Mulheres, assumam. Prometo que não processo, não persigo, não telefono nem ameaço divulgar dados pessoais de ninguém e olhem que eu sei de coisas que valha-me deus. Sim, eu sei de coisas. Muitas coisas. Até sei que hoje vai ser um rico dia para ficar em casa a descansar.

Mal de mim se um blog mexesse comigo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De ana a 04.11.2015 às 12:28

Não tenho blog (não tenho capacidade para tal) mas gosto de ler alguns blogs. Não percebo quem ofende e é incorrecto. Quando não gosto do que leio, posso dizê-lo sem ofender ou então, que é a maioria das vezes, não gasto o meu tempo a ler coisas que acho idiotas e descabidas e ainda por cima a comentá-las.
E acho graça ao teu blog, que só peca por há muito tempo não ter fotografias do liiiiiiiindo Guedes.
Imagem de perfil

De Filipa a 04.11.2015 às 12:32

O Guedes está à lareira de onde não sai desde o ano passado.
Manda lembranças mas não está para fotos. Prefere resguardar-se, ouviu dizer que a net pode ser muuuuuito perigosa.

Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe