Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




(...)Fecho os olhos várias vezes ao dia e tento imaginar-te ainda mais pançudolas a olhar para mim com os teus olhos dourados muito abertos a dizer extá tudo bem mãe, com a voz de bebé que imaginámos teres(...)

(...)Por isso tenho de deixar o coração desencostar-se das costas e reconstruir-se. Nunca me custou tanto perder alguém como me custa ter-te perdido. Porque foi inesperado. Porque te obriguei a prometer que ficavas comigo até aos 20. Porque sou eu a tua mãe Benny. Não de barriga. De coração todo. Porque sou a tua mãe, leãozinho. À tua espera sempre, neste tempo, nesta vida e em todas,

Mãe

P.S. O Manuel saiu das nossas vidas. Foi ele que te deixou fugir, apesar de o ter avisado até à exaustão. Não consegui perdoá-lo. Tentei, mas não consegui. Mesmo que só tenha a tua mantinha e a tua taça azul, és biliões de vezes mais importante do que qualquer namorado. Filho é bocado de nós e é para sempre. Homem é bicho que passa, e só fica se a gente quiser. E eu não quis. Hoje vou tirar a tua caixinha da casa de banho. Mas guardá-la, preciosa, se voltares."

 

Carta de uma blogger ao seu filho, Benny, após este ter fugido.

Eu também já tive um filho que o meu gajo deixou morrer. A situação foi um pouco mais grave mas, vejo hoje, que não estou sozinha neste sofrimento que é não termos um filho querido a dormir em conchinha connosco. O meu era o Pé de Meia. Um pé de coentro lindo de morrer. Avisei-o tantas vezes para ter cuidado ao atravessarem a estrada...

Depois de ler este relato tão comovente, tomei uma decisão: o meu gajo vai sair da minha vida. Um pé de coentro é um pé de coentro, caramba!, que merda é esta?!

Se me estás a ler, um beijinho da mãe, Pé.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


53 comentários

Sem imagem de perfil

De Mirone a 03.11.2015 às 11:40

Glup...
Sem imagem de perfil

De A Mais Picante a 03.11.2015 às 11:49

Como? O Benny é um gato? Pah...

(onde é que tu descobres estas bloggers, caramba?)
Imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 11:50

Desta vez, o mérito não é meu...
Chegou-me por email.

Sempre sonhei dizer isto, porra, estava a ver que não!
Sem imagem de perfil

De A Mais Picante a 03.11.2015 às 11:52

ahahahahahahah
ahahahahahahah

(nem sabia que ela tinha um blog, mais valia ter continuado na ignorância)
Imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 11:53

E eu, que nem sabia quem era a senhora??
Pois é.
Sem imagem de perfil

De me a 03.11.2015 às 14:12

Ah, mas é alguém conhecido??? (Vou investigar)
Sem imagem de perfil

De Linda Blue a 03.11.2015 às 12:03

Hã? "és biliões de vezes mais importante do que qualquer namorado. Filho é bocado de nós e é para sempre. Homem é bicho que passa"?
Depois de ter lido "Campo de Ourique", fiquei mais descansada. É eliminar o bairro de todos os meus percursos e rezar fervorosamente para que a Mamã não saia de lá.
Sem imagem de perfil

De Mari a 03.11.2015 às 12:15

Parece-me que o Manuel livrou-se de boa. E quem diz isto é uma fulana que tem três gatos que até os deixa dormir na sua cama (sim, Filipa pode revirar os olhos à vontade :P ). Sinto-me tão normal quando leio este tipo de coisas. Abençoados sejam os maluquinhos com blogs.
Imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 12:18

Calma, Mari, há boas novas: depois disto, animais na cama é brincadeirinha de criança.
Sem imagem de perfil

De Be a 03.11.2015 às 12:20

Se tivesse uma "mãe" assim também fugia de casa. Até acho que o Manuel e o Benny combinaram isto tudo e agora estão os dois a viver num qualquer apartamento bem longe da mamã.
Imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 12:22

Acho mal.
Deviam ao menos ter levado a casa-de-banho. Preciosa.
Sem imagem de perfil

De Catarina a 03.11.2015 às 12:22

já chorei a rir com esta "carta" hoje... É tudo tão bom, que nem sei por onde lhe pegue!
Imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 12:24

Não puxem por mim, por favor.
Respeitem a minha dor.
E o trabalho que tenho por fazer.
Sem imagem de perfil

De ana a 03.11.2015 às 12:34

Gosto muito de bichos e de gatos em particular, mas .... fiquei sem palavras ao ler isto.
( a propósito, se o liiiiiiiiiindo Guedes quiser fugir eu dou-lhe guarida)
Imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 12:34

Se o meu Little G desaparecer, já sei que foste tu que o roubaste!! :)
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 03.11.2015 às 12:39

Não vês os mortos-vivos mas lês estas bostas.

Que orgão sexual masculino é isso? Porra, mas agora qualquer um pode ter um blog??? Se a ideia é escrever trampas sem nexo, em grande quantidade, também me vou aventurar.

Agora vou ali bater com a cabeça na parede até cair inanimado
Imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 12:42

Desculpa mas estás a ser desrespeitoso com a dor alheia.
Está visto que nunca perdeste um coentro na vida.
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 03.11.2015 às 13:19

Disto tudo apenas posso dizer que ou o manuel tem baixos padrões de qualidades, ou a mamã do Benny Hill tem enormes qualidades que não se revelam na escrita.

(pra mim lugar de coentros não é em casa, é no campo. Dentro de 4 paredes estão bem é a acompanhar a carne de porco no prato.)
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 03.11.2015 às 13:22

*padrões de qualidade*
Sem imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 13:32

Desculpa lá, e desde quando o lugar de um gato é no pescoço de alguém?
Vivo, quero eu dizer?
Sem imagem de perfil

De Pipocante Irrelevante Delirante a 03.11.2015 às 16:37

Lugar dos gatos é a caçar ratos.
Sem imagem de perfil

De Ana a 03.11.2015 às 12:42

Eu li e nem queria acreditar em tamanha estupidez.

Pensava que era a única a pensar assim... ainda bem que não.

Sem imagem de perfil

De Troll a 03.11.2015 às 12:55

Ela tem problemas mentais diagnosticados clinicamente e conhecidos publicamente. Gozar com isto desta maneira é... enfim... coiso... é só parvo, pronto.
Imagem de perfil

De Filipa a 03.11.2015 às 12:58

Por acaso nem sabia disso, como aliás disse mais acima.
De qualquer das maneiras, quem está doente, pode e deve tratar-se.

E já agora diga-me lá desde quando é que um animal está acima de uma planta?

E não estou a gozar, para começo de conversa. Tive mesmo um coentro de estimação. Está a insinuar, por acaso, que tenho problemas mentais??
Sem imagem de perfil

De Troll a 04.11.2015 às 13:39

Filipa, algumas doenças são crónicas, não têm tratamento. Acontece com doenças físicas e com doenças mentais. Controlam-se, mas não se tratam, não se curam. A Filipa pode controlar uma diabetes, mas não se livra dela, não a cura. O mesmo é válido para muitas doenças mentais. Felizmente para todos nós, algumas têm cura. E infelizmente para muitos de nós, a depressão é uma das que, sendo possível alguma melhoria, tende a tornar-se crónica.
No caso em concreto, acho mesmo que, mais do que uma mera depressão, a senhora é bastante descompensada e estará a passar por uma fase de profunda perturbação. A carta em si é bastante reveladora e se fez mesmo o que ali descreve, aí então não resta qualquer dúvida, julgo.
Imagem de perfil

De Filipa a 04.11.2015 às 13:49

Tendo em conta os comentários que apoiam a atitude da visada, temo pela sanidade mental deste país, lamento dizer. A menos que todos estejam em processo depressivo, não consigo ter mesmo outra perspectiva.

Repito, quando fiz este post não sabia sequer quem era a blogger e o facto do assunto depressão vir à baila, não o torna menos ridículo. Estou no meu direito. Tal como a blogger esteve quando decidiu ofender quem com ela não embarcou no mesmo barco. A doença não pode desculpar tudo, lamento de novo.
Sem imagem de perfil

De me a 03.11.2015 às 14:29

Bem, eu só soube agora (pq fui pesquisar) q a senhora sofre de depressão.
Ainda assim, parece-me q a elevação do gato a um ser humano n é condição da depressão. Isso sim, é q eu acho q é só parvo (mas até conheço mta gente q o faz, e n têm problemas mentais (na opiniao deles...já na minha).
Sem imagem de perfil

De Troll a 03.11.2015 às 15:21

Ora vá lá pesquisar melhor. Às vezes a designação genérica "depressão" é um grande chapéu que abarca coisas muito mais vastas (ainda mais tratando-se da Comunicação Social, que imagino ter sido a sua fonte), não é novidade, pois não?
Sem imagem de perfil

De me a 03.11.2015 às 15:43

N estou a compreender bem o seu comentário. Ora vá lá ler novamente o meu.
Disse, e reitero, q conheço pessoas (alguns até são meus amigos, veja lá bem) q olham p os animais da mm forma q olham p humanos, e por mto q eu brinque, e diga q eles devem ter qq problema, não têm - Ok, nunca escreveriam publicamente o q esta senhora escreveu. Mas eram bem capazes de o dizer. (Talvez minus a expulsão do tipo de casa, mas o resto) -e eu n acho isso normal!!!

Se calhar daqui a nada concluímos q todos os filiados do PAN sofrem de problemas mentais.

Vi uma foto da senhora onde havia uma citação q dizia "sofro de depressão e já me tentei suicidar" se há mais atrás disto, n sei nem quero esmiuçar a vida da senhora, pq n me interessa.

Apenas disse q acho parvo esta coisa de se falar de um gato (ou qq outro animal) como quem fala de uma criança. Tenho dto a ter a minha opinião, acho eu!
E desculpe mas n acho q isto tenha, obrigatoriamente, a ver com problemas mentais (lá está, na realidade até acho, mas é uma opinião minha, segundo me dizem)
Sem imagem de perfil

De Linda Blue a 03.11.2015 às 19:12

Me, bem dizido.
Mas que raio da porra de argumento é este, de uma pessoa estar deprimida e toda a gente ter que fazer ámen ao que ela diz?
A sério. Detesto que me façam sentir insensível. Mas parva também não.
Sem imagem de perfil

De Troll a 03.11.2015 às 23:02

That's the point.

Comentar post


Pág. 1/3






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe