Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eu na escola

por Carla e empergada domestica, em 18.10.18

Uma das expecial izações que tirei, aquanto o retiro vegan e cruel frye, dizia respeito às protoformas interdigitais e como isso se reflite nos contos infanto-infantis. Dificil, né? Foi a expe-cialização que mais gostei, pedante a sua dificuldade, gosto de desafios indisponíveis. Temos por ezemplo, o conto do capuchilho vermenho, aquela criança imperativa que só fazia preguntas de merda ao lobo que folhas tantas, não teve outra solução que não foice comê-la. "ó lobo, então mas por que é quisto? ó lobo, então mas por que é kg?" Quer dizer, está bem que os miúdos passam pela face dos por quês, mas no lobo, na sua santidade mental, ninguém pensou né? nem a indefesa da vida animal, nem o PANO, nada, ninguém, béu, béu. Até eu que tenho paciência de Bó, como as coisas que maburressem. Chocolates. Chateiam-me sobremadeira e eu como-os, não, ia-os deixá-los ali a moerei-me (não tenho a certesa de que moerei-me está bem escrito ou se será moereim-e.) o guizo, a atemparem-me, a fazerem molhinhos àzancas. Não! Marcham logo. Ovos cosidos- Apreciu mas é de contrasenso comum que ovo cosido cheira a peidinho e isto aburressem-e. É serto que de vez em quanto largom uma basuca, mas não pode pagar o apertado pelo pegador, né? Eu respondo pelos meus próprios factos, maneiras que os como logo, não me vou assujeitar a que alguém pense que o cheiro a haragem estragada prevenha da minha pessoa. Podemos assim transportar isto para a estratoesfera interdigital. Um amigo de um amigo de um conhecido de um familiar meu, disse-me que era uma vez uma blogger que não se calava lá com as coisinhas dela e que ninguém queria saber. "então mas por que é que há publicidade? Então mas porque é que mostram menores? Então mas no penico? Então mas por que é que ninguém me liga?" Conclusivo: veio o lobo mau e comeu.

 

 

Fim.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Isa a 18.10.2018 às 18:35

Estou aqui numa dualidade de sentimentos, que não m'aguento.
 
Se por um lado a tua escrita exerce poderoso fascínio sobre a minha singela pessoa, que lê e relê tão superlativo texto, Carla, por outro lado detecto em mim um pinguito de consternação, à conta do fim da mana-blogger, e exclamo, de mim pra com os meus botões, Gucci (ainda bem que são só 2, canão nunca mais saía daqui): 
- Tadinha... Será que doeu?
E acrecento:
- Estrelinha resplandecente a acompanhe...

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe