Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O João está bem, obrigada

por Filipa, em 21.09.13



Passados praticamente um mês e meio após o nascimento de pequeno Jonhy, eis o ponto de situação pelo qual estáveis dispostos a dar o vosso próprio dedo mindinho. 

Perdi 400gr desde que saí da maternidade. E isto revolta-me muito porque me sinto enganada. Deviam deixar de mentir às pessoas, porque quando dizem que amamentar queima imeeeeeeensas calorias, que ajuda o útero a ir ao lugar e com isso lá se vai a barriga, e que ajuda imeeeeeenso um gajo a voltar à antiga forma, estão a mentir. É mentira, maluquinhas da amamentação, ouviram? Nunca mais me enganam, estou a avisar. Amamentar dá fome. Muita fome. Taaaaaaaaanta fome que nem que me alimentasse de molhos de bróculos perdia peso.
Nasci mesmo para isto de ser mãe. Parece que toda a minha vida troquei fraldas e dei banhos e a única sequela que o puto tem, é uma tesourada no dedo mindinho-se é que podemos chamar dedo àquele pedacinho de fofura-resultado do meu extremo jeito para cortar unhas a pessoas de 55cm. Enfim, ninguém é perfeito e eu sou só humana. 
Depois temos estas bochechas e estes lábios. Com o que é que uma pessoa se há-de ocupar quando não tem mais nada que fazer? A morder e a dar beijufas e a falar bebexês e a enchê-lo de cuspo e ele fecha os olhinhos e fica muito sossegadinho, naquela, e o pai a achar isto tudo muito estranho mas continua muito caladinho que as hormonas ainda cá cantam.
Já consigo usar a lente de contacto do olho esquerdo, vamos todos levantar-nos e bater palmas. A lente do lado direito não aceita o olho, maneiras que vejo em mono. Quando preciso ver mais ao longe, afino o zoom fechando o olho direito e pronto que isto de ser muito prática dá muito jeito.
Não quero nem ouvir falar em vida sexual. Poupem-me aos bitaites. A menos que tenhais levado 13 pontos num rasgo que alcançou a perna, não estais em posição de articular um foda-se que seja. Ainda está tudo tão fresco e frágil que tenho a certeza que alguma coisa se vai rasgar à mínima tentativa. Chamem-me o que quiserem mas ide lá ver se nos blogues em que as autoras foram mãe há pouco, se fala no assunto. Pois é.
No outro dia deixei-o com o pai porque tinha umas coisas para fazer e não correu mal de todo. O caminho de ida e volta foi feito com o telemóvel em alta voz a dar indicações e a tentar perceber, pelos barulhentos que faz, se o pai estava a fazer tudo certinho.
Só tenho de praticar mais um pouco a cena de o deixar no colo dos outros. Só um pouco mais, quase nada. Tipo ir ao Porto e vir. 
De resto, o costume: pequeno João parece uma pequena debulhadora, em dez minutos despacha as duas mamocas e dorme grande parte da noite. Não dorme a outra parte porque tenho de o acordar para comer e com tudo isto já me desabituei de dormir. Agora que já posso fazê-lo de barriga para baixo, não consigo e todas as outras posições me parecem desconfortáveis. Estou, portanto, pronta para quando o João deixar de ser um puto mesmo fixe e me começar a dar noites de merda. Até agora tem sido mesmo o mais fixe de todos e eu uma sortuda e estou cá desconfiada que ele chegou mais cedo só para me fazer feliz por mais tempo.


Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Mariam a 21.09.2013 às 20:25

Estava quase a dar o braço direito, hom'essa! Olha, mas valeu a pena esperar, o rapaz é um latagão que só "diz bem da ama" (como diz o povo, que tanto ordena).

Por partes: amamentação. É chato e dói, mas vale a pena. Dos meus, a que mamou menos é a que tem menos resistências. Ficamos com umas maminhas de merda, mas tudo tem remédio ;-)

Pois, e dá fome. E uma sede de cavalos.

O emagrecimento deve depender de outra coisa qualquer invisível e incontrolável, tipo o metabolismo, a genética ou o estado de espírito.

Lentes, passo. Não percebo nada disso. Sou uma vacuda, mesmo.

Vida sexual, aguarda mais um pouco. Tens guardada em ti uma fera que vai despertar um destes dias. E o homem que se cuide nessa altura! :-D
Sem imagem de perfil

De Ana Rita a 22.09.2013 às 01:23

Não emagreces mas também não engordas! Amamentei pouco tempo e enquanto o fiz também tinha muita fome mas comia tudo o que me apetecia sem engordar. Era donuts e croissants a meio da noite, uma beleza. Agora, faço dieta e é ver os kilos a subir...
Sem imagem de perfil

De Ana Rita a 22.09.2013 às 01:24

Ah, quanto à vida sexual, só para chatear, bendita cicatriz na barriga :P
Sem imagem de perfil

De onónimo a 22.09.2013 às 19:49

:-) tudo na normalidade. quanto ao peso encara o assunto como o Paulinho da feira, já estás no 1.o degrau da longa escada da recuperação. só podes subir!

Beijos!
Sem imagem de perfil

De Ana Magalhaes a 23.09.2013 às 17:08

Coisa mais linda da sua mamãe.
Aqui estou eu nas minhas 30 semanas e mal posso esperar para ter uma coisinha do género, só minha, para tratar e cuidar e mimar e...
Obrigada pelos esclarecimentos. Adoro quando as coisas me são ditas como são, sem frases bonitinhas pelo meio, que todas passamos pelo mesmo, que não custa nada e coiso e tal. Por isso, obrigada. Vou dar de mamar se tudo correr bem porque quero, mas quanto à perda de peso já me cheirava a balela. Assim, não havia gordas a rodos depois de serem mães, já que são poucas as que não dão de mamar.
A parte da vida sexual, amiga sempre me soou a estranho como depois de tudo o que se passa, com cortes e pontos incluídos, a coisa recupera assim tão rápido. Na verdade, achei que no meu caso, e eu que sou uma mariquinhas, vai haver um grande período de secura porque não vou ter coragem de experimentar. E quando experimentar... acho que vai ser uma situação um tanto ou quanto difícil.
Nunca pensei que seria daquelas mães super ciumentas, mas ainda nem nasceu já ando doente de ciúmes e os colos dos outros vão dar comigo em doida, mas lá vou tentar ser ponderada e calma, não sei bem como, mas vou tentar.
Espero que o meu Gui seja bonzinho e não me deixe louca com noites de inferno, peço a todos os anjos que seja um bebé como sua mãe foi, que coma bem e durma ainda melhor.
O teu João é lindo e tudo de bom para ti e a tua linda família.
Beijos
Sem imagem de perfil

De Ana a 23.09.2013 às 18:49

De facto, o que fazer com umas bochechas dessas??? Só mesmo «estrafegar» a cria todos os dias, a todas as horas... e que bom que é!!! Tenho tantas saudades desses mimos excessivos, de passar horas em contemplação/mordidelas/beijinhos/whatever, que aqueles seres minúsculos têm o condão de nos transformar em leoas, no modo de os acarinhar, cheirar e adorar... sorte a deles que não tenhamos a capacidade de os transportar na boca, presos pelo pescoço :-)
Aproveita ao máximo, porque passa tão, tão depressa, a porcaria do tempo... de repente, quando deres por isso, já o João faz a barba e está mais alto que tu e com um vozeirão super-grosso... chuifff (nota-se que ainda não digeri ter o meu mai'novo em plena adolescência? :-))
Quanto ao emagrecer e ao sexo... tudo a seu tempo, agora é mesmo tempo de gozar a cria e pronto! :-D
Vai correr tudo lindamente, verás!
Bjs

Comentar post






Header gentil e adoravelmente cedido pela

Gaffe